MMA/ANA – CNRH aprova prioridades do Plano Nacional de Recursos Hídricos

Conselho Nacional de Recursos Hídricos aprovou nessa quarta-feira (14/12) a revisão do Plano Nacional de Recursos Hídricos com 22 prioridades para o quadriênio 2012-2015. É a primeira atualização do plano, lançado em 2006, para fundamentar e orientar a implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos e a atuação do Sistema Nacional de Gerenciamento dos Recursos Hídricos (Singreh).

O processo da primeira revisão do Plano objetiva avaliar os avanços e desafios dos primeiros 5 anos de sua implementação (2006-2010), com adequações e correções necessárias para o planejamento nacional da gestão dos recursos hídricos. O documento PNRH – Prioridades 2012-2015, aprovado por unanimidade pelos conselheiros, serviu de base para a elaboração do Plano Plurianual do Governo Federal do próximo quadriênio, definindo uma agenda transversal da água.

Leia mais »

A economia cresce, a proteção ambiental cai

Vi comemorações semelhantes a uma vitória em Copa do Mundo à divulgação, nesta quarta (9/11), pelo IBGE, de que a safra brasileira de grãos deve chegar a 159,7 milhões de toneladas este ano – 6,8% superior à safra já recorde de 2010. A área a ser colhida em 2011 (48,6 milhões de hectares) cresceu 4,6% se comparada à de 2010 – a da soja aumentou 3,2% e a do milho, 3,5%.

Leia mais »

A Internacionalização da Amazônia: Meio Ambiente, Soberania e Cidadania, artigo de Sulema Mendes de Budin

Em apenas um ano, desde o envio do PL 4776/05 para a Câmara dos Deputados, em fevereiro de 2005, a nomeação de Comissão Especial e a recomendação de “urgência”, a aprovação final pelo Senado e a publicação no Diário Oficial da União, no dia 30 de março de 2006, da Lei Ordinária 11.284/06, ficou instituída a legalização do loteamento das florestas públicas brasileiras, sob o título de “concessão para manejo sustentável”! Iniciativa do Poder Executivo, integralmente apoiada, sustentada e defendida pelo Ministério do Meio Ambiente e pessoalmente por sua Ministra, a ex seringueira que traiu suas origens por um cargo de segunda categoria, num governo corrupto e incompetente!

Leia mais »

Emissão global de CO2 aumentará em 20% devido ao uso de energia, diz AIE

Relatório publicado nesta quarta-feira (9) pela Agência Internacional de Energia aponta que a demanda mundial por consumo de energia deverá aumentar em um terço nos próximos 25 anos e aponta que se o crescimento ocorrer com uso intenso de combustíveis fósseis, as emissões de CO2 aumentariam em 20%.

Leia mais »

Ventos brasileiros semeiam empregos verdes

A expressão “emprego verde”, criada para definir os postos de trabalho que contribuem de algum modo para preservar ou restaurar o meio ambiente, esta cada vez mais presente no vocabulário das empresas dispostas a atender a demanda social por uma economia mais limpa. O Brasil não fica alheio à tendência. Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), sua economia conta com mais de 2,6 milhões de postos de trabalho formais que se ajustam a esses critérios e empregam 6,7% da força de trabalho.

Construção do parque eólico em Bom Jardim da Serra, SC.

Leia mais »

Turismo marginaliza comunidades litorâneas no Rio Grande do Norte

Desde as últimas décadas do século XX, o turismo vem sendo proposto como uma das formas mais eficazes de alavancar o desenvolvimento sustentável, em países de economia periférica ou em desenvolvimento, por meio da geração de emprego e renda e da melhoria da qualidade de vida. Desde a década de 1960, o Rio Grande do Norte, ao priorizar o turismo de “sol e mar”, vem sofrendo profundas transformações no seu litoral. O processo se aprofunda a partir de 1990, com o interesse internacional por lugares turísticos, particularmente no seu trecho oriental, que corresponde ao Pólo Costa das Dunas. Ao longo dos anos, as políticas adotadas promovem impactos socioespaciais e ambientais dos mais diversos, principalmente sobre as comunidades litorâneas que habitam os 400 km de praias norte-rio-grandenses. Mas, os empreendimentos turísticos e as atividades daí decorrentes não propiciaram empregos nem geração de renda para as populações locais que pudessem configurar uma alteração significativa na oferta de trabalho. A predominância de atividades vinculadas à agricultura e à pesca constitui forte indicativo de que o turismo não tem gerado as vantagens anunciadas pelo discurso oficial.

Leia mais »

Governo apresenta oficialmente oito propostas para a Rio+20

O governo apresentou nesta terça-feira (1º) a versão oficial do documento com oito propostas para a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, conhecida como Rio+20, a ser realizada no Rio de Janeiro de 28 de maio a 6 de junho de 2012. O documento foi apresentado hoje pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira e pelo Itamaraty, em coletiva de imprensa, em Brasília.

Leia mais »

Águas caras para o Nordeste pobre

O impacto visual é agressivo. Cerros cortados, vales aterrados e as terraplenagens que se estendem por muitos quilômetros. A intervenção humana na natureza do Nordeste do Brasil recorda outras grandes construções, mas também preocupa por sua enorme dimensão. São 713 quilômetros de canais, aquedutos, represas, túneis e sistemas de bombeamento para puxar água do Rio São Francisco, que cruza boa parte do Centro-Oeste do país até os altiplanos e desemboca no Oceano Atlântico, para abastecer bacias que secam durante a longa estiagem no extremo Nordeste, parte do chamado Polígono das Secas.

Leia mais »

Governos debatem desenvolvimento econômico e sustentável de MT com a Copa

Um balanço das ações no Estado para receber a Copa do Mundo de 2014 será feito nesta sexta-feira (21.10) entre representantes do Governo Federal e estadual no Seminário “Desenvolvimento Regional e Exportação – Copa do Pantanal: oportunidades para o desenvolvimento econômico e sustentável de Mato Grosso”, na sede da Federação do Comércio, em Cuiabá, promovido pelo deputado federal Wellington Fagundes (PR/MT) e a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio (CDEIC) da Câmara dos Deputados. A abertura oficial será às 9h com a presença do governador Silval Barbosa.    Leia mais »

Onu: jovens debatem desenvolvimento sustentável na Alemanha

Centenas de jovens de países em desenvolvimento estão reunidos em Leverkusen, na Alemanha, para debater o desenvolvimento sustentável.

Dentre os participantes estão 47 enviados especiais, designados como líderes ambientais jovens. A iniciativa é apoiada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma. Leia mais »

Aquicultura será destaque de desenvolvimento sustentável durante AmazonTech 2011

Tendo em vista a sustentabilidade na região Amazônica, produtores, pesquisadores e sociedade discutirão a prática da aquicultura como alternativa sustentável para o desenvolvimento durante a realização da 7ª edição do AmazonTech. O evento, que acontecerá pela primeira vez em Palmas, entre os dias 18 e 22 de outubro, no Espaço Cultural, tem como um dos eixos temáticos o uso sustentável dos recursos naturais.

“A aquicultura já é uma realidade na região amazônica em razão do nosso potencial e esse espaço durante o AmazonTech certamente vem consolidar essa prática”, avaliou Alexandre Godinho Cruz, diretor de Aquicultura da Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário. Durante o AmazonTech, haverá mesa redonda, oficinas e palestras voltadas para a prática da piscicultura na região. Leia mais »

Governo paulista anuncia que desiste de implantar o projeto de flotação do Rio Pinheiros

Agora de forma definitiva o governo paulista anuncia que desiste de implantar o projeto de flotação do Rio Pinheiros, com o qual se pretendia despoluir as águas do rio e reiniciar a produção de energia elétrica na Usina Henry Borden, em Cubatão. Objetivo meritório de recuperar a operacionalidade de um dos projetos energéticos, Billings, mais fantásticos já concebidos no país: o aproveitamento do desnível de 700 metros da Serra do Mar para produzir energia ao pé da serra com a reversão hídrica de águas do Tietê e Pinheiros. Projeto que foi interrompido em 1989 por obséquio do intolerável grau de poluição das águas urbanasde São Paulo.

Flotação do Rio Pinheiros

Leia mais »

ONU quer mais investimento em ecoturismo para preservar florestas e ajudar comunidades locais

Organização Mundial do Turismo, OMT, diz que um setor sustentável pode ajudar a gerar empregos e renda além de proteger ecossistemas regionais; grupo de agências alerta para riscos dos exageros de turismo em massa.

O ecoturismo organizado tem potencial para gerar renda em comunidades e proteger ecossistemas salvando florestas ameaçadas.

Leia mais »

Divulgação: IV Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável

A quarta edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável está com inscrições abertas até 10 de outubro e é destinado a estudantes de graduação de todo o Brasil. O concurso, que tem como tema “Contribuições da engenharia para o desenvolvimento sustentável”, visa reconhecer e incentivar jovens universitários a pensar a engenharia sob uma perspectiva sustentável, difundindo novas ideias junto à comunidade acadêmica e à sociedade em geral.

A participação poderá ser individual ou em grupos de até três estudantes, sendo que pelo menos um dos integrantes esteja cursando engenharia, arquitetura ou agronomia.

Os projetos devem ser originais, aplicáveis e de acordo com os principais pilares da sustentabilidade: economicamente viável, ambientalmente responsável e socialmente inclusivo.

Serão selecionados os cinco melhores trabalhos, sendo a premiação no valor de R$ 20 mil para o estudante ou grupo de autores, e a mesma quantia para o orientador. Já as universidades receberão esse valor revertido em prêmios ou bolsas de estudos.

O primeiro colocado será pré-classificado automaticamente para a última etapa de seleção do Programa Jovem Parceiro da Organização Odebrecht – voltado a estudantes e recém-formados – e os melhores projetos serão publicados em um livro comemorativo ao prêmio.

Informações e inscrições: www.premioodebrecht.com/brasil

Frente Ambientalista vai fazer primeiro debate sobre temas da Rio+20

Evento reunirá governantes, sociedade civil e especialistas para debater alternativas ambientais, que serão apresentadas na conferência em 2012, no Rio de janeiro.

A Frente Parlamentar Ambientalista inicia na próxima sexta-feira (23) uma série de debates pelo País, referentes à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20. O objetivo é sistematizar um diagnóstico e propor alternativas para solucionar ou minimizar os principais problemas ambientais.