Escassez de chocolate estimula cultivo do cacau na Amazônia

A campanha de um ex-banqueiro do Credit Suisse Group é parte de uma iniciativa latino-americana para conquistar um controle maior do setor que atualmente é dominado por produtores da África Ocidental. 

Leia mais »

Nova arma contra a vassoura-de bruxa

Biofungicida foi liberado pelo Ibama e Câmara Setorial do Cacau cobra aprovação definitiva.

A vassoura de bruxa, doença que tem provocado graves danos às plantações de cacau no Brasil desde 1980, pode estar com os dias contados. Isso porque o biofungicida Tricovab, desenvolvido desde 1999 pela Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), acaba de ser liberado pelo Ibama. O uso do produto, testado há quase oito anos por técnicos da Ceplac que monitoram cerca 475 mil hectares infestados pela praga na Bahia, já traz resultados excelentes: do total desta área 150 mil hectares já estão sendo recuperados. Apesar disso, o biofungicida precisa da aprovação do Ministério da Agricultura e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para chegar efetivamente às lavouras. As liberações, no entanto, ainda não tem prazo definido.

Leia mais »