As hidrelétricas poluem quatro vezes mais que o estimado, segundo um estudo do IC3 e INPA

A emissão de gases que contribuem para o “efeito estufa” de hidrelétricas é quatro vezes maior do que se pensava, segundo um estudo do Instituto Catalão de Ciências do Clima (IC3) e do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), do Brasil.

UHE Tucuruí

Leia mais »

Inpa realiza ”Feira de Ciências Indígena” em Roraima

O Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCT) realiza hoje (14), em Roraima (RR), a apresentação das atividades que complementam o projeto “Feira de Ciências Indígena”, coordenado pela pesquisadora Sonia Alfaia, da Coordenação de Pesquisas em Ciências Agronômicas (CPCA) do Instituto, que apóia atividades escolares e comunitárias relacionadas ao ambiente e cultura regional. A engenheira florestal Rachel Pinho, bolsista do INPA, é a coordenadora de campo e organiza as atividades do projeto.

Os viveiros comunitários construídos no âmbito do projeto, produziram mais de 20 espécies fruteiras e madeireiras, que foram plantadas junto com espécies agrícolas em sistemas agroflorestais.

Leia mais »

Agenciamento de pesca ilegal é flagrado pelo Ibama na Terra Indígena Kayabi

Instalação improvisada para receber pescadores predatórios

Ibama, Força Nacional de Segurança e Polícia Federal desarticularam uma rede de agenciamento para a prática de pesca ilegal no rio Cururu, município de Jacareacanga/PA. O invasor construiu uma precária instalação comercial para receber pescadores predatórios em uma área de preservação permanente dentro da Terra Indígena Kayabi. O recurso pesqueiro é protegido por lei e é a base da alimentação dos indígenas nessa região.

Leia mais »

Trabalhadoras rurais querem discutir desenvolvimento sustentável com o governo

A ampliação do debate sobre desenvolvimento sustentável do Brasil está entre as principais reivindicações das trabalhadoras rurais. Ontem (13) uma comissão formada por representantes de todos os estados brasileiros e do Distrito Federal apresentou ao governo federal uma pauta de reivindicações com mais de cem itens.

Leia mais »

Parques na Amazônia serão reduzidos por medida provisória

Três unidades de conservação da Amazônia, entre elas o parque nacional mais antigo da região, terão sua área reduzida ainda neste ano para dar lugar a duas hidrelétricas. Outras cinco áreas protegidas estão na mira do governo federal.

Uma medida provisória a ser editada ainda neste mês determinará a “desafetação” (redução) do Parque Nacional da Amazônia e das florestas nacionais de Itaituba 1 e 2. As unidades serão alagadas pelos reservatórios das usinas de São Luiz e Jatobá, no rio Tapajós, no Pará.

Leia mais »

A concentração de terras no Brasil. Entrevista especial com Gerson Luiz Mendes Teixeira

Não temos ideia da dimensão da estrangeirização da terra no Brasil

Segundo dados recentes do Incra, a região sul do Brasil (e não a Amazônia) foi a que apresentou o maior incremento no número de grandes propriedades improdutivas. A informação é do engenheiro agrônomo Gerson Luiz Mendes Teixeira, que desenvolveu um estudo com o objetivo de realizar um cotejo entre os perfis das estruturas fundiárias do Brasil de 2003 e de 2010, retratados nas respectivas atualizações das Estatísticas Cadastrais do Incra. Os dados obtidos, segundo Gerson, “demonstram a falácia dos argumentos dos ruralistas sobre a necessidade de mudanças no Código Florestal para liberação de áreas para a expansão do agronegócio”. E continua: “uma vez atualizados os índices de produtividade, conforme determina a lei, teremos uma enorme ampliação do estoque de imóveis passíveis de desapropriação”. Na entrevista a seguir, concedida por e-mail, Gerson traz dados alarmantes sobre a questão da terra no país, entre eles a informação de que “contabilizamos, no Brasil, 69,2 mil grandes propriedades improdutivas, com área equivalente a 228,5 milhões de hectares”.

Engenheiro agrônomo, Gerson Teixeira é ex-presidente da Associação Brasileira de Reforma Agrária  ABRA e integrante do núcleo agrário do Partido dos Trabalhadores.

Confira a entrevista.

Leia mais »

Sobre os Xavante de Marãiwatsede

Por Prof. Estevão Rafael Fernandes*

É uma honra para mim dizer que conheço os Xavante de Marãiwatsede. Sua história e trajetória, ao longo das últimas décadas é uma pequena mostra de seu caráter e, mais que isso, de como um Estado passa por cima de suas leis em nome do interesse econômico de alguns, e de modelos muito suspeitos de “desenvolvimento econômico”…

Em agosto de 1966, cerca de duzentos e cinqüenta índios Xavante foram deslocados por meio de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) da região de Marãiwatsede para a Missão Salesiana na aldeia Xavante de São Marcos, 400 km ao sul. Cerca de duas semanas depois, quase cem deles morrem de sarampo. Em agosto de 2004, trinta e oito anos depois, duzentos e oitenta índios Xavante, remanescentes do grupo deslocado pela FAB, retornam à Marãiwatsede. O que se sabe sobre esse grupo específico, na etnologia sobre os Xavante, é relativamente pouco. Lopes da Silva aponta que por volta dos anos 1920, os Xavante fundam, na região da Serra do Roncador, a aldeia deIsorepré (“Pedra Vermelha”), de onde virão a partir em diferentes direções e em vários momentos, facções diversas que fundarão novas aldeias. Uma dessas aldeias é Marãiwatsede, na região do rio Suiá-Missu, cerca de 100 kmao norte.

Leia mais »

Ministro quer discussão menos ‘emotiva’ sobre novo Código Florestal

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, disse nesta terça-feira que espera que a discussão sobre o novo Código Florestal seja feita de maneira menos “emotiva” no Senado.

“O debate ganhou um rumo muito passional na Câmara dos Deputados. No Senado temos mais condições de fazer agora um debate racional”, declarou o ministro durante a 63ª reunião anual da SBPC (Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência), que acontece em Goiânia desde domingo.

Leia mais »

SDS inicia planejamento para operação de combate ao desmatamento no Amazonas

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SDS) inicia esta semana o planejamento estadual do combate ao desmatamento previsto para acontecer até o final do ano.

As operações federais de fiscalização e combate ao desmatamento no Estado já vem sendo realizada pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) desde março. Nesta semana, o Ibama divulgou o balanço parcial das operações.

Desmatamento no Amazonas se concentra sobretudo no sul do Estado

Leia mais »

Encontro Trifronteira vai marcar ações do movimento em defesa do rio Acre

A luta dos vereadores de Rio Branco em defesa da preservação do rio Acre, desencadeada no início deste ano, será marcada com a realização do Encontro Tri-Fronteira, envolvendo os três paises que integram o Bolpebra (Bolívia, Peru e Brasil). A avaliação foi feita ontem pelo presidente da Câmara de Rio Branco, vereador Juracy Nogueira (PP). O evento será realizado nos dias 17 e 18 de agosto.

Leia mais »

Sem fiscalização, meio ambiente é destruído no Vale do Guaporé; pescadores profissionais arrastam milhares de peixes e animais são mortos

Tartarugas morrem em armadilhas e redes para peixes

Moradores do distrito de Porto Rolim de Moura do Guaporé, localizado a 700 quilômetros de Porto Velho, às margens do Rio Guaporé, estão preocupados e chamando a atenção do governador Confúcio Moura (PMDB) para a depredação do meio ambiente, matança indiscriminada de animais protegidos por Lei Federal e a pesca predatória. Dos cerca de 1 mil habitantes, 80% vivem do turismo ecológico e da pesca esportiva. A entidade Ecologia dos Rios Mequéns e Guaporé (Ecomeg), criada há 8 anos, denuncia o sucateamento do batalhão da Polícia Ambiental e ação de pescadores profissionais que estão acabando com espécies nobres (pintados e tambaquis), comercializados em Pimenteiras, não deixando um centavo para a comunidade, espantando os turistas e promovendo matança indiscriminada de tartarugas com armadilhas e redes.

Leia mais »

Ibama apreende caminhões de madeireira de Nova Ipixuna em extração ilegal em Tucuruí, no Pará

O Ibama interrompeu na sexta-feira (08/07) a exploração ilegal de 20 hectares de floresta nativa amazônica na região do Cururuí, em Tucuruí, no sudeste do Pará. Na ação, foram apreendidos três caminhões, 25 m³ de madeira, um trator e uma motosserra. Os donos das máquinas utilizadas no crime ambiental e o proprietário da área degradada foram multados em R$ 250 mil.

Caminhão de Nova Ipixuna apreendido em Tucuruí

Leia mais »

Países amazônicos se unem para medir desmatamento

Os países da região amazônica iniciarão em agosto uma série de estudos para medir a taxa de desmatamento dessa zona, que abriga 20% das reservas de água doce do planeta, anunciou nesta segunda-feira (11) em Quito a associação que os representa.

O monitoramento sobre desmatamento busca harmonizar critérios para medir a perda de área verde, que varia de país para país, explicou o diretor-executivo da OTCA (Organização do Tratado de Cooperação Amazônica), o boliviano Mauricio Dorfler.

Leia mais »

Mais de 600 mil em multas e prisões no Mato Grosso na Operação Guardiões do Araguaia

Equipes do Ibama em atuação na região de Confresa-MT em conjunto com o Exército e a Policia Militar Ambiental do Mato Grosso apreenderam neste domingo (10/07/2011) cinco armas e encaminharam seis pessoas à Delegacia de Polícia Civil de Confresa. A operação foi para conter a extração seletiva de árvores, visando o abastecimento de madeira para o comércio local do município de Vila Rica, que vinha sendo monitorado desde o mês anterior.

Leia mais »