Área no Amazonas é desmatada com técnica usada na Guerra do Vietnã

Na reunião do gabinete de crise contra o desmatamento, que ocorreu nesta quinta-feira (30) em Brasília, a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, afirmou que vai convocar um maior número de agentes do Ibama na fronteira entre os estados do Amazonas e de Rondônia.

A decisão ocorre após a ministra tomar conhecimento pelo instituto da ocorrência de desmatamento químico por aeronaves pulverizadoras, técnica em que veneno é lançado do ar para matar árvores e que já foi empregada décadas atrás durante a Guerra do Vietnã.

Área da floresta amazônica atingida por reagentes químicos em Canutama (AM) (Foto: Divulgação/Ibama)

Leia mais »

Banco de germoplasma é alternativa para extinção de espécies na Amazônia

Uma alternativa de conservação de agrobiodiversidade é estudada desde 1976 contra a extinção de espécies na Amazônia. Unidades conservadoras de material genético, denominadas Bancos de Germoplasma (BAGs) prometem solucionar o problema e apresentar formas de preservação do ecossistema aliadas ao desenvolvimento sustentável.

Os bancos são classificados de duas formas: bancos ativos, que contêm plantas mantidas em condições naturais; e bancos de base, onde parte da planta é conservada em câmaras frias. Atualmente, o Brasil conta com um total de 166 Bancos Ativos de Germoplasma que se encontram nas Unidades da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), centros de pesquisa e em universidades.

Leia mais »

Planta encontrada na Amazônia é foco de pesquisas contra o câncer

Um medicamento natural que atua no combate e prevenção do câncer. Este é o foco da pesquisa desenvolvida pela Coordenação de Pesquisas e Produtos Naturais (CPPN) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa). Esperança de milhares de enfermos desacreditados pela medicina tradicional, o remédio é produzido com extratos de uma planta facilmente encontrada na floresta amazônica.

Caule do gengibre amargo e medicamento desenvolvido pelo Inpa

Leia mais »

Mulheres e índios vão para linha de frente no combate a incêndios em MS

Pela primeira vez, a equipe de brigadistas do Ibama de Mato Grosso do Sul contará com seis mulheres, que auxiliarão no combate a incêndios florestais. Segundo o Ibama/MS, as funcionárias atuarão principalmente no Parque Estadual das Nascentes do Taquari, em Costa Rica, cidade localizada no norte do estado, a 384 quilômetros de Campo Grande.

Leia mais »

Amazônia. Levantado o pano de uma nova tribo de índios isolados

Há cerca de 100 tribos indígenas espalhadas pelo mundo que nunca tiveram contato com outros povos ou culturas e a maioria está concentrada na Amazônia. Daí que não tenha sido surpresa para a Funai (Fundação Nacional do Índio, sedeada no Brasil) ter descoberto um novo grupo de índios perto do Vale do Javari, no Nordeste da floresta amazônica.

A nova tribo foi avistada esta semana e apresentada ao mundo em 23 de Junho, com direito a imagens das cerca de 200 pessoas, divididas por quatro grandes malocas (construções indígenas) avistadas entre três clareiras.

Pesca ilegal, caça, exploração madeireira e grandes desfloramentos ameaçam as tribos da Amazônia

Leia mais »

Manaus terá semáforos movidos a energia alternativa

Além de evitar a pane nos semáforos por falta de energia, nova tecnologia ajudará o meio ambiente

Problemas que ocorrem com certa frequência e que complicam ainda mais o trânsito já congestionado das principais vias de Manaus, as interrupções no fornecimento de energia elétrica, que deixam os semáforos desligados, devem ser minimizadas com a implantação dos aparelhos equipados com painéis solares ou baterias que devem estabilizar o funcionamento da sinalização eletrônica.

Pelo menos é o que pretende o Instituto Municipal de Trânsito (Manaustrans), que até o fim de julho começa a testar duas tecnologias diferentes que podem ser implantadas nos 212 cruzamentos semaforizados da cidade.

Leia mais »

Projeto simula ‘Amazônia do futuro’ com ambiente repleto de carbono

Com o objetivo de estudar o impacto do aquecimento global em espécies da floresta amazônica, 200 cientistas do Brasil e de outros oito países ligados ao Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), em Manaus (AM), lideram um projeto inédito no país que vai simular cenários de mudanças climáticas para analisar a reação da biodiversidade ao fenômeno.

Denominado Adapta (Centro de Estudos da Adaptação da Biota Aquática da Amazônia, na tradução para o português) o laboratório vai incubar peixes, plantas, anfíbios e insetos (aquáticos e não-aquáticos) em três diferentes salas.

Espécie de peixe que vive em rios da Amazônia recolhida por pesquisadores do Inpa. Ao menos 300 diferentes tipos de peixe participarão da simulação. (Foto: Divulgação/Adapta)

Leia mais »

Ibama desmonta madeireiras de Nova Ipixuna, no sudeste do Pará

Belém (30/06/2011) – O Ibama iniciou na manhã desta quinta-feira (30/06) a retirada do maquinário e da madeira ainda existente nas 12 madeireiras instaladas em Nova Ipixuna, no sudeste do Pará. Com vasto histórico de ilegalidades contra o meio ambiente, elas tiveram suas licenças ambientais estaduais cassadas pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema) a pedido do órgão ambiental federal. Todos os equipamentos e produtos florestais serão destinados à prefeitura de Vigia e ao Exército, que, após a conclusão do processo de doação, utilizarão os bens em obras sociais no estado.

Leia mais »

Brasil pode ganhar nova instituição para cuidar dos povos indígenas

O país poderá ganhar uma nova instituição para cuidar dos índios. A mudança está em um projeto aprovado pela Comissão de Direitos Humanos do Senado fEDERAL nesta quinta-feira.

Clique e ouça o áudio da matéria pelo repórter Sérgio Vieira:  Secretaria Nacional de Políticas Indígenas 

Desmatamento da Amazônia em maio dobra de 2010 para 2011

O desmatamento na Amazônia atingiu 268 quilômetros quadrados em maio deste ano, mais do que o dobro no mesmo mês de 2010, quando chegou a 109,6 quilômetros quadrados, informou nesta quinta-feira o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O Mato Grosso, principal produtor de soja e algodão do país e que abriga o maior rebanho bovino do Brasil, foi o Estado que mais sofreu desmatamento, com 93,7 quilômetros quadrados, de acordo com o sistema de Detecção do Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Inpe.

Leia mais »

Aves voltam a mata amazônica 20 anos após extinção local

As aves da Amazônia são mais resistentes do que os cientistas imaginavam. Espécies consideradas extintas em certas áreas da floresta reapareceram após mais de 20 anos de sumiço.

A constatação é de um dos mais longos e abrangentes estudos sobre impacto da destruição das matas nas populações de aves da região.

Leia mais »

Ministra do Meio Ambiente: desmatadores devem ter oportunidade de reparar danos

Os possíveis impactos do novo Código Florestal na preservação ambiental e no setor agropecuário foram debatidos nesta quinta-feira(30) pela a ministra Izabella Teixeira, do Meio Ambiente e pelos senadores que compõem as Comissões de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) e de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA).

Ministra Izabella Teixeira

Leia mais »

Lideranças indígenas da Amazônia vão criar Parlamento Indígena Amazônico

Lideranças de diversas etnias de estados da região norte, com exceção do Pará e Mato Grosso, participaram do “ Diálogo entre Lideranças do Movimento Indígena da Amazônia Brasileira”, realizado no município de São Gabriel da Cachoeira, distante 858 km de Manaus  e decidiram criar uma instância política que garanta os direitos dos povos indígenas da região.

Leia mais »

Batalha judicial: ações civis do Ministério Público Federal contra a usina de Belo Monte

2001

Pará fora do licenciamento
MPF ganha em todas as instâncias ação civil pública (ACP) contra Eletronorte e Fadesp (a Fapesp do Pará) para que caiba ao Ibama a licença da obra.

2006

Índios querem ser ouvidos
MPF recorre após perder em 1.ª instância ação movida contra Eletronorte, Eletrobrás, Ibama e Funai para garantir a índios direito de ser ouvidos antes da obra.


2007

Leia mais »

Troca de terra indígena proposta por MT é inconstitucional, aponta Funai

A Fundação Nacional do Índio (Funai) disse nesta quarta-feira (29) que “não há interesse nem constitucionalidade” na troca da Terra Indígena (TI) Marãiwatsede pelo Parque Estadual do Araguaia, em Mato Grosso, como vem propondo o governo daquele estado.

O Diário Oficial de Mato Grosso desta segunda-feira (27) traz uma lei que autoriza o governo do estado a fazer uma “permuta” com a Funai, trocando a TI Maraiwatsede pelo Parque Estadual do Araguaia. A troca, segundo diz o texto da lei, tem “como objetivo a inserção da Nação Indígena Marawaitsede no Parque Estadual do Araguaia e a regularização fundiária aos atuais ocupantes da área da reserva”.