Papa Francisco vai divulgar documento sobre questões ambientais

A encíclica papal Laudato Si’ tinha a sua divulgação prevista para o dia 18 de junho de 2015. A carta apostólica com avaliações sobre o meio ambiente e a atuação dos homens na natureza foi divulgada antecipadamente por órgãos da imprensa. Uma versão do documento pode ser lida em: http://espresso.repubblica.it/attualita/2015/06/15/news/papa-bergoglio-e-la-lezione-di-francesco-d-assisi-in-anteprima-l-enciclica-sull-ambiente-laudato-si-mi-signore-1.216897     

Leia mais »

Terra Indígena Andirá – Marau recebe feira focada na soberania alimentar dos Sateré – Mawé

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), juntamente com instituições de ensino e pesquisa que fazem parte do Projeto Waraná Agroecologia, promoveu nos dias 11 e 12 deste mês a I Feira de Sementes, Sabores e Saberes da etnia Sateré-Mawé, da Terra Indígena (TI) Andirá-Marau (localizada entre o Amazonas e o Pará), com o intuito de estimulara agricultura para soberania alimentar indígena. O projeto conta com o patrocínio da Petrobras.   Leia mais »

El ferrocarril interoceánico chino y nuestra desordenada visión de desarrollo

Imagen: RPP

La idea de una ferrovía ente Brasil y Perú a través de la Amazonía no es nueva. Una década atrás ya se contabilizaban cinco propuestas en Perú y una en Brasil. Además, el tema ya había sido discutido entre los gobernantes de ambos países. Lo único realmente nuevo en el reciente anuncio es el financiamiento que vendría de China, y el aparente cambio en la ruta que previamente había concebido el Gobierno.

Leia mais »

Jovens pesquisadores poderão participar da avaliação global de biodiversidade

A Plataforma Intergovernamental sobre Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES) está encarregada de produzir, até 2018, um diagnóstico sobre biodiversidade e serviços ecossistêmicos nas regiões América, África, Ásia, Oceania e Europa.

Leia mais »

RR – Geólogo afirma que Zoneamento Ecológico Econômico está pronto há 12 anos

O ex-vice-governador e geólogo, Salomão Cruz, revelou que o plano necessário para a instalação do Zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) de Roraima está pronto há 12 anos. A afirmação foi feita durante o programa Agenda da Semana, da Rádio Folha AM 1020, apresentado pelo radialista Marcelo Nunes, na manhã deste domingo, 5. Na ocasião, Salomão Cruz falou que o Estado perde anualmente com a demora da instalação do ZEE e destacou os caminhos percorridos até hoje para a efetivação da ZEE no Estado.         Leia mais »

Cartilhas sobre ciência do clima, ecossistema amazônico e hidrogeogafia do rio Madeira serão lançadas pelo LBA/Inpa

Com a finalidade de tornar o conhecimento científico mais acessível com uma linguagem simples e didática e, ao mesmo tempo, ilustrativa sobre os conceitos relacionados à ciência do clima, ao ecossistema amazônico e à hidrogeografia do rio Madeira, o Programa de Grande Escala Biosfera Atmosfera na Amazônia (LBA), coordenado pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), lançará três cartilhas sobre esses assuntos. O lançamento será no Auditório da Ciência, no Bosque da Ciência/Inpa, nesta terça-feira (31), durante a palestra “A Água da Amazônia irriga o Sudeste?”.      
Leia mais »

Zoneamento Econômico e Ecológico de Roraima – ZEE RR

Projeto do ZEE sequer foi localizado. O mais importante projeto para direcionar o desenvolvimento de Roraima, o do Zoneamento Econômico e Ecológico, desapareceu.

O diretor-presidente do Instituo de Amparo a Ciência e Tecnologia do Estado de Roraima (IACT/RR), Lurenes Cruz, afirmou que até a manhã de ontem (23/01/2015) não havia localizado o projeto do Zoneamento Econômico Ecológico de Roraima (ZEE/RR). Depois de tomar posse, no dia 6 de janeiro, no IACT, ele disse que se preocupou em convocar os técnicos da casa para começar a discutir a implantação do ZEE, mas, para sua surpresa, nada do projeto foi localizado e nenhum dos técnicos tinha conhecimento.    

Leia mais »

Proposta de recuperação da vegetação nativa recebe contribuições – Planaveg

Está aberto o período de envio de contribuições para a proposta do Plano Nacional de Recuperação da Vegetação Nativa.   

Leia mais »

Estudo mergulha na produção científica existente para entender importância das florestas

A publicação lançada esta semana pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), em parceria com o Observatório do Código Florestal (OCF), se utiliza de dezenas de pesquisas e estudos científicos para comprovar que as faixas protegidas como Áreas de Preservação Permanente (margens de rios, topos de morros, etc.), devem ser mais largas do que determina o atual Código Florestal.

Leia mais »

ONU: Brasil negocia acordo para ampliar participação cidadã sobre questões ambientais

Dar aos cidadãos da América Latina e do Caribe acesso à informação e poder de participação em processos decisórios sobre questões ambientais foi tema de debate na última quinta-feira (06) em Santiago, Chile. Representantes de 19 países da região, incluindo o Brasil, aprovaram durante a reunião convocada pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) o início das negociações para a criação de um acordo regional sobre esta questão.

Leia mais »

Desafio histórico, contenção do desmatamento confronta modelo de crescimento

Há dez anos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva chegava ao fim do segundo ano na Presidência da República amargando a maior taxa de desmatamento da Amazônia desde o início das medições do Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica por Satélites, iniciadas em 1988. Em 2004, cerca 27,7 mil quilômetros quadrados de florestas (equivalentes a 3,4 mil campos de futebol) foram ao chão para dar lugar a plantações de grãos, com destaque para a soja e o milho, e também para a cana-de-açúcar. Antes disso, só 1995 registrava devastação maior (29 mil quilômetros quadrados), basicamente pelo mesmo motivo: a expansão das atividades do agronegócio e da extração mineral, produtores de matérias-primas para exportação.

Leia mais »

RR – Governo deve retirar projeto do ZEE da Assembleia para fazer readequações

O projeto do Zoneamento Ecológico Econômico (ZEE) deve ser retirado da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR), onde tramita desde o final do mês de maio, para readequações. A informação foi confirmada à Folha pelo relator da matéria na Casa, deputado estadual Erci de Moraes (PPS).

Conforme ele, em meados do mês de julho voltou a prevalecer à exigência de que o projeto do ZEE seja aprovado pela Comissão Coordenadora do ZEE, do Ministério do Meio Ambiente, em Brasília (DF). Com isso, segundo ele, ficou acertado que o texto que tramita na Assembleia teria que passar por ajustes, uma vez que ainda existe, pelo menos, um ponto sem entendimento pacífico, que trata da criação da Floresta Nacional de Jauaperi, no Sul do estado.

Leia mais »

RR – Deputados ainda não tiveram acesso ao projeto de Zoneamento Ecológico Econômico do Estado

Nem o relator do projeto do ZEE (Zoneamento Ecológico Econômico), encaminhado há mais de um mês para a Assembleia Legislativa do Estado, teve ainda acesso ao texto. A informação foi confirmada à Folha pelo deputado Erci de Moraes, relator da matéria na Casa. Segundo ele, a Mesa Diretora ainda não havia distribuído cópias do projeto aos deputados.   Leia mais »

Amazonas vai receber R$ 14,9 milhões do Fundo Amazônia para projetos de agroecologia

Projetos de agroecologia do estado do Amazonas, entre eles o de incentivo da agricultura indígena, o de revitalização do sistema de produção da borracha e o de beneficiamento da castanha, receberão recursos não reembolsáveis de R$ 14,9 milhões oriundos do Fundo Amazônia. O fundo é gerido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES). Leia mais »

Mañana se inicia IV Congreso Latinoamericano de Agroecología

El IV Congreso Latinoamericano de Agroecología tendrá como tema central de investigación y discusión la pequeña agricultura como base de la agricultura del siglo XXI. El evento se llevará a cabo en el campus de la Universidad Nacional Agraria La Molina, del 10 al 12 de setiembre.

La organización del evento está a cargo de la Sociedad Científica Latinoamericana de Agroecología – SOCLA. Como sucede en cada edición, el encuentro culminará con una serie de acuerdos que se verán cristalizados en una Carta Agroecológica. Leia mais »