Acre disponibiliza tecnologia de controle ambiental ao Amazonas

O Sistema de Informações Ambientais – SEIAM desenvolvido pelo IMAC auxilia na modernização de 6 estados brasileiros.
 
 

Foi assinado pelos presidentes do IMAC e do IPAAM, Cleísa Cartaxo e Graco Fregapani respectivamente, o Termo de Cessão de Software que permite a transferência da tecnologia que vai auxiliar a informatização do Instituto de Proteção Ambiental do Estado do Amazonas. A parceria entre as duas instituições foi celebrada na manhã desta quarta-feira, em Rio Branco.

Leia mais »

Máfia paga US$ 2,5 por tora de mogno

Puerto Chata é um povoado perdido na região onde o Amazonas começa a cortar a selva. Fica nas margens do Perené, afluente do rio.

Puerto Chata foi fundada por Francisco Sanz, o Paco. Filho de uma índia ashaninca, ele recepciona a equipe do Estado. É piloto de um barco que faz a linha até Atalaya, primeira cidade da selva peruana na beira do Amazonas.

Leia mais »

CNI defende hidrovias na Amazônia

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) acaba de divulgar o estudo “Norte Competitivo”. O documento aponta uma série de obras de infraestrutura prioritárias para viabilizar o desenvolvimento da Região Amazônica, além de reduzir o chamado “custo Brasil” – os gargalos logísticos que comprometem a competitividade das atividades produtivas no País, em especial, a ênfase histórica no transporte rodoviário. De acordo com o relatório, é preciso priorizar o transporte hidroviário, principalmente, nos rios Tapajós, Paraguai, Madeira e Tocantins (Amazonia.org.br, 18/03/2011).

O documento aponta, ao todo, 151 projetos de infraestrutura de transportes para a Região Amazônica, sendo 39 dos quais relativos à integração com os países vizinhos. A realização destes projetos demandaria recursos da ordem de R$ 52 bilhões, dos quais cerca de 80% seriam de responsabilidade do Governo Federal.

Leia mais »

Mais da metade dos municípios podem ficar sem água em 2015

O levantamento mapeou as tendências de demanda e oferta de água nos 5.565 municípios brasileiros e estimou em R$ 22 bilhões o total de investimentos necessários para evitar a escassez.

 Dono do maior potencial hídrico do planeta, o Brasil corre o risco de chegar a 2015 com problemas de abastecimento de água em mais da metade dos municípios. O diagnóstico está no Atlas Brasil – Abastecimento Urbano de Água, lançado ontem (22) pela Agência Nacional de Águas (ANA). O levantamento mapeou as tendências de demanda e oferta de água nos 5.565 municípios brasileiros e estimou em R$ 22 bilhões o total de investimentos necessários para evitar a escassez.

Leia mais »

Indígenas desenvolvem planos de ação para melhorar o uso dos recursos naturais das suas terras

Lideranças indígenas dos estados do Pará, Amapá, Amazonas e Acre, participaram do Seminário Regional para a Implementação do Projeto “GEF-Indígena”, com o intuito de desenvolver planos de ação para melhorar o uso dos recursos naturais das suas terras. Por meio do projeto, pretende-se obter mecanismos e ferramentas que permitam reconhecer e fortalecer a contribuição das terras indígenas à conservação de recursos naturais, biodiversidade florestal e serviços ambientais.

Batalhão Ambiental da PMRO e parceiros realizam evento em alusão a Semana da Água

 De 22 a 24 de março, o Batalhão Ambiental, da Polícia Militar de Rondônia, realizará em Candeias do Jamari/RO  exposição de estandes, ciclo de palestras, passeata ecológica e limpeza das margens do Rio Candeias, além de concursos de Redação e Desenho, em comemoração ao Dia  Mundial da Água (22 de março), com a participação de diversas Instituições públicas e privadas, além da comunidade e  estudantes   de Candeias.

O Dia Mundial da Água foi instituído  pela Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas através da Resolução A/RES/47 de 22 de fevereiro de 1993, declarando o dia 22 de março como sendo o Dia Mundial das Águas, destinado a discussão sobre temas relacionados a este importante bem natural, que apesar de renovável não é inesgotável.

Leia mais »

Fenômeno ‘terras caídas’ pode extinguir comunidade em Santarém

Erosão feita pela água do Rio Amazonas está ‘comendo’ casas na várzea. Cerca de 400 pessoas terão de ser retiradas do local, diz Defesa Civil.

http://g1.globo.com/brasil/fotos/2011/03/veja-imagens-da-destruicao-provocada-pelo-fenomeno-terras-caidas-no-para.html

Um fenômeno fluvial, conhecido popularmente como “terras caídas” e que costuma ocorrer com certa frequência na cidade de Santarém (PA), está ganhando força e assustando os moradores da comunidade de Fátima do Urucurituba, que fica às margens do Rio Amazonas. A correnteza do rio varreu um trecho de cerca de 500 metros de extensão, de um total de 1,3 mil metros, já destruiu dez casas e uma escola municipal. A destruição e o risco de mortes obrigou a Defesa Civil de Santarém considerar a região como área de risco e iniciar a retirada das 71 famílias, cerca de 400 pessoas que vivem no local.

  Leia mais »

Assembleia Indígena elege novo coordenador geral do CIR

Encerra-se hoje dia 15 de março de 2011 a quadragésima Assembléia Geral dos Povos Indígenas de Roraima, realizada na comunidade do Barro, terra indígena Raposa Serra do Sol, para celebrar 40 anos de luta e organização indígena no estado de Roraima.

O evento contou com mais de 950 participantes, entre lideranças de base e convidados parceiros do CIR, que ao final da assembléia realizarão a cerimônia de posse dos novos coordenadores, eleitos para o mandato de dois anos.

Leia mais »

Licença ambiental cresce 570% com aumento de obras no país

A demanda por licenciamentos ambientais cresceu 570% no Brasil na última década.

Os dados são do Ibama, que aponta a necessidade de dobrar o quadro de funcionários do setor –de 300 para 600 pessoas– para enfrentar a explosão nas obras.

Leia mais »

Começa obra de acesso ao local onde será a hidrelétrica de Belo Monte

Prevista para ser segunda maior do país, usina é alvo de disputa judicial. Ibama liberou canteiro de obras, mas MP questiona impactos ambientais.

Tiveram início nesta segunda-feira (7) as obras de acesso ao local onde será construída a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Rio Xingu, no Pará, segundo informações da Agência Brasil, agência de notícias feita pela estatal Empresa Brasileira de Comunicação (EBC).

O engenheiro José Biagioni, da Norte Energia, consórcio responsável pela obra, disse à Agência Brasil que esta fase da obra se refere aos trabalhos autorizados na licença de instalação concedida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Leia mais »

MPF alerta para danos com liberação de obras de Belo Monte

A liberação para continuidade das obras da usina de Belo Monte sem o cumprimento de ações de minimização dos impactos socioambientais causaria prejuízos irreparáveis, de acordo com o Ministério Público Federal no Pará (MPF-PA).

O órgão informou, por meio de nota, que a liberação do canteiro pode provocar problemas como o colapso da infraestrutura urbana na região e danos irreversíveis ao ambiente e à população que vive próxima ao Xingu.

Leia mais »

Conselho Municipal de Conservação e Defesa do Meio Ambiente de Boa Vista – Roraima

Por ato do Prefeito Municipal de Boa Vista/RR, Iradilson Sampaio de Souza, a Ecoamazônia faz parte do Conselho Municipal de Conservação e Defesa do Meio Ambiente (CONSEMMA), da Capital do Estado de Roraima.

Decreto PMBV

Pesquisas da Ecoamazônia na Região Norte do Brasil

Equipes de pesquisadores a serviço da Fundação para o Ecodesenvolvimento da Amazônia – ECOAMAZÔNIA – estão realizando levantamentos sobre produção sustentável nas seguintes regiões – Sul do Amazonas; Cone Sul de Rondônia; Oeste de Mato Grosso; e Alto Solimões no Amazonas.

País descumpre meta nacional de proteção a biodiversidade marinha

Estima-se que menos de 10% das espécies marinhas brasileiras sejam conhecidas. E apenas 1,5% dos ecossistemas costeiros e marítimos do País está protegido por lei  

Leia mais »