Ponte do Rio Negro: embarcações do porto de São Raimundo vão continuar operando

A Crítica – Traduzida como sinônimo de progresso, a Ponte Rio Negro será um desastre para um grupo de pessoas que dependem do transporte aquaviário.

Do ponto de vista simbólico, a ponte é descrita como “uma mordaça na boca do rio”, nas palavras do poeta e músico Celdo Braga. Uma obra inédita no Estado que “quebrou o ritmo das águas”, completa Braga.

A desolação com a ponte pode ser observada nas expressões preocupadas dos trabalhadores das lanchas que fazem a travessia Manaus-Iranduba no Porto de São Raimundo. Leia mais »

Manaus inicia na sexta-feira série de debates sobre Conferência Rio+20

Nesta sexta-feira (23) Manaus (AM) sediará o primeiro de uma série de encontros que debaterão assuntos relativos à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. O encontro, que ocorrerá na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas a partir de 8h30, tratará do tema “Biomas: preservação, conservação e os serviços ambientais que prestam para a qualidade de vida no planeta”. Para falar sobre o assunto, foram convidados especialistas na área ambiental, parlamentares, governantes e representantes da sociedade civil. A programação é aberta ao público. Leia mais »

Cetas/Ibama/AM faz um balanço de animais apreendidos em 2011

O Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) da Superintendência do Ibama do Amazonas recebeu, até o final de julho de 2011, 437 animais da fauna silvestre provenientes de apreensões, resgates e entregas espontâneas.

Os principais grupos da fauna silvestre mantidos e destinados pelo Cetas/Ibama/AM são répteis, especialmente. jabutis, tartarugas e tracajás, diversas espécies de aves, principalmente, pássaros e papagaios, e várias espécies de mamíferos, dos quais os primatas são o grupo mais representativo.

Em 2011, chegaram ao Cetas/Ibama/AM 10 espécies de primatas, entre elas, duas espécies de macacos-barrigudos (Lagothrix lagotricha e L. cana), sauim-de-mãos-douradas (Saguinus midas), sauim-de-coleira (Saguinus bicolor), macaco-prego (Cebus apella), guaribas (Alouatta seniculus e A. belzebuth), micos-de-cheiro (Saimiri sciureus e S. ustus) e macaco-aranha (Ateles paniscus).

Leia mais »

Manaus terá semáforos movidos a energia alternativa

Além de evitar a pane nos semáforos por falta de energia, nova tecnologia ajudará o meio ambiente

Problemas que ocorrem com certa frequência e que complicam ainda mais o trânsito já congestionado das principais vias de Manaus, as interrupções no fornecimento de energia elétrica, que deixam os semáforos desligados, devem ser minimizadas com a implantação dos aparelhos equipados com painéis solares ou baterias que devem estabilizar o funcionamento da sinalização eletrônica.

Pelo menos é o que pretende o Instituto Municipal de Trânsito (Manaustrans), que até o fim de julho começa a testar duas tecnologias diferentes que podem ser implantadas nos 212 cruzamentos semaforizados da cidade.

Leia mais »

Projeto simula ‘Amazônia do futuro’ com ambiente repleto de carbono

Com o objetivo de estudar o impacto do aquecimento global em espécies da floresta amazônica, 200 cientistas do Brasil e de outros oito países ligados ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em Manaus (AM), lideram um projeto inédito no país que vai simular cenários de mudanças climáticas para analisar a reação da biodiversidade ao fenômeno.

Denominado Adapta (Centro de Estudos da Adaptação da Biota Aquática da Amazônia, na tradução para o português) o laboratório vai incubar peixes, plantas, anfíbios e insetos (aquáticos e não-aquáticos) em três diferentes salas.

Espécie de peixe que vive em rios da Amazônia recolhida por pesquisadores do Inpa. Ao menos 300 diferentes tipos de peixe participarão da simulação. (Foto: Divulgação/Adapta)

Leia mais »