Nove índios do Ceará participam de encontro na Itália

Nove jovens da aldeia Pitaguary, de Maracanaú, com idades entre 10 e 16 anos, estão na Itália para apresentar sua comunidade e participar do “Encontro por um Diálogo com a Cultura Indígena”. O grupo embarcou na madrugada de ontem no Aeroporto Internacional Pinto Martins, para uma temporada de 30 dias em Limbiate, Milão. Estão acompanhados por um representante indígena adulto, a coordenadora da articulação indígena do Movimento de Saúde Mental Comunitária do Bom Jardim (MSMCBJ), Natália Martins, e pelo padre Rino Bonvini, sacerdote italiano que fundou o movimento e é seu presidente.

Leia mais »

CERR realiza nova consulta na RSS sobre construção de Mini Central Hidrelétrica

A Companhia Energética de Roraima (CERR) realiza período de 22 a 24 de janeiro de 2011, na comunidade do Flexal, município do Uiramutã, nova consulta formal sobre a implantação do Projeto Especial do Programa Luz para Todos que consiste na construção de uma Mini Central Hidrelétrica (MCH) dentro da Terra Indígena Raposa Serra do Sol.

Leia mais »

Publicações

As nossas publicações ainda se encontram no site antigo.

Tese Doutorado do Prf. Dr. Jaime de Agostinho 

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/Docs/Tese_Doutorado/index.php

Demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/Docs/demarcacao/

Laudo Pericial Terra Indígena Raposa Serra do Sol

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/Docs/Laudo_Pericial/index.php

ZONEAMENTO ECOLÓGICO-ECONÔMICO DO  VALE DO RIO COTINGO

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/Docs/Bacia_Rio_Contigo/index.php

Zoneamento Ecológico Roraima

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/Docs/Zoneamento_Ecologico/index.php

Metodologia para Elaboração do Zoneamento Ecológico – Econômico da Amazônia Brasileira

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/publicacao2.htm 

Ecodesenvolvimento para o Norte e Nordeste de Roraima

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/publicacao1.htm  

USINA HIDRELÉTRICA DO RIO COTINGO – RORAIMA 

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/Docs/usina_hidreletrica/introducao.php

Laudo Técnico do Rio Cauamé – Roraima

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/Docs/Laudo_Cauame/

Para acessá-las clique em:

http://site-antigo.ecoamazonia.org.br/publicacoes.php   

 

Entrevista de Márcio Meira ao Instituto Socio-Ambiental

Márcio Meira permanece na presidência da Funai a convite do Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Com a confirmação de Márcio Meira, a tendência é de continuidade da política indigenista brasileira adotada desde 2007. Entre os temas mais polêmicos, está a reestruturação do órgão (com a eliminação de diversas administrações regionais).

O historiador e antropólogo paraense Márcio Augusto Meira, 47 anos, disse que aceitou permanecer na presidência Fundação Nacional do Índio (Funai) a convite do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para continuar a promover as mudanças iniciadas em 2007. Falou também sobre as prioridades da nova gestão.

José Eduardo Cardozo e Márcio Meira

Leia mais »

Os desafios do indigenismo hoje

Entrevista de Mércio Gomes à revista IHU Online, da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos).

Para Mércio Gomes, a política indigenista atual vive uma situação de anomia. Em entrevista concedida por email à IHU On-Line, Mércio avalia a situação dos povos indígenas brasileiros e a politização em torno das decisões sobre o futuro e o destino dos índios no país. “A anomia não acomete só o órgão indigenista e sua incapacidade de diálogo, mas os próprios indígenas que se sentem lesados e abandonados pelo descaso das autoridades e não sabem o que fazer para encontrar seu próprio caminho diante das dificuldades atuais. No ano passado mais de 500 índios acamparam diante do Ministério da Justiça durante seis meses para protestar contra o Decreto 7506 e pedindo a destituição da atual direção da Funai. Debalde, no pouco que foram ouvidos foram ignorados nas suas demandas”, exemplificou.

“A política indigenisgta brasileira está paralisada diante dos problemas criados pela atual direção da Funai”, afirma o antropólogo e ex-presidente da Funai.

Mércio Pereira Gomes

Leia mais »

Criar alternativas ao desmatamento está entre desafios para Amazônia em 2011

Construção de Belo Monte, no PA, deve ser prioridade do governo. Debate sobre o Código Florestal também está na pauta de 2011. Investir em alternativas ao desmatamento será um dos principais desafios para gestores da Amazônia a partir de 2011. O governo brasileiro anunciou no início de dezembro a segunda queda recorde anual consecutiva na devastação da Amazônia, que apresentou em 2010, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), seu menor índice desde 1988. A área devastada foi de 6.451 km², pouco maior que o tamanho do Distrito Federal, em Brasília.Uma semana depois, o presidente Luis Inácio Lula da Silva comemorou os dados em seu programa “Café com o presidente” e afirmou que o Brasil iria antecipar a promessa feita durante a 15ª Conferência do Clima das Nações Unidas, que ocorreu em Copenhague, na Dinarmarca, no fim de 2009. Na ocasião, o país se comprometeu em reduzir emissões de gases de efeito estufa em 39% e diminuir o desmatamento da Amazônia em 80% até 2020. Apesar de a queda do desmatamento nos municípios com maiores índices de devastação da floresta amazônica ter sido mais acentuada do que a média geral em 2010, segundo dados preliminares do Ministério do Meio Ambiente (MMA), ainda restam dúvidas sobre a maneira pela qual as economias locais poderão substituir, em 2011, a renda proveniente da atividade madeireira.

Leia mais »

Suiá Missú – Situação dos Índios Xavantes na Aldeia de Marãiwatsédé

Os índios Xavantes de Marãiwatsédé, no estado do Mato Grosso, receberam, em 21 de dezembro, representantes do Ministério da Pesca para discutir a viabilidade da criação de peixes de maneira autossustentável e adaptada às condições locais e à cultura do povo. A comunidade propôs um projeto de piscicultura na aldeia por não ter a opção de pesca tradicional e a Fundação Nacional do Índio (Funai) está viabilizando a proposta.
 

Governo lança projeto de conservação de biomas em terras indígenas

O governo brasileiro – representado pela Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Ministério do Meio Ambiente (MMA) –, organizações indígenas e instituições parceiras lançaram esta semana o projeto “Catalisando a contribuição das terras indígenas para a conservação dos ecossistemas florestais brasileiros”, ou GEF Indígena, como vem sendo chamado. O projeto busca reforçar o papel das terras indígenas na conservação dos principais biomas brasileiros.

Leia mais »

Índios de tribo isolada recebem visita de agentes da Funai no Amazonas

Agentes da Fundação Nacional do Índio (Funai) visitaram os quase desconhecidos Korubos, um grupo indígena que foi contatado pela primeira vez recentemente. Atualmente, o Brasil ainda tem cerca de 10 mil índios que vivem isolados, longe de qualquer contato com o resto do mundo, segundo estimativa da Funai.

Com a ajuda de um barco, o linguista Sanderson Soares, da Funai, tentou conversar com cinco korubos que vivem escondidos na mata, afastados da civilização.

Leia mais »

Índios partirão para a briga

Durante encontro sobre barragens, Cacique Raoni declarou que povo vai lutar contra obra de Belo Monte: “Meu povo é contra Belo Monte, meu povo quer brigar para não construir barragem. Isso preocupa. Branco pensa que índio é burro, não é burro não. Nós, índio, não vai deixar. Meu povo vai para o confronto”. O aviso, em tom ameaçador, foi dado ontem pela liderança do povo Kayapó, cacique Raoni Metuktire, no III Encontro Latino-americano Ciências Sociais e Barragens, que é realizado até amanhã no auditório Benedito Nunes, na Universidade Federal do Pará (UFPA).

Leia mais »

Justiça de Mato Grosso nega apelação de invasores da TI Marãiwatsédé

O Tribunal Regional Federal (TRF) de Mato Grosso decidiu a favor dos índios Xavante, reconhecendo o direito deles à Terra Indígena (TI) Marãiwatsédé. A posse de todos os ocupantes da TI foi considerada de má-fé, sobre bem imóvel da União. A decisão foi tomada por unanimidade, num julgamento que começou no fim de 2009 e terminou com a publicação do Mandado de Intimação no Diário Oficial de 22 de novembro de 2010, orientando a Funai e os órgãos estratégicos da União para que façam estudos adequados, a fim de evitar o acirramento de conflitos na área e causar o menor sacrifício possível para as partes envolvidas.

Leia mais »

Justiça Suspende Audiênias Públicas – Roraima

Por determinação da 6ª Vara da Justiça Federal, o governo do estado conseguiu ontem uma liminar impedindo que o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realizasse neste sábado, (20) nos municípios de Caracaraí e Amajari, consultas públicas para discutir a proposta de ampliação do Parque Nacional do Viruá e da Estação Ecológica de Maracá, assim como a redefinição de limites e recategorização da Reserva Florestal do Parima.

Leia mais »

Comunidades Israelitas no Vale do Javari

Templo da Congregação Israelita em Nuevo Jerusalén – Perú

Na fronteira do Peru com o Brasil, no rio Javari, oeste do Amazonas, existem diversas comunidades agrícolas da Congregação Israelita, uma organização religiosa baseada nos preceitos bíblicos.

Nas comunidades, os israelitas cultivam diversos produtos agrícolas, como banana, abacaxi e mandioca, e criam pequenos animais, como galinhas e carneiros. A produção é comercializada nas cidades brasileiras vizinhas, como Atalaia do Norte/AM e Benjamin Constant/AM.

Leia mais »

Rebanho bovino de Raposa Serra do Sol será vacinado contra febre aftosa

A Fundação Nacional do Índio (Funai), em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima (Aderr) vão realizar a segunda fase de vacinação contra a Febre Aftosa nas Terras Indígenas Raposa Serra do Sol e São Marco, localizadas no estado de Roraima, em áreas próxima a fronteira com a Guiana e a Venezuela. A ação será iniciada em 3 de novembro. A expectativa é vacinar 40 mil animais (bois e búfalos) até o final do próximo mês.

Leia mais »

Sem documento com foto, índios do Amazonas e Roraima não comparecem às urnas

O índice de abstenção entre as tribos indígenas nos estados do Amazonas e de Roraima deve ser grande nessas eleições. O motivo é que a maioria dos índios não possui documento com foto, item obrigatório para ter acesso às urnas nas eleições 2010.

A crença é um dos principais fatores para que os índios não tenham documento com foto. A etnia dos ianomâmi é uma das que acredita no mito de que a alma é roubada pela fotografia. Em eleições anteriores, era necessário apenas o Título de Eleitor. Mas a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) às vésperas do primeiro turno mudou as regras.

Leia mais »