AM – Rio Negro atinge 29,64m e afeta Avenida do Centro de Manaus

Nível desta sexta-feira (11) está a 13 centímetros da maior cheia registrada. 45 cidades do Amazonas já decretaram situação de emergência.

As águas do rio Negro não param de subir e a cota divulgada nesta sexta-feira (11) é de 29,64 metros. Os números indicam 13 centímetros a menos da maior cheia registrada no Amazonas. A Avenida Eduardo Ribeiro, no Centro de Manaus, já está sendo afetada pelo nível das águas. Leia mais »

Rio+20 – Jóvenes recorren Bolivia y llegarán a Brasil para reflexionar de ecología con teatro

Un camión-teatro recorrerá desde el 24 al 29 de este mes varias ciudades del país hasta llegar a Río de Janeiro para recoger las demandas de niños y jóvenes para preservar sus derechos ecológicos y promover el “Buen Vivir” que serán llevadas y presentadas en la Conferencia de Río + 20. Leia mais »

AC – Situação continua indefinida na fronteira do Brasil com a Bolívia – desdobramentos

Ordem para ataques a brasileiros que vivem na Bolívia não partiu do governo de Evo Morales, dizem autoridades.

O governo do Brasil ainda está em alerta em relação às denúncias de maus-tratos, invasão de casas, mortes de gado e expulsões ocorridas, no mês passado, contra brasileiros que vivem na fronteira com a Bolívia. Os atos teriam partido de militares. Leia mais »

MEIO AMBIENTE – La fiebre del oro pone en jaque a América Latina

Una renovada fiebre del oro tiene a América Latina en jaque: bosques tropicales devastados en faenas ilegales donde reina la ley del más fuerte, comunidades locales en pie de guerra contra proyectos de inversión de las grandes mineras internacionales.

El apetito por el oro y otros metales tiene en auge a la minería informal, sobre todo en Perú, Colombia y Bolivia, y a la industria formal en apogeo, con una inversión proyectada de 300.000 millones de dólares a 2020, según la Sociedad Interamericana de Minería. Leia mais »

REGIÃO NORTE – Governo libera R$ 350 milhões para vítimas das chuvas

O governo vai liberar R$ 350 milhões para ajudar os afetados pelas enchentes na Região Norte. Os recursos deverão beneficiar agricultores, comerciantes, prestadores de serviços e setores da indústria prejudicados pelas cheias dos rios. As chuvas na região deixaram, até o momento, 51 municípios em situação de emergência e afetou mais de 330 mil pessoas. Também serão liberados R$ 2,7 bilhões para as vítimas da seca no Nordeste

O estado mais atingido é o Amazonas, onde 32 municípios tiveram a situação de emergência decretada. A situação de outros dez municípios ainda está em análise pela Secretaria Nacional de Defesa Civil. No Acre, são nove municípios em situação de emergência; no Pará, oito; e em Rondônia, dois.

FONTE : Agência Brasil

MEIO AMBIENTE – Meta ambiental deve incluir área privada

Ao mesmo tempo em que analisa vetos ao Código Florestal para reestabelecer a exigência de recomposição da vegetação às margens de rios – derrubada parcialmente pela Câmara no mês passado -, a presidente Dilma Rousseff autorizou incluir as Áreas de Preservação Permanente (APPs) das propriedades na contabilidade das metas de biodiversidade, que o Brasil se comprometeu atingir até 2020. Leia mais »

Acre e Ucayali juntos pela preservação ambiental de suas fronteiras

Para contribuir com a gestão coordenada de recursos da flora e fauna silvestre em zonas de interesse sociocultural e ambiental na área fronteiriça do Departamento de Ucayali, no Peru, e do Acre, no Brasil, foi realizada na manhã desta quinta-feira, 10, uma reunião para o fortalecimento do Fórum de Integração Fronteiriça (Fifau). A reunião contou com representes do governo do Estado do Acre, do governo de Ucayali, além de entidades federais, privadas e sociedade civil. Leia mais »

AC – Situação continua indefinida na fronteira do Brasil com a Bolívia – desdobramentos

Manoel Moraes prevê conflito armado entre brasileiros e bolivianos.

Pequenos fazendeiros do Brasil estão se armando para enfrentar os bolivianos em Capixaba na fronteira entre os dois países. A informações foi dada pelo deputado Manoel Moraes (PSB) durante pronunciamento nesta quarta-feira, 9. De acordo com o parlamentar, ele esteve verificando o problema na tarde de terça-feira e constatou que a tensão é grande e pode ficar ainda maior em consequência de uma greve desencadeada no país vizinho que gera um clima de guerra civil. Leia mais »

AM – Conselho aprova regras ambientais para garimpos

Pela primeira vez, Estado tem aprovada uma resolução estabelecendo normas para a atividade de extração mineral.

 Com a exigência de Estudos de Impactos Ambientais (EIA) tanto para a área da atividade quanto no seu entorno, custeados pelo solicitante, além de exigências como o gerenciamento do uso de produtos como o mercúrio, o Conselho Estadual do Meio Ambiente do Amazonas (Cemam), aprovou nesta quarta-feira (9) uma resolução estabelecendo normas e procedimentos para o licenciamento ambiental da atividade de lavra garimpeira de ouro no Estado, atividade  exercida desde a década de 1950 do século passado. Leia mais »

Código Florestal Brasileiro – mobilização na Internet contra possível veto presidencial

Segundo o jornalista Cláudio Humberto – http://www.claudiohumberto.com.br/principal/ -, as redes sociais passaram a divulgar argumentos contrários ao provável veto da presidenta Dilma Rousseff ao novo Código Florestal, aprovado pelo Congresso.

O veto tem sido reivindiado pelas forças políticas que perderam a votação, ambientalistas e até ONGs ecopicaretas, originadas em países que não têm interesse no fortalecimento do Brasil como exportador de alimentos.

As mensagens advertem que o eventual veto presidencial poderá encarecer o preço da comida. “O que eles dizem é que precisamos produzir menos comida para preservar mais florestas”, diz a mensagem, o que eles não dizem é quanto vamos pagar por isso.”

No twitter, os que defendem o Código Florestal lembram que “a agropecuária brasileira produz uma das melhores e mais baratas comidas do mundo”, por isso nos últimos 40 anos o brasileiro reduziu de 40% para 16% do seu salário os gastos com comida., preservando 61% das nossas matas nativas.” Vetar o Código Florestal “é vetar a nossa produção de comida”, diz o texto.

Código Florestal Brasileiro – Nova lei deve impedir recuperação ambiental de regiões mais devastadas e sensíveis a desastres

Se não for vetada pela presidenta Dilma Rousseff, a proposta de revogação do Código Florestal aprovada pela Câmara, no dia 25/4, condenará muitas regiões brasileiras que hoje sofrem com o desmatamento excessivo a conviver com suas consequências para sempre. A falta de cobertura vegetal torna esses locais mais vulneráveis a desastres climáticos e desabastecimento de água. Por isso, muitos já vêm sendo alvo de programas de recuperação de APPs (Áreas de Preservação Permanente). Leia mais »

AC – Situação continua indefinida na fronteira do Brasil com a Bolívia – desdobramentos

CONFLITO: audiência pode discutir abusos contra acreanos na Bolívia. Situação de acreanos tem se agravado diariamente em terras bolivianas.

Durante a sessão desta quarta-feira (9) o deputado Manoel Moraes (PSB) usou a tribuna da Assembléia Legislativa do Acre (Aleac) pedindo ajuda aos pares do parlamento para traçar estratégia de ação política intervencionária em prol dos acreanos que estão, segundo ele, sendo humilhados e ameaçados na Bolívia. Leia mais »

AC – Funai diz que estudará reivindicações e denúncias de indígenas

Depois de se reunir com 40 representantes de povos indígenas do Acre, a presidenta da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marta Azevedo, se comprometeu a examinar as questões apresentadas pelo grupo e a tomar providências em relação às reclamações. Leia mais »

AM – Ministro irá a Manaus para anunciar medidas contra a cheia

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, irá nesta quinta-feira (10) a Manaus para anunciar medidas do governo federal de atendimento a vítimas das cheias no Amazonas, segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto. De acordo com a Defesa Civil, 39 municípios estão em situação de emergência no estado. Leia mais »

RR – Defesa Civil faz alerta para cheia do rio

As fortes chuvas que caíram na capital nos últimos dias elevaram o nível das águas do rio Branco, que está quase dois metros acima do normal. Na segunda-feira, a medição registrou 5,56 metros. Em menos de 24 horas, o nível subiu 40 centímetros chegando à marca de 5,90 metros na terça-feira e, na quarta, atingiu 6,18 metros. Leia mais »