Venezuela – Questão Yanomami

Venezuela gera polêmica após rejeitar ‘massacre’ ianomâmi.

As declarações recentes do governo venezuelano rejeitando denúncias de um massacre de cerca de 80 índios ianomâmi em área próxima da fronteira com o Brasil causaram polêmica entre entidades indígenas. Leia mais »

MT – Moradores bloqueiam rodovia contra desocupação de área indígena

Moradores da comunidade Posto da Mata, no município de Alto Boa Vista, a 1.064 quilômetros de Cuiabá, bloquearam um trecho da BR-158 na madrugada desta terça-feira (4) em protesto contra a desocupação da área indígena Marãiwatsédé. Por determinação judicial, mais de sete mil famílias devem deixar o local até o dia 1º de outubro deste ano. O protesto só vai terminar quando a decisão for suspensa, conforme o integrante da Associação de Produtores Rurais da Gleba Suiá Missú, Paulo Gonçalves. Leia mais »

Informações sobre denúncia envolvendo indígenas Yanomami

A Fundação Nacional do Índio – FUNAI – divulgou hoje, 03/09/2012, em seu “site” o texto a seguir:

No dia 31/8, a Funai recebeu carta da Hutukara Associação Yanomami (HAY), com relato de que teria havido incidente grave envolvendo indígenas Yanomami em território venezuelano, próximo à fronteira com o Brasil. Leia mais »

Hutukara Associação Yanomami com apoio do ISA lança petição on line pedindo apuração de denúncia de massacre contra os Yanomami

A denúncia divulgada na última terça-feira (28/8) pela Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia (Coiam), que reúne 13 organizações indígenas da Venezuela, relata um massacre que teria sido perpetrado por garimpeiros brasileiros contra os Yanomami na fronteira do Brasil com a Venezuela. O número de mortos é incerto e os governos de ambos os países ainda precisam investigar os fatos. Leia mais »

Venezuela – Autoridades venezuelanas ainda não chegaram ao local do suposto massacre contra os Yanomami

Fontes da Venezuela informaram que o general da 52ª Brigada do Exército Nacional daquele país, Rafael Zambrano, deu declarações na manhã desta segunda-feira (3/9) em rádios locais indicando que as investigações sobre a denúncia do suposto massacre continuam. Leia mais »

Ministro Tareck El Aissami reporta normalidad en comunidades yanomamis

El ministro para las Relaciones Interiores y Justicia, Tareck El Aissami, reportó este domingo normalidad en las comunidades de la etnia Yanomami, en el estado Amazonas, que fueron visitadas para corroborar la denuncia de una supuesta matanza de miembros de ese pueblo indígena. Leia mais »

Yanomami – Venezuela diz que são falsas as informações sobre o massacre

Após uma série de investigações sobre a denúncia de massacre envolvendo 80 indígenas yanomamis, o governo da Venezuela informou ontem (2) que são improcedentes e falsas as informações. A ministra  do Poder Popular para os Povos Indígenas, Nicia Maldonado, responsável pela apuração do caso, disse à emissora estatal de televisão venezuelana, VTV,  que não há indícios sobre a suspeita. Leia mais »

RO – Índios vão receber documentos em mutirão do CNJ

Indígenas receberão Registro Administrativo de Nascimento Indígena (Rani), Certidão de Nascimento, Cadastro de Pessoa Física (CPF) e as carteiras de Identidade e de Trabalho e Previdência Social. Leia mais »

Terras Indígenas – Ministro da Justiça vai pedir que AGU mantenha suspensão de portaria 303

O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, prometeu a líderes indígenas que vai pedir à Advocacia-Geral da União (AGU) para manter suspensa a Portaria nº 303 até que o Supremo Tribunal Federal (STF) julgue os pedidos de esclarecimento– os chamados embargos de declaração – a respeito das 19 condicionantes estabelecidas pela Corte em 2009, para aprovar a manutenção da demarcação em terras contínuas da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima. Leia mais »

Portaria AGU – Ayres Britto disse que portaria limitando ampliação de terras indígenas é equivocada

Indígenas e representantes de organizações indigenistas garantem que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Carlos Ayres Britto, afirmou que as 19 condicionantes estabelecidas pela Corte, em 2009, para aprovar a manutenção da demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol em terras contínuas não se aplicam compulsoriamente a outros processos demarcatórios. Leia mais »

Yanomami massacred by outlaw miners

Authorities in Venezuela pledge to investigate breaking reports that illegal gold miners in southern Amazonas state carried out a “massacre” of an isolated Yanomami indigenous community. Witnesses of the aftermath described finding “burnt bodies and bones” at the community of Irotatheri, Alto Orinoco municipality, near the Brazilian border in the headwaters of the Río Ocamo, an Orinoco tributary. (See iTouch MapVenezuela political map) Blame is being placed on illegal miners, known as garimpeiros, who cross the border from Brazil to prospect for gold and have attacked indigenous peoples before. Leia mais »

Comissão Nacional de Política Indigenista pede revogação da portaria da AGU

Responsável por propor diretrizes, normas e acompanhar a tramitação de propostas de leis relacionadas à política indigenista, a Comissão Nacional de Política Indigenista (Cnpi) decidiu pedir ao governo federal que revogue a Portaria nº 303 da Advocacia-Geral da União (AGU). Leia mais »

MT – Governador diz que desocupação de terra indígena determinada pela Justiça causará prejuízo ao estado

O governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, disse hoje (30) que a decisão da Justiça de determinar a desocupação da Terra Indígena Marãiwatsédé, pertencente aos índios xavantes, trará grande prejuízo ao estado. Segundo ele, a área, que tem 165 mil hectares, é ocupada por mais de 6 mil pessoas, não índios. Leia mais »

MA – Funai aprova identificação e delimitação da Terra Indígena Kanela Memortumré

A TI Kanela/Memortumré, ocupada tradicionalmente pelo povo indígena Canela-Ramkokamekra, um dos grupos Timbira que habitam o Cerrado, está situada nos municípios de Barra do Corda e Fernando Falcão, no estado do Maranhão. Leia mais »

Denuncian matanza de indígenas Yanomami a manos de mineros ilegales

Varios indígenas yanomami de Venezuela habrían muerto al ser atacados con armas de fuego por presuntos mineros brasileros, el pasado 5 de julio, en una zona cercana a la frontera con Brasil, denunciaron organizaciones indígenas. De acuerdo a  un informe de la organización Yanomami “Horonami”,  la comunidad “Irotatheri”, del municipio del Alto Orinoco, fue víctima del ataque de presuntos mineros ilegales provenientes de Brasil, quienes habrían llegado en un helicóptero y asesinado a la mayoría de sus integrantes cuando se encontraban al interior de su “Shabono” (vivienda tradicional yanomami). Leia mais »