Cheias dos rios deixam Acre, Amazonas e Rondônia em estado de alerta

Os estados do Acre, Amazonas e de Rondônia, na região amazônica, continuam em estado de alerta devido às cheias dos rios da região. Em Rio Branco , 1.308 pessoas estão acampadas, desde o dia 1º de fevereiro, no Parque de Exposições da capital acriana, em abrigo público montado pela Defesa Civil do município.   Leia mais »

Acre pode ficar isolado do país por causa da cheia do Madeira

Mais de 1,5 mil famílias já foram afetadas em Rio Branco (AC) e Porto Velho (RO), por causa da cheia dos rios Acre e Madeira, que desde a segunda-feira (17) apresenta os maiores níveis registrados em séria histórica de 100 anos. Nos dois Estados, mais de 500 pessoas já foram retiradas de suas casas e conduzidas para abrigos improvisados pela Defesa Civil.

No distrito de Abunã, na confluência dos rios Madeira e Abunã, água cobre trecho da BR-364, que liga o Acre a Rondônia
No distrito de Abunã, na confluência dos rios Madeira e Abunã, água cobre trecho da BR-364, que liga o Acre a Rondônia
BR-364: nos rios Abunã e Madeira, travessia de balsa para entrar e sair do Acre
BR-364: nos rios Abunã e Madeira, travessia de balsa para entrar e sair do Acre

   

Leia mais »

MPF, governo de Rondônia e parceiros promovem ação social para povo Cinta Larga

Começa nesta sexta-feira, 22 de novembro, e termina no domingo, 24, a 1ª Ação Social Cinta Larga. Destinada aos indígenas da etnia Cinta Larga, a ação envolve diversos órgãos públicos na promoção do acesso à documentação básica, serviços de saúde, inscrição em benefícios sociais e orientações sobre assistência técnica (piscicultura), recursos minerais, entre outros assuntos. Com a ação, os órgãos pretendem quebrar o paradigma de abandono do governo em relação aos indígenas Cinta Larga.  Leia mais »

AC/RO – Situação de brasileiros na Bolívia

O imbróglio diplomático da fronteira Brasil / Bolívia entre extrativistas brasileiros e campesinos bolivianos parece não chegar ao fim. Desta vez foi a vez do seringueiro brasileiro Benedito Paiva deixar de forma humilhante suas terras na Província Federico Román em território boliviano sem ter direito a quase nada. Leia mais »

Advogados são impedidos de participarem de reunião dos atingidos por barragens em Jirau

Advogados dos atingidos por barragens, tais como: Garimpeiros e produtores rurais da região próxima ao empreendimento da usina hidrelétrica de Jirau foram impedidos de exercer suas funções por representantes da Energia Sustentável, no último dia (09) em uma reunião na velha Mutum-Paraná. Leia mais »

TRF autoriza retomada de testes com comportas de hidrelétrica em RO

Água usada para encher reservatórios provocou erosão no Rio Madeira. Órgãos federais, estaduais e municipais têm de dar apoio às vítimas.

O desembargador Carlos Moreira Alves, do Tribunal Regional Federal (TRF) 1ª Região, autorizou, nesta terça-feira (7), a retomada dos testes com as comportas da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio que vão reter a água do Rio Madeira, em Porto Velho. A operação tinha sido interrompida na semana passada após decisão da juíza federal Jaqueline Conesuque Gurgel do Amaral. Leia mais »

Santo Antonio Energia diz que vai construir parede de pedras desde barragem até Triângulo

O Site Rondoniaovivo publicou matéria sobre o processo de destruição das margens do Ria Madeira, na Região de Porto Velho/RO, e as providêncas que foram acordadas com o consórcio construtor da Usina Hidrelétrica de Santo Antônio.

Leia matéria em http://www.rondoniaovivo.com/noticias/banzeiros-acuada-santo-antonio-energia-diz-que-vai-construir-parede-de-pedras-desde-barragem-ate-triangulo/84246 ou em http://painelpolitico.com/Editorias/Noticias/Santo-Antonio-Energia-diz-que-vai-construir-parede-de-pedras-desde-barragem-ate-Triangulo.html

Povos isolados localizados perto de obras no Rio Madeira

Índios isolados foram localizados pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) em uma área próxima dos canteiros de obras das hidrelétricas de Jirau e de Santo Antônio, na região Norte do país. O grupo vive na Terra Indígena Katauixi/Jacareúba, no Amazonas, entre os municípios de Lábrea e Canutama, perto da divisa com Rondônia. Leia mais »

Polícia Civil encontra arsenal de armas em área de conflito agrário

Martins é apontado como “pistoleiro” da fazenda Bodanese e é principal suspeito de ter praticado tentativa de homicídio contra dois trabalhadores rurais do assentamento “barro branco”, no final do mês de maio desse ano.

A Polícia Civil em Vilhena cumpriu dois mandados de busca e apreensão,um deles na residência situada na avenida 1501,nº1764 do Bairro Cristo Rei (casa de Elson Martins de Souza,naquela cidade e outra na sede da Fazenda Bodanese, situada na região de um conflito agrário, situada em Chupinguaia_RO.) Leia mais »

Sedam flagra novo golpe de madeireiros

Alguns madeireiros de Rondônia estão utilizando um novo golpe para driblar a fiscalização dos órgãos de proteção ambiental. É a utilização das placas de identificação da cadeia de custódia dos planos de manejo. Desta forma é possível transportar árvores extraídas ilegalmente sem chamar muita atenção. A fraude foi descoberta no final de semana, quando dois carregamentos de madeira foram apreendidos em operação de combate ao desmatamento no município de Cujubim.

A fraude consistia em colocar as plaquetas da cadeia de custódia em árvores que foram retiradas ilegalmente de áreas de reserva legal de propriedades particulares ou de florestas públicas – através da cadeia de custódia é possível saber a localização exata e a essência florestal de cada árvore de um plano de manejo legalizado.

Leia mais »

Ibama identifica comércio virtual de madeira ilegal em Rondônia

Ações de inteligência da fiscalização do Ibama em Rondônia, executadas pela Operação Portal, identifica comércio virtual de crédito de madeiras oriundo de Brasília-DF. A investigação detectou que uma única madeireira recebeu 20 Documentos de Origem Florestal – DOF, que totalizam cerca de 750 m3 de madeira serrada, o volume equivalente a 30 carretas bi-trem, de essências nobres como Ipê, Cumaru, Jatobá, Maracatiara, dentre outras, apenas virtualmente.

Leia mais »

Sem fiscalização, meio ambiente é destruído no Vale do Guaporé; pescadores profissionais arrastam milhares de peixes e animais são mortos

Tartarugas morrem em armadilhas e redes para peixes

Moradores do distrito de Porto Rolim de Moura do Guaporé, localizado a 700 quilômetros de Porto Velho, às margens do Rio Guaporé, estão preocupados e chamando a atenção do governador Confúcio Moura (PMDB) para a depredação do meio ambiente, matança indiscriminada de animais protegidos por Lei Federal e a pesca predatória. Dos cerca de 1 mil habitantes, 80% vivem do turismo ecológico e da pesca esportiva. A entidade Ecologia dos Rios Mequéns e Guaporé (Ecomeg), criada há 8 anos, denuncia o sucateamento do batalhão da Polícia Ambiental e ação de pescadores profissionais que estão acabando com espécies nobres (pintados e tambaquis), comercializados em Pimenteiras, não deixando um centavo para a comunidade, espantando os turistas e promovendo matança indiscriminada de tartarugas com armadilhas e redes.

Leia mais »

Ameaçados de morte em conflitos agrários na Amazônia receberão escolta policial

O agricultor e líder camponês, Adelino Ramos, assassinado no final de maio, em Rondônia. Ele morava em assentamento no Amazonas.

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) analisa atualmente a forma de proteção que será oferecida a 131 pessoas ameaçadas de morte em conflitos agrários nos estados do Amazonas, Pará e Rondônia.

Leia mais »

Ibama intensifica ações de combate a incêndios florestais

Candeias do Jamari, há pouco mais de 20 quilômetros de Porto Velho, foi a primeira cidade a ser atendida pelo Ibama em Rondônia, que entregou equipamentos como bombas de água e abafadores, que serão usados para controlar os focos de incêndios.

Boa parte já está sendo usada, 13 brigadistas vão trabalhar no município e vieram preparados com roupas e acessórios especiais. “O maior desafio é conscientizar a população para não queimar”, afirma o brigadista Dionata Nascimento.

Leia mais »

Desmatamento da Amazônia em maio dobra de 2010 para 2011

O desmatamento na Amazônia atingiu 268 quilômetros quadrados em maio deste ano, mais do que o dobro no mesmo mês de 2010, quando chegou a 109,6 quilômetros quadrados, informou nesta quinta-feira o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O Mato Grosso, principal produtor de soja e algodão do país e que abriga o maior rebanho bovino do Brasil, foi o Estado que mais sofreu desmatamento, com 93,7 quilômetros quadrados, de acordo com o sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Inpe.

Leia mais »