MEIO AMBIENTE – Meta ambiental deve incluir área privada

Ao mesmo tempo em que analisa vetos ao Código Florestal para reestabelecer a exigência de recomposição da vegetação às margens de rios – derrubada parcialmente pela Câmara no mês passado -, a presidente Dilma Rousseff autorizou incluir as Áreas de Preservação Permanente (APPs) das propriedades na contabilidade das metas de biodiversidade, que o Brasil se comprometeu atingir até 2020. Leia mais »

Acre e Ucayali juntos pela preservação ambiental de suas fronteiras

Para contribuir com a gestão coordenada de recursos da flora e fauna silvestre em zonas de interesse sociocultural e ambiental na área fronteiriça do Departamento de Ucayali, no Peru, e do Acre, no Brasil, foi realizada na manhã desta quinta-feira, 10, uma reunião para o fortalecimento do Fórum de Integração Fronteiriça (Fifau). A reunião contou com representes do governo do Estado do Acre, do governo de Ucayali, além de entidades federais, privadas e sociedade civil. Leia mais »

AC – Situação continua indefinida na fronteira do Brasil com a Bolívia – desdobramentos

Manoel Moraes prevê conflito armado entre brasileiros e bolivianos.

Pequenos fazendeiros do Brasil estão se armando para enfrentar os bolivianos em Capixaba na fronteira entre os dois países. A informações foi dada pelo deputado Manoel Moraes (PSB) durante pronunciamento nesta quarta-feira, 9. De acordo com o parlamentar, ele esteve verificando o problema na tarde de terça-feira e constatou que a tensão é grande e pode ficar ainda maior em consequência de uma greve desencadeada no país vizinho que gera um clima de guerra civil. Leia mais »

AM – Conselho aprova regras ambientais para garimpos

Pela primeira vez, Estado tem aprovada uma resolução estabelecendo normas para a atividade de extração mineral.

 Com a exigência de Estudos de Impactos Ambientais (EIA) tanto para a área da atividade quanto no seu entorno, custeados pelo solicitante, além de exigências como o gerenciamento do uso de produtos como o mercúrio, o Conselho Estadual do Meio Ambiente do Amazonas (Cemam), aprovou nesta quarta-feira (9) uma resolução estabelecendo normas e procedimentos para o licenciamento ambiental da atividade de lavra garimpeira de ouro no Estado, atividade  exercida desde a década de 1950 do século passado. Leia mais »

Código Florestal Brasileiro – mobilização na Internet contra possível veto presidencial

Segundo o jornalista Cláudio Humberto – http://www.claudiohumberto.com.br/principal/ -, as redes sociais passaram a divulgar argumentos contrários ao provável veto da presidenta Dilma Rousseff ao novo Código Florestal, aprovado pelo Congresso.

O veto tem sido reivindiado pelas forças políticas que perderam a votação, ambientalistas e até ONGs ecopicaretas, originadas em países que não têm interesse no fortalecimento do Brasil como exportador de alimentos.

As mensagens advertem que o eventual veto presidencial poderá encarecer o preço da comida. “O que eles dizem é que precisamos produzir menos comida para preservar mais florestas”, diz a mensagem, o que eles não dizem é quanto vamos pagar por isso.”

No twitter, os que defendem o Código Florestal lembram que “a agropecuária brasileira produz uma das melhores e mais baratas comidas do mundo”, por isso nos últimos 40 anos o brasileiro reduziu de 40% para 16% do seu salário os gastos com comida., preservando 61% das nossas matas nativas.” Vetar o Código Florestal “é vetar a nossa produção de comida”, diz o texto.

Código Florestal Brasileiro – Nova lei deve impedir recuperação ambiental de regiões mais devastadas e sensíveis a desastres

Se não for vetada pela presidenta Dilma Rousseff, a proposta de revogação do Código Florestal aprovada pela Câmara, no dia 25/4, condenará muitas regiões brasileiras que hoje sofrem com o desmatamento excessivo a conviver com suas consequências para sempre. A falta de cobertura vegetal torna esses locais mais vulneráveis a desastres climáticos e desabastecimento de água. Por isso, muitos já vêm sendo alvo de programas de recuperação de APPs (Áreas de Preservação Permanente). Leia mais »

AC – Situação continua indefinida na fronteira do Brasil com a Bolívia – desdobramentos

CONFLITO: audiência pode discutir abusos contra acreanos na Bolívia. Situação de acreanos tem se agravado diariamente em terras bolivianas.

Durante a sessão desta quarta-feira (9) o deputado Manoel Moraes (PSB) usou a tribuna da Assembléia Legislativa do Acre (Aleac) pedindo ajuda aos pares do parlamento para traçar estratégia de ação política intervencionária em prol dos acreanos que estão, segundo ele, sendo humilhados e ameaçados na Bolívia. Leia mais »

AC – Funai diz que estudará reivindicações e denúncias de indígenas

Depois de se reunir com 40 representantes de povos indígenas do Acre, a presidenta da Fundação Nacional do Índio (Funai), Marta Azevedo, se comprometeu a examinar as questões apresentadas pelo grupo e a tomar providências em relação às reclamações. Leia mais »

AM – Ministro irá a Manaus para anunciar medidas contra a cheia

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, irá nesta quinta-feira (10) a Manaus para anunciar medidas do governo federal de atendimento a vítimas das cheias no Amazonas, segundo a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto. De acordo com a Defesa Civil, 39 municípios estão em situação de emergência no estado. Leia mais »

RR – Defesa Civil faz alerta para cheia do rio

As fortes chuvas que caíram na capital nos últimos dias elevaram o nível das águas do rio Branco, que está quase dois metros acima do normal. Na segunda-feira, a medição registrou 5,56 metros. Em menos de 24 horas, o nível subiu 40 centímetros chegando à marca de 5,90 metros na terça-feira e, na quarta, atingiu 6,18 metros. Leia mais »

MEIO AMBIENTE – Brasil identifica perdas da biodiversidade

Os pesquisadores Fernando Vasconcelos e Danielle Calandino, do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), identificaram 116 causas responsáveis pela perda da diversidade biológica brasileira. Durante dois meses, entrevistaram 40 gestores públicos de diversos órgãos do governo federal ligados ao tema, trabalho que resultou no documento “Causas e consequências da perda da biodiversidade”. Leia mais »

FLORESTAS – Demanda por produtos florestais traz oportunidade para ampliar manejo

Mercado interno puxa consumo de madeira nativa, mas apenas 7% das florestas são usadas para produção sustentável. Incentivos e política forte de fomento são necessárias, afirma diretor-geral do SFB

A área florestal brasileira e a tendência de aumento na demanda por madeira legalizada no mercado nacional trazem a oportunidade de ampliar o manejo florestal e a quantidade de florestas plantadas no país para a produção de bens e serviços. Leia mais »

O Ministério da Justiça dá resposta ‘insatisfatória’ sobre genocídio dos Awá-Guajá

Com mais de 10 mil mensagens enviadas ao ministro Cardozo, campanha da International Survival pede novas medidas de segurança para a área indígena no Maranhão. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, ainda não informou novos planos de segurança para a área indígena dos Awá-Guajá. Há duas semanas, a organização internacional Survival International, que defende os direitos de povos indígenas, divulgou uma campanha, com a participação do ator inglês Colin Firth, pedindo que a questão dos awá se tornasse prioridade para o ministro. A Survival afirma que os Awá, cuja terra é constantemente invadida por madereiros, são o povo mais ameaçado do mundo. 31% de sua terra já foi desmatada, e sua situação foi classificada em 2009 pelo juiz federal José Carlos do Vale Madeira como genocídio. Leia mais »

Não à Economia Verde – Campanha Nacional

Movimentos sociais e ambientais que integram o Grupo Facilitador da Sociedade Civil na Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) lançaram hoje (9), no Rio de Janeiro, a campanha nacional Não à Economia Verde. Entre os motivos da campanha estão as faltas de conceito de economia verde, de posicionamento crítico ao atual modelo econômico e da análise sobre a mudança da matriz energética dos combustíveis fósseis para as energias renováveis no rascunho zero da Rio+20. Leia mais »

DF – Governo quer lei para agilizar pesquisas e facilitar aproveitamento comercial da biodiversidade

As pesquisas sobre o aproveitamento da biodiversidade brasileira para produção de cosméticos e medicamentos podem ganhar impulso nos próximos meses. O governo está finalizando uma proposta de lei que desburocratiza a atividade no país e dá mais liberdade aos cientistas para trabalhar com recursos genéticos da natureza. Leia mais »