Código da Mineração atenta contra áreas protegidas, diz WWF

O Governo Federal enviou ao Congresso na última terça (18) um conjunto de projetos de lei para estabelecer um novo marco regulatório para a mineração no país. No pacote, uma proposta do deputado Vinícius Gurgel (PR-AP) quer abrir 10% de parques nacionais e outras unidades de conservação de proteção integral para mineração, uma atividade altamente impactante. Leia mais »

Justiça decide que ação contra mineradora Vale será julgada no Pará

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região  (TRF1) decidiu que será julgado pela Justiça Federal em Redenção, no sudeste do Pará, o processo que apura irregularidades no licenciamento ambiental de atividades do projeto Onça-Puma, da mineradora Vale. Leia mais »

Amazônia – Geológos identificam jazidas de diamantes

Uma equipe de geólogos do governo federal identificou dezenas de novas áreas pelo país potencialmente ricas em diamantes. A maioria está no Mato Grosso, Rondônia, Amazonas e Pará. Até então, informações oficiais sobre esses pontos eram escassas ou não existiam. Os detalhes dos achados ainda são mantidos em reserva. A previsão é que sejam divulgados em 2014. O governo avalia que os dados poderão atrair empresas e levar a um aumento da produção de diamantes no país.  Leia mais »

Las mineras lanzan una ofensiva de inversiones en la Amazonía

Gigantes de la minería como Vale SA y Anglo American PLC están intensificando sus esfuerzos para extraer minerales del bosque tropical amazónico de Brasil, una incursión de alto riesgo en una de las regiones más remotas y ecológicamente sensibles del mundo.Las empresas mineras gastarán en conjunto unos US$ 24.000 millones entre 2012 y 2016 para impulsar la producción de mineral de hierro, bauxita y otros metales de la Cuenca del Amazonas, según el Instituto Brasileño de Minería, Ibram, una asociación del sector. Brasil ya capta una quinta parte del total de la inversión global en minería y la Amazonia representa para muchos el mayor potencial sin explotar del país. “El Amazonas será nuestra California”, predice Fernando Coura, presidente de Ibram. Leia mais »

Mineração – Métrica biológica

Antes de explorar a jazida de níquel do Jacaré, em São Félix do Xingu, no Pará, atualmente em estudo de pré-viabilidade e com estimativa de produção anual de 80 mil toneladas por 49 anos, a mineradora responsável pelo projeto iniciou medições inéditas que vão além do potencial e vida útil da reserva, das análises de mercado e das planilhas financeiras. Também os impactos à biodiversidade e a dependência atual e futura do empreendimento em relação aos estoques naturais foram incorporados à conta. “No cenário da gestão de riscos, busca-se um método capaz de dimensionar os efeitos dessas alterações e, no próximo passo, valorar ativos ambientais”, afirma Juliana Rehfeld, gerente de desenvolvimento sustentável da Anglo American, com plano de replicar a experiência nas demais operações no país. Leia mais »

Entrevista com Sérgio Sauer sobre o Código da Mineração

“O Brasil precisa não só alterar a sua legislação, mas estabelecer mecanismos claros de controle, inclusive porque muitas das pressões para alteração da legislação são para flexibilizar a extração e não para melhorar o controle”, assinala o relator do Direito Humano a Terra, Território e Alimentação, da Plataforma Dhesca (Plataforma Brasileira de Direitos Humanos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais).

Leia mais »

Mais da metade da TI Yanomami está destinada para a mineração

Napë não tem dado trégua aos yanomami. Nem quando tira ouro de forma ilegal nem agora, quando apresenta um documento para legitimar a atividade garimpeira. Napë é “homem branco” na língua yanomami. Se for inimigo, ganha uma sílaba a mais: napëpë. Leia mais »

Ministério Público Federal vai à Justiça para anular pedidos de mineração em áreas indígenas

O Ministério Público Federal em Roraima (MPF/RR) ajuizou ação civil pública requerendo o indeferimento de todos os requerimentos de autorização de pesquisa mineral, permissão de lavra garimpeira e concessão de lavra mineral dentro de terras indígenas que estejam em trâmite no Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM). A antecipação de tutela foi negada pela Justiça Federal em Roraima, mas o MPF já ingressou na semana passada com recurso junto ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília.

Leia mais »

El capitalismo extractivo de Evo, Cristina, Ollanta, Correa, Dilma y Chávez, por James Petras (*)

Los principales países exportadores en el sector agro-minero, entre los que se encuentran los más implicados con las principales multinacionales energéticas y de la minería del mundo, son también los que se caracterizan por ejercer las políticas más independientes y progresistas. En apariencia, la primacía de las economías basadas en el «capitalismo extractivo» y la exportación de bienes, ya no guardan correlación con gobiernos «neocoloniales». Leia mais »

Brasil entra na corrida por terras raras, o ouro do século 21

Reservas nacionais atraem investimentos externos em busca de minerais estratégicos para smart phones e carros elétricos.

Se você ainda não sabe o que são terras raras, prepare-se, porque nos próximos anos esse conjunto de 17 minerais fará cada vez mais parte da sua vida. Elementos de nomes estranhos como disprósio, lantânio e promécio tornaram-se essenciais para a indústria de alta tecnologia. Eles são responsáveis pela finura dos tablets, fazem o seu celular vibrar e acendem as futuristas lâmpadas de LED. Por trás de tanta modernidade, a briga pela supremacia na exploração das terras raras deu início a um intrincado jogo de interesses econômicos, diplomáticos e industriais, tendo a China, maior produtora mundial, como fiel da balança. Leia mais »

PA – Serra Pelada busca ‘garimpo sustentável’

Um convênio entre a USP e a Cooperativa dos Garimpeiros dos Minérios de Serra Pelada (Coomispe) quer promover o fim do uso do mercúrio na reabertura de uma das mais famosas jazidas minerais do mundo. À espera de propostas de grandes empresas mineradoras, a associação paraense buscou apoio técnico para criar um modelo de negócio que evite a contaminação ocorrida há três décadas, no auge da corrida do ouro na região. Leia mais »

Secretaria de Meio Ambiente quer interdição da pedreira no Tarumã

Com a medida, a Semmas quer evitar que as pedras empilhadas no terreno sejam retiradas do local e comercializadas irregularmente. Fiscais fizeram nova visita ao local na última terça-feira, mas o proprietário ainda não foi identificado.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas) deverá interditar a pedreira desativada no bairro Tarumã, Zona Oeste, onde, segundo denúncias feitas por moradores no mês passado, e confirmadas por A CRÍTICA em sobrevoo com o RCCop, teriam ocorrido explosões que levantaram a suspeita de exploração ilegal de recursos minerais. Leia mais »