Boletim Transparência Florestal da Amazônia Legal Junho de 2011

24 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

Em junho de 2011, o SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento, do Imazon) detectou 99 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. Isso representou uma redução de 42% em relação a junho de 2010 quando o desmatamento somou 172 quilômetros quadrados. Desse total 45% ocorreu no Pará, seguido por Mato Grosso (25%), Amazonas (20%) e Rondônia (10%).

Leia mais »

Estudo mostra que pecuária ilegal ainda é mais lucrativa

21 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

A pecuária na Amazônia vem sofrendo pressões para a regularização fundiária e socioambiental. Tal regularização implicaria em ajustes econômicos desconhecidos ao setor. Neste “O Estado da Amazônia” O instituto Imazon avaliou o impacto da regularização socioambiental no desempenho econômico da pecuária de engorda na região de Paragominas, no Pará.

Concluiu-se que apenas fazendas com ampla escala de produção e alta produtividade seriam rentáveis cumprindo as regras socioambientais. Porém, fazendas irregulares que permanecessem impunes seriam mais rentáveis. Portanto, para estimular a regularizaçãoe práticas sustentáveis serão necessárias ações do setor público (por exemplo, maior eficácia na fiscalização e aumento dos investimentos em infraestrutura e serviços) e privado (por exemplo, boicote contra infratores).

Confira a Publicação: A viabilidade da regularização socioambiental da pecuária no Pará

Fonte: Imazon

Dá pra entender?

19 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

Por Moacir Rodrigues *

As autoridades brasileiras que tratam sobre o meio ambiente jogam ao ar imagens via satélite sobre desmatamentos criminosos em vários pontos do território e, vez por outra, fazem incursões, com utilização da Polícia Federal e do Exército, para multar madeireiras que atuam de maneira ilegal e, em outras, para destruir grandes plantações de maconha e laboratórios de drogas construídos clandestinamente, no meio do mato.

Um trabalho árduo, sem dúvida, e que exige esforço e muita coragem, considerando que as forças-tarefa deslocadas para o meio da selva vão encontrar resistência e, inclusive, de homens bem armados.

O que não se pode entender, no entanto, é que são mostrados mapas televisivos apontando as irregularidades, através de grandes áreas desmatadas ou de grandes plantações de maconha, provando que o crime continua ativo, muito embora o esforço dos pequenos contingentes ser deslocado, vez por outra, para as áreas de conflitos.

Leia mais »

Boletim Risco de Desmatamento Agosto de 2011 a Julho de 2012

15 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

Estudo feito pelo instituto Imazon sobre risco de desmatamento em municípios, Áreas Protegidas, Assentamentos e áreas privadas, devolutas ou sob conflitos por posse, para o período de agosto de 2011 a julho de 2012, estimado pelo modelo de risco de desmatamento desenvolvido pelo próprio instituto. O resultado do modelo é um mapa de probabilidade de desmatamento na Amazônia em células de 1 quilômetro quadrado.

Boletim Risco de Desmatamento Agosto de 2011 a Julho de 2012

 

 

Estudo do Imazon prevê aumento do desmate na Amazônia até julho de 2012

15 de julho de 2011  - Tadeu Ribas

Um estudo do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) mostra que o desmatamento do bioma deve subir no período de agosto deste ano a julho de 2012. A maior parte das florestas sob risco está no Pará.

O boletim, estima para o período analisado uma taxa de desmatamento anual de 7.134 km² – um aumento de 10,5% em relação ao observado em 2009/2010, quando foram destruídos 6.451 km² de floresta.

Clique para ampliar

Leia mais »

Recordes de degradação florestal em Mato Grosso: reflexo da expectativa na mudança do Código Florestal

10 de junho de 2011  - Jaime de Agostinho

O desmatamento no Estado do Mato Grosso chegou a 243 quilômetros quadrados no mês de abril, correspondendo a um aumento de 537% comparado a abril de 2010. Mais absurdo ainda são os dados relacionados a florestas degradadas, de 1.755 quilômetros quadrados, 13.500% maior do mesmo período do ano passado.

Leia mais »