Proteção contra o efeito estufa

Pesquisa da Unesp aponta que a manutenção da palha da cana-de-açúcar no solo após a colheita ajuda a reduzir as emissões de gases que contribuem para o aquecimento global. Estratégia serve também para prevenir erosões no terreno

Boa parte do gás carbônico emitido para a atmosfera pode vir da respiração do solo. Pelo menos é o que apontam estudos realizados na Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da Universidade Estadual Paulista (Unesp), no Campus de Jaboticabal. A comprovação veio após dois anos de coleta de dados e análises realizadas durante o preparo da terra e colheita de cana-de-açúcar. Segundo os cientistas, a manutenção da palha da cana na superfície de plantações que adotam o sistema de colheita mecanizada contribui significativamente para a redução das emissões.

Extração de cana-de-açucar

Leia mais »

Mapa analisa 540 casos de conflitos ambientais

Extração ilegal de madeira da região amazônica, obras de infraestrutura, agropecuária e até a definição de áreas de proteção resultam, muitas vezes, em violência física e morte, prejudicando uma ou várias comunidades. Em Minas, 540 desses casos foram analisados e agora compõem o Mapa de Conflitos Ambientais.

O trabalho, que está disponível desde ontem no endereço www.conflitosambientaismg.lcc.ufmg.br, é resultado de uma pesquisa desenvolvida por professores e alunos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em parceria com a Universidade Federal de São João Del Rei e a Universidade Estadual de Montes Claros. Leia mais »

Empreendimentos hidrelétricos podem causar estragos no Pantanal, afirmam MPF e MPE

O Ministério Público Federal e o Ministério Público de Mato Grosso do Sul recomendaram ao Ministério do Meio Ambiente a realização de Avaliação Ambiental Estratégica na Bacia do Alto Paraguai, com o objetivo de mensurar os impactos ambientais decorrentes da exploração intensiva do potencial hidrelétrico no planalto que circunda a planície pantaneira.

Bacia Hidrográfica do Paraná

Leia mais »

Desmate cai após gabinete de crise

Pouco mais de duas semanas após a criação do gabinete de crise para combater o aumento do desmatamento na Amazônia, os satélites do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que o ritmo das motosserras diminuiu a ponto de afastar a expectativa de que o abate de árvores em 2011 fosse maior do que o dos dois anos anteriores.

No auge da crise, quando os satélites apontaram que o desmatamento havia quintuplicado em março e abril, o governo chegou a estimar que a taxa anual poderia alcançar 8,8 mil quilômetros quadrados em 2011.

Area desmatada em Nova Ipixuna

Leia mais »

Demanda por alimento continua a pressionar florestas, diz estudo.

O desmatamento mais lento e a maior consciência sobre o valor das árvores podem chegar tarde demais para salvar as maiores florestas tropicais do planeta, de acordo com um estudo mundial publicado nesta terça-feira.

As florestas tropicais estão sob ameaça pela pressão para produção de alimentos e biocombustíveis, bem como para o plantio de árvores de crescimento rápido, destinadas à fabricação de madeira, combustível ou papel.

A consciência sobre a proteção florestal está crescendo nos países tropicais, onde está havendo maior interesse por colheitas sustentáveis, especialmente no Ocidente, mas talvez não com a rapidez suficiente para conter o crescimento da demanda mundial por alimentos, disse Duncan Poore, coautor do estudo e ex-diretor da União Mundial para a Conservação da Natureza.

Duncan Poore

Leia mais »

Deputados de Roraima visitam Câmara de Cuiabá para apresentar Parlamento Amazônico

Deputados estaduais de Roraima estiveram na manhã de hoje (02/06) em visita de cortesia na Câmara Municipal de Cuiabá. Recebidos pelo presidente da Casa, vereador Júlio Pinheiro (PTB) e demais vereadores, os parlamentares apontaram como tema do encontro a busca do apoio do Legislativo da Capital mato-grossense para fortalecer o laço entre os Estados que fazem parte da comunidade amazônica, além de articular ações para a retomada do Parlamento Amazônico (Parlamaz).

Leia mais »

Acre quer ser referência em cultivo de pescado na Amazônia Legal

Região tem potencial para produzir mais de sete milhões de toneladas de pescado por ano

O governo do Acre, Estado cuja economia é voltada para a exploração dos recursos naturais, como a borracha e a castanha, está estruturando em parceria com o setor privado uma plataforma de produção de pescado em cativeiro para o mercado interno e internacional. A iniciativa promete ser referência para os outros oito Estados que compõem a Amazônia Legal, que articulam juntos o aproveitamento da bacia amazônica para o desenvolvimento de atividades aquícolas. Leia mais »

Região onde fazem divisa os Estados do Amazonas, Rondônia e Acre é o faroeste brasileiro, diz pastoral

A região onde fazem divisa os Estados do Amazonas, Rondônia e Acre se tornou um “faroeste brasileiro”, onde grileiros e pistoleiros se aproveitam da ausência estatal para agir impunemente, segundo a CPT (Comissão Pastoral da Terra). É nessa área que o governo federal estuda criar uma Alap (Área sob Limitação Administrativa Provisória) após a morte de quatro lideranças agrárias na última semana.

Leia mais »

Senado aprova criação de comissão para acompanhar conflitos agrários

O Senado Federal aprovou ontem, terça-feira (31), por votação simbólica, a criação de uma comissão externa com o objetivo de visitar áreas de conflito rural nos estados do Amazonas, de Rondônia, do Acre e do Pará. A comissão vai ser composta por três senadores.
Leia mais »

Madeireiros presos em RO desmataram área equivalente a 1.500 campos de futebol

De acordo com a Polícia Federal, oito madeireiros foram presos na região da Ponta do Abunã, na divisa entre Rondônia e o Amazonas, nessa terça feira (31), durante a operação DINIZIA II, sob suspeitas de envolvimento com exploração ilegal de Madeira, grilagens de terra e ações armadas. Eles teriam causado um gigantesco dano ao meio ambiente, derrubando uma área de floresta com árvores centenárias equivalente a 1.500 campos de futebol. Leia mais »

Livro sobre a Savana de Roraima será lançado nesta quarta

Como parte da programação da Semana Municipal do Meio Ambiente, realizada pela Prefeitura de Boa Vista, o professor José Frutuoso do Vale Júnior lançará o livro “Solos sob a Savana de Roraima”, que tem como coautor Carlos Ernesto G. R. Schaefer. Serão três dias de evento, sempre às 16h, com início nesta quarta-feira (1º) no auditório do Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais (Pronat), da Universidade Federal de Roraima (UFRR). Leia mais »

Agricultura sustentável requer organização de produtores

O primeiro passo na transição da agricultura brasileira para um modelo de produção sustentável deve ser a organização dos produtores brasileiros. O ponto de vista foi expresso pelos participantes de audiência pública realizada ontem (26/05/11) pela Subcomissão Temporária de Acompanhamento da Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio 20), vinculada à Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) do Senado Federal. Leia mais »

Incluídos 7 municípios na lista prioritária contra desmatamento

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, incluiu sete municípios na lista prioritária para desenvolvimento de ações de combate ao desmatamento. A decisão está publicada, por meio de portaria, no Diário Oficial da União, que circulou ontem. Entre eles, estão os municípios  mato-grossenses de Tapurah, Claudia, Santa Carmem, e Alto Boa Vista; além de Moju (PA), Grajaú (MA) e Boca do Acre (AM).  Leia mais »

Ministério da Saúde divulga resultados de sífilis e HIV em população indígena

Uma pesquisa baseada no uso inédito de uma tecnologia para testagem de Sífilis e HIV permitiu rastrear a prevalência dessas doenças na população indígena do Amazonas e Roraima. Antes, os pacientes precisavam ser removidos para as áreas urbanas. Agora, em 20 minutos, na própria aldeia é obtido o resultado – a mesma tecnologia será utilizada em gestantes em todo o país, por meio da Rede Cegonha (veja abaixo). Com o diagnóstico, foi possível o início imediato do tratamento para esses pacientes. A ação é uma parceria da secretarias Especial de Saúde Indígena (Sesai) e de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, da Fundação de Dermatologia Tropical e Venereologia Alfredo da Matta (FUAM), da Fundação Bill & Melinda Gates e da Or ganização Mundial de Saúde (OMS). Os resultados estão sendo apresentados durante o I Encontro de Participantes do Projeto de Teste Rápido nos dias 24 e 25 de maio, em Manaus. Leia mais »