Campo já sofre com queimadas

Mesmo antes da “temporada” das queimadas, que acontece normalmente entre julho e setembro, época da seca, as florestas – ou o que restam delas – já sofrem com as queimadas. No início de junho já havia a detecção de regiões afetadas pelo fogo. Em sobrevoo feito por uma equipe do Greenpeace, foi possível observar no estado do Mato Grosso focos de queimadas em grandes áreas recém-desmatadas. Leia mais »

Acre é destaque por seu modelo agroflorestal sem elevação do desmatamento

O Estado do Acre foi reconhecido este mês através de um documento assinado pelo Conselho de Pesquisa Agrícola Internacional (CGIAR) e a Lexema Consultoria, com base na cidade de Vancouver, no Canadá, que o modelo em vigor no Estado pode indicar caminhos de como aumentar a produção agrícola e, ao mesmo tempo, diminuir os índices de desmatamento. Esse reconhecimento é resultado das políticas de preservação ambiental e desenvolvimento sustentável aplicados no Acre nos últimos 12 anos. Nesse meio tempo, esses investimentos geraram um aumento significativo da produção agropecuária e da redução do desmatamento.

ACRE foi reconhecido como modelo para aumentar a produção agrícola e, ao mesmo tempo, diminuir os índices de desmatamento

Leia mais »

Ibama impede uso de agrotóxico para desmatamento em Novo Aripuanã/AM

Cerca de quatro toneladas de produtos químicos, classificados como herbicidas altamente tóxicos, foram encontrados pela equipe de fiscalização do Ibama na rodovia AM – 174, km 160, que liga Apuí à Novo Aripuanã/AM.

Leia mais »

Ibama apreende 4 toneladas de veneno em reserva no Amazonas

O Ibama apreendeu mais de quatro toneladas de veneno numa reserva de desenvolvimento sustentável no interior do Amazonas. O produto serviria para desmatar a floresta de forma silenciosa.

De acordo com o órgão ambiental federal, o veneno seria suficiente para destruir pelo menos 3 mil hectares (30 km²) de mata.

Os suspeitos de serem os responsáveis já foram identificados e podem responder por crime ambiental, com pena de até 4 anos de reclusão, além do pagamento de multa de até R4 2 milhões.

Fonte: G1.

Projeto favorece famílias que vivem em regiões com escassez de água. (AL/MT)

Estudo da Agência Nacional de Águas (ANA) garante que maioria dos municípios brasileiros poderá ter problemas no setor, até 2015 Sobre o assunto, um estudo feito pela Agência Nacional de Águas (ANA) avaliou a oferta e o crescimento da necessidade de água em 5.565 cidades brasileiras e o resultado foi preocupante.

Leia mais »

‘Estancamos a hemorragia’, afirma chefe do Ibama sobre desmatamento

G1 – Curt Trennepohl diz que gabinete de crise para Amazônia deu resultado. Região perdeu 267,9 km² de floresta em maio, de acordo com o Inpe.

O presidente do Ibama, Curt Trennepohl, disse nesta quarta-feira (22) que, apesar de o desmatamento em Mato Grosso ainda ser maior que em 2010, o gabinete de crise criado pelo governo contra a devastação na região amazônica está fazendo efeito. “Conseguimos estancar a hemorragia, mas ainda não podemos dizer que estamos em saúde perfeita”, observou. Leia mais »

Recordes de degradação florestal em Mato Grosso: reflexo da expectativa na mudança do Código Florestal

O desmatamento no Estado do Mato Grosso chegou a 243 quilômetros quadrados no mês de abril, correspondendo a um aumento de 537% comparado a abril de 2010. Mais absurdo ainda são os dados relacionados a florestas degradadas, de 1.755 quilômetros quadrados, 13.500% maior do mesmo período do ano passado.

Leia mais »

Ibama multa desmates dentro do Praialta-Piranheira em Nova Ipixuna

O Ibama identificou até agora 23 lotes onde ocorreram desmatamentos e exploração irregular de madeira no Projeto Agroextrativista Praialta-Piranheira, em Nova Ipixuna, no sudeste do Pará. Essas áreas, juntas, somam 340 hectares de florestas degradadas que começaram a ser alvos das autuações e embargos do instituto. As multas apenas por desmatamento poderão chegar a R$ 1,7 milhão, após a responsabilização de todos os envolvidos.

Proposta agroextrativista cede lugar ao pasto e ao carvao

Leia mais »

INPE sobrevoa áreas de desmatamento no MT

De 1º a 3 de junho, especialistas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) e do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) sobrevoaram o norte do Mato Grosso para verificar alertas de desmatamento indicados pelo DETER. Nesta região, de grande incidência de desmatamento, foram vistoriados cerca de 90 pontos de alerta que, somados, chegam a 200 km².

Foto de área identificada como desmatamento por corte raso pelo DETER, no município de Porto dos Gaúchos (MT)

Leia mais »

Desmate cai após gabinete de crise

Pouco mais de duas semanas após a criação do gabinete de crise para combater o aumento do desmatamento na Amazônia, os satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que o ritmo das motosserras diminuiu a ponto de afastar a expectativa de que o abate de árvores em 2011 fosse maior do que o dos dois anos anteriores.

No auge da crise, quando os satélites apontaram que o desmatamento havia quintuplicado em março e abril, o governo chegou a estimar que a taxa anual poderia alcançar 8,8 mil quilômetros quadrados em 2011.

Area desmatada em Nova Ipixuna

Leia mais »

Demanda por alimento continua a pressionar florestas, diz estudo.

O desmatamento mais lento e a maior consciência sobre o valor das árvores podem chegar tarde demais para salvar as maiores florestas tropicais do planeta, de acordo com um estudo mundial publicado nesta terça-feira.

As florestas tropicais estão sob ameaça pela pressão para produção de alimentos e biocombustíveis, bem como para o plantio de árvores de crescimento rápido, destinadas à fabricação de madeira, combustível ou papel.

A consciência sobre a proteção florestal está crescendo nos países tropicais, onde está havendo maior interesse por colheitas sustentáveis, especialmente no Ocidente, mas talvez não com a rapidez suficiente para conter o crescimento da demanda mundial por alimentos, disse Duncan Poore, coautor do estudo e ex-diretor da União Mundial para a Conservação da Natureza.

Duncan Poore

Leia mais »

Madeireiros presos em RO desmataram área equivalente a 1.500 campos de futebol

De acordo com a Polícia Federal, oito madeireiros foram presos na região da Ponta do Abunã, na divisa entre Rondônia e o Amazonas, nessa terça feira (31), durante a operação DINIZIA II, sob suspeitas de envolvimento com exploração ilegal de Madeira, grilagens de terra e ações armadas. Eles teriam causado um gigantesco dano ao meio ambiente, derrubando uma área de floresta com árvores centenárias equivalente a 1.500 campos de futebol. Leia mais »

Incluídos 7 municípios na lista prioritária contra desmatamento

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, incluiu sete municípios na lista prioritária para desenvolvimento de ações de combate ao desmatamento. A decisão está publicada, por meio de portaria, no Diário Oficial da União, que circulou ontem. Entre eles, estão os municípios  mato-grossenses de Tapurah, Claudia, Santa Carmem, e Alto Boa Vista; além de Moju (PA), Grajaú (MA) e Boca do Acre (AM).  Leia mais »

Presidente do Ibama vai a Sinop para novas medidas contra desmates no Nortão

O presidente do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Curt Trennepohl, deve chegar hoje a Sinop, para reunir-se com as equipes técnicas dos setores de fiscalização de Ibama e Sema para concluir novas ações que serão desencadeadas para conter os desmatamentos. O Exército passa a ajudar nas ações fiscalizatórias.
Leia mais »

Ibama abre cinco frentes de combate ao desmatamento em Rondônia

As operações estão inseridas na Operação Guardiães da Amazônia e fazem parte do Plano Emergencial estabelecido para conter o avanço do desmate ilegal em Rondônia. Ocorrem nas regiões que apresentam maior índice de indicativos de desmatamento, localizadas nos municípios de Porto Velho, Nova Mamoré, Buritis, Cujubim, São Francisco do Guaporé e Costa Marques. Cerca de 60 homens do IBAMA e do Batalhão da Polícia Ambiental – BPA participam dos trabalhos.

Image