Área no Amazonas é desmatada com técnica usada na Guerra do Vietnã

Na reunião do gabinete de crise contra o desmatamento, que ocorreu nesta quinta-feira (30) em Brasília, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que vai convocar um maior número de agentes do Ibama na fronteira entre os estados do Amazonas e de Rondônia.

Área da floresta amazônica atingida por reagentes químicos em Canutama (AM) (Foto: Divulgação/Ibama)

Leia mais »

Banco de germoplasma é alternativa para extinção de espécies na Amazônia

Uma alternativa de conservação de agrobiodiversidade é estudada desde 1976 contra a extinção de espécies na Amazônia. Unidades conservadoras de material genético, denominadas Bancos de Germoplasma (BAGs) prometem solucionar o problema e apresentar formas de preservação do ecossistema aliadas ao desenvolvimento sustentável.

Leia mais »

Planta encontrada na Amazônia é foco de pesquisas contra o câncer

Um medicamento natural que atua no combate e prevenção do câncer. Este é o foco da pesquisa desenvolvida pela Coordenação de Pesquisas e Produtos Naturais (CPPN) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Esperança de milhares de enfermos desacreditados pela medicina tradicional, o remédio é produzido com extratos de uma planta facilmente encontrada na floresta amazônica.

Caule do gengibre amargo e medicamento desenvolvido pelo Inpa

Leia mais »

Amazônia. Levantado o pano de uma nova tribo de índios isolados

Há cerca de 100 tribos indígenas espalhadas pelo mundo que nunca tiveram contato com outros povos ou culturas e a maioria está concentrada na Amazônia. Daí que não tenha sido surpresa para a Funai (Fundação Nacional do Índio, sediada no Brasil) ter descoberto um novo grupo de índios perto do Vale do Javari, no Nordeste da floresta amazônica.

Leia mais »

Projeto simula ‘Amazônia do futuro’ com ambiente repleto de carbono

Com o objetivo de estudar o impacto do aquecimento global em espécies da floresta amazônica, 200 cientistas do Brasil e de outros oito países ligados ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em Manaus (AM), lideram um projeto inédito no país que vai simular cenários de mudanças climáticas para analisar a reação da biodiversidade ao fenômeno.

Denominado Adapta (Centro de Estudos da Adaptação da Biota Aquática da Amazônia, na tradução para o português) o laboratório vai incubar peixes, plantas, anfíbios e insetos (aquáticos e não-aquáticos) em três diferentes salas.

Espécie de peixe que vive em rios da Amazônia recolhida por pesquisadores do Inpa. Ao menos 300 diferentes tipos de peixe participarão da simulação. (Foto: Divulgação/Adapta)

Leia mais »

Desmatamento da Amazônia em maio dobra de 2010 para 2011

O desmatamento na Amazônia atingiu 268 quilômetros quadrados em maio deste ano, mais do que o dobro no mesmo mês de 2010, quando chegou a 109,6 quilômetros quadrados, informou nesta quinta-feira o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Leia mais »

Aves voltam a mata amazônica 20 anos após extinção local

As aves da Amazônia são mais resistentes do que os cientistas imaginavam. Espécies consideradas extintas em certas áreas da floresta reapareceram após mais de 20 anos de sumiço.

A constatação é de um dos mais longos e abrangentes estudos sobre impacto da destruição das matas nas populações de aves da região.

Leia mais »

Até 60% da madeira tirada da Amazônia é desperdiçada, diz MMA

Um representante do ministério do Meio Ambiente pediu nesta quarta-feira (29) que empresários do setor madeireiro reduzam o desperdício no beneficiamento de madeira extraída da floresta amazônica, com perda de até 60% do total da tora durante o processo de serragem.

Durante evento que divulgou balanço do programa ‘Madeira é Legal’, liderado pelo governo paulista e organizações ligadas à construção civil no estado, Hélio Pereira, gerente do Programa Nacional de Florestas do MMA, afirmou que a perda durante o beneficiamento das toras é alta. O processo é necessário para se chegar ao produto serrado, matéria-prima para construtoras.

Pereira disse que o combate ao desperdício poderia reduzir a derrubada de árvores voltada para abastecer o mercado interno e externo de madeira. Leia mais »

Amazonas vai propor alterações no Novo Código Florestal

As constantes discussões entre as correntes que defendem e outras que se opõem ao Novo Código Florestal Brasileiro colocam em cheque a nova legislação no sentido de a mesma não contemplar a realidade ambiental e agropecuária do Amazonas.

A conclusão é do presidente da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Luiz Castro (PPS).

Depois de apenas assistirem à elaboração e aprovação do documento, em maio deste ano, em Brasília, pela primeira vez, representantes da sociedade civil, instituições ambientais, produtores rurais e políticos do Estado discutiram juntos o assunto em audiência pública.

Leia mais »

Quinze produtos amazônicos patenteados pelo Inpa deverão ser industrializados

Quinze produtos patenteados pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) estão prestes a entrar no mercado. A coordenadora de extensão tecnológica e inovação, Rosângela Bentes, conta que o Inpa está “em negociação” com empresas candidatas. Ela espera que os contratos sejam fechados ainda este ano. Leia mais »

Criação de abelhas ajuda a perpetuar biodiversidade amazônica

Manejar e conservar a fauna de abelhas é essencial para a manutenção da diversidade de plantas na região amazônica. A afirmação é de especialistas da meliponicultura – criação de abelhas sem ferrão e que visa a reprodução dos insetos.

Leia mais »

Florestas tropicais são o ar-condicionado do Planeta. Entrevista especial com Paulo Moutinho

O desmatamento é considerado a maior ameaça à sustentabilidade das florestas tropicais, isso porque, segundo Paulo Moutinho, as principais florestas estão localizadas em países em desenvolvimento, que priorizam a agricultura e investimentos em infraestrutura.  Apenas na Amazônia, nos últimos 30 anos, já foram “desmatadas mais de 50 milhões de hectares, o que corresponde a duas vezes ao tamanho do estado de São Paulo”, aponta.

No Brasil, 80% do desmatamento florestal está concentrado nos estados do Pará, Roraima e Mato Grosso, e “70% da remoção das florestas ocorre para o desenvolvimento de outras atividades como a pecuária extensiva de baixa rentabilidade”, informa.  Entre as causas indiretas que levam ao desmatamento, Moutinho assinala “as políticas de fomento ao crédito agrícola ou pecuário e as políticas que envolvem investimentos em grandes empreendimentos de infraestrutura”.

Na entrevista a seguir, concedida por telefone à IHU On-Line, o pesquisador explica que o desmatamento florestal aumenta os efeitos do aquecimento global e que a preservação das florestas é importante porque elas funcionam como um “amortecedor das mudanças impostas pela modificação do clima global.  Se destruirmos as florestas com a velocidade que estamos destruindo nos últimos 20 anos, provavelmente esse amortecedor acabará e teremos grandes secas e riscos de desertificação em áreas da Amazônia”, conclui.

Paulo Moutinho é doutor em Ecologia e atua como professor orientador de pós-graduação na Universidade Federal do Pará.

Confira a entrevista.

Leia mais »

Se exploradas corretamente, Unidades de Conservação podem render R$ 6 bi ao ano

O aproveitamento do potencial econômico das Unidades de Conservação (UCs), que cobrem 15% do território brasileiro, pode gerar pelo menos R$ 5,77 bilhões por ano, considerando um cenário conservador.  A conclusão é do estudo “Contribuições das Unidades de Conservação (UCs) para a Economia Nacional”, divulgado ontem (8).           Leia mais »

Questão da água na Amazônia exige medidas urgentes

Esteve sempre implícita uma velha pauta permanente aos 100 jornalistas da Amazônia Legal que debateram o tema “Amazônia, comunidade e tecnologia social: Iteração e sustentabilidade” no II Encontro de Jornalistas do Norte, realizado de 29 a 31 de maio pela Fundação Banco do Brasil: a água. Até porque a assembléia foi instalada em Porto Velho, situada na margem direita do rio Madeira, maior afluente também da margem direita do Amazonas, no qual deságua a leste de Manaus. Como se vê, trata-se, aqui, do Mundo das Águas, o subcontinente amazônico.

Navios-tanque traficam água de rios da Amazônia

O especialista em recursos hídricos Flávio Carvalho, da Agência Nacional de Águas (ANA), fez uma exposição aos jornalistas, informando-os sobre alguns dados básicos. A água doce representa 2,5% da massa líquida do planeta; desses 2,5%, somente 0,3% são fluviais – quase toda a água doce encontra-se em geleiras e aqüíferos. O Brasil detém 12% da água doce do mundo e 73% disso estão na Amazônia. A vazão do rio Amazonas, segundo Flávio Carvalho, é de 130 mil metros cúbicos por segundo. Leia mais »

Deputados de Roraima visitam Câmara de Cuiabá para apresentar Parlamento Amazônico

Deputados estaduais de Roraima estiveram na manhã de hoje (02/06) em visita de cortesia na Câmara Municipal de Cuiabá. Recebidos pelo presidente da Casa, vereador Júlio Pinheiro (PTB) e demais vereadores, os parlamentares apontaram como tema do encontro a busca do apoio do Legislativo da Capital mato-grossense para fortalecer o laço entre os Estados que fazem parte da comunidade amazônica, além de articular ações para a retomada do Parlamento Amazônico (Parlamaz).

Leia mais »

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com