Rio+20 – Setor florestal necessita de ambiente institucional favorável

Debatedores que participaram de painel sobre florestas promovido pelo MMA no Rio de Janeiro apontaram questão como um dos principais desafios para o fortalecimento da economia de base florestal. Leia mais »

Rio+20 – Ação ambiental de países desenvolvidos deve ser mais decisiva

O presidente da Câmara, Marco Maia, defendeu, durante a Cúpula Mundial de Legisladores, aberta nesta sexta-feira (15), responsabilidades ambientais diferentes para nações em desenvolvimento e países desenvolvidos. O evento é vinculado à Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a  Rio+20, e conta com mais de 300 parlamentares de 130 países. Leia mais »

Rio+20 – Índios cobram respeito ao direito à terra

Cobrar aceleração no processo de demarcação das terras indígenas no país e fazer um contraponto ao modelo econômico e ao conceito de economia verde – discutidos na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) – são os principais objetivos dos povos indígenas que se reuniram hoje (15) na tenda do Acampamento Terra Livre, na Cúpula dos Povos, no Aterro do Flamengo, zona sul do Rio de Janeiro. Leia mais »

Reportagem mostra que ampliar áreas indígenas não soluciona problemas sociais e econômicos

Uma reportagem especial da revista Veja, na cobertura da Rio +20, aponta que apenas ampliar as áreas indígenas não resolve problemas sociais e econômicos. Segundo a matéria, 13,2% do território nacional já são ocupados pelas tribos.

Usuários do facebook compartilham a informação. Foto: divulgação

Em Mato Grosso do Sul, o destaque é para o município de Dourados. Eles contam a história do cacique guarani-caiová Ambrósio Vilhalva e mostram que enquanto ainda existe a disputa pelas terras, o que mantém a família, além de uma horta, são as cestas básicas e o programa do governo Bolsa Família. Leia mais »

PA – Xingu+23 fala sobre construção de Usina de Belo Monte

Famílias atingidas, índios dos povos Munduruku e Juruna, pesquisadores e representantes de órgãos contra a construação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, aproveitaram a realização da Rio+20, para promover um evento simultâneo, no Pará, sobre a instalação do projeto no estado: O Xingu+23. Reunidos até o próximo domingo (17), na Vila Santo Antônio, que será atingida pela construção da barragem, eles discutem a situação de Belo Monte. Leia mais »

Rio+20 – Marcos Terena abre a Kari-Oca e diz que chegou a hora dos índios presidirem a Funai

O Brasil precisa ter uma política verdadeiramente indigenista, que dê poder aos índios, em cargos de comando no governo, principalmente na Fundação Nacional do Índio (Funai). A opinião é do líder indígena Marcos Terena, idealizador da Kari-Oca, encontro que reúne desde hoje (14) 400 índios, de 14 etnias brasileiras, e 20 representantes de tribos dos Estados Unidos, do Canadá, Japão, México e da Guatemala, durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20). Leia mais »

Rio+20 – Sem acordo, negociadores devem anunciar que precisarão de mais tempo para buscar consenso

Sem acordo nos principais temas, os negociadores da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, deverão anunciar hoje (15) que as articulações em busca do consenso se ampliarão até as vésperas de o documento final a ser assinado pelos 115 chefes de Estado e de Governo, no dia 22.  No total, são seis aspectos divergentes. Faltam acordos sobre a criação de um fundo para o desenvolvimento sustentável e as definições das metas conjuntas, por exemplo. Leia mais »

Operação Salmo 96:12 – Madeireiros pedem apoio de parlamentares

Com a realização da Operação Salmo 96:12, desencadeada pela Polícia Federal (PF), Ministério Público Federal (MPF) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no mês passado, para combater o desmatamento ilegal em Roraima, as atividades das madeireiras foram bloqueadas e estão sem funcionar. Para tentar encontrar alternativas, foi realizada na tarde de ontem uma audiência no plenário da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE/RR). Leia mais »

CIMI – Relatório indica aumento da mortalidade infantil entre povos indígenas

O relatório Violência contra os Povos Indígenas no Brasil, divulgado ontem (13) pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), indica que, em 2011, 126 crianças menores de 5 anos morreram devido à falta de assistência médica. O número é maior que o registrado em 2010, quando a organização indigenista ligada à Igreja Católica identificou 92 casos. Leia mais »

MT – Decisão sobre retirada de não-índios da Terra Maraiwãtsédé é comunicada a xavantes

Em uma cerimônia realizada na quarta-feira, 6 de junho, pela manhã, no centro da aldeia Maraiwãtsédé, do povo Xavante, a procuradora da República Marcia Brandão Zollinger entregou ao cacique Damião Paradzané uma cópia do documento que comunica a revogação de uma decisão anterior que suspendeu a retirada de fazendeiros, posseiros e grileiros que ocupam os limites da Terra Indígena Maraiwãtsédé, homologada em 1998, por um decreto presidencial. Leia mais »

Índios e comunidades tradicionais se consolidam como atores fundamentais para a transição rumo à sustentabilidade

Rio+20 – Especialistas discutiram a importância do conhecimento tradicional e indígena em diversas esferas, como na educação, política, meio ambiente e medicina.

De vítimas da exploração dos recursos naturais a atores do cenário sócio, político, econômico e ambiental internacional. Fazer essa passagem é um dos principais objetivos – já em curso – das comunidades indígenas e tradicionais de todo o mundo, o que garantiria não só a sobrevivência desses povos, mas também a de todos os outros. Isso porque esses grupos estão passando de objeto de estudo a criadores de novos paradigmas, estabelecendo uma relação cada vez mais igualitária com as classes dominantes.  Leia mais »

Pesquisadores discutem perspectivas para o desenvolvimento sustentável da Amazônia

Pesquisadores realizaram um debate ontem (13) a respeito da necessidade de uma “revolução científica” para garantir a sustentabilidade da Amazônia, durante o Fórum sobre C,T&I para o Desenvolvimento Sustentável, organizado pelo International Council for Science (ICSU), na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). A mesa, intitulada ‘Science, Technology and Innovation for the Sustainable Development of Amazonia: A Brazilian perspective’, teve como base as análises do livro ‘Amazônia: desafio brasileiro do século XXI – a necessidade de uma revolução cientifica e tecnológica’, produzido pela Academia Brasileira de Ciências (ABC). Leia mais »

Rondônia se prepara para combater queimadas após registrar 40 mil focos

Rondônia entra no seu período de clima mais seco e com ele o número de queimadas aumenta. Em 2010 foram registrados no estado cerca de 40 mil queimadas, segundo o coordenador estadual do Centro Especializado de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais de Rondônia (Prevfogo), Roberto Fernandes Abreu. Ainda de acordo com Roberto, esse número caiu pela metade em 2011, quando foram registrados 20 mil incêndios. Leia mais »

Rio+20 – Revista ‘Amazonas Faz Ciência’ é lançada na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável

Revista foi lançada na Rio+20 (Foto: Ricardo Oliveira/Fapeam)Revista sobre pesquisas amazônicas foi lançada na Rio+20 (Foto: Ricardo Oliveira/Fapeam)

Pesquisas amazonenses voltadas para a energia sustentável são divulgadas na revista ‘Amazonas Faz Ciência’ lançada, nesta quarta-feira (13), na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – Rio +20. A publicação é da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), editada em inglês e português.

Os 193 representantes dos estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), que estarão debatendo sobre ações e questões voltadas à sustentabilidade do planeta, receberão edições da revista.

De acordo com a diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olívia Simão, essa é uma iniciativa que possibilita a ampla divulgação das pesquisas e dos investimentos na área ambiental no Estado. “Temos uma política muito forte associando o desenvolvimento à sustentabilidade. Na questão da sustentabilidade, enfrentar esse paradigma significa que Ciência, Tecnologia e Inovação são ferramentas fundamentais”, frisou.

Segundo a diretora-presidenta da FAPEAM, o modelo tradicional de desenvolvimento tem danos ambientais que o Amazonas não quer para o Estado. “Somos um Estado com mais de 98% de sua floresta conservada, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e queremos nos desenvolver sim e buscar gerar riquezas à nossa população de forma sustentável”, declarou.

Para Maria Olívia, a revista lançada na Rio+20 que a inovação, a ciência, o conhecimento dos recursos naturais e o desenvolvimento de novas tecnologias para gerar emprego e renda são fundamentais.

A ministra de Meio Ambiente, Isabella Teixeira, esteve presente no lançamento da revista e parabenizou o Estado por essa iniciativa de difundir pesquisas científicas na área ambiental. O diretor-presidente da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana, também visitou o stand e disse que “a publicação reforça a diretriz de fazer com que a ciência e a tecnologia sejam voltadas para o homem da floresta, que vive essa realidade e faz uso da biodiversidade amazônica e dos recursos naturais”.

Conteúdo
Com o título ‘A luz que vem da floresta’, a matéria de capa, de autoria do jornalista Luís Mansuêto, apresenta um panorama geral sobre pesquisas que investigam soluções para a produção de energia elétrica a partir dos resíduos florestais e de plantas oleaginosas da Amazônia. Um dos projetos abordados é o desenvolvido pela doutora em Química e pesquisadora da Ufam, Ivoneide Barros, que coordena o projeto ‘Estudo de Aproveitamento do Resíduo da Gordura de Cupuaçu para Produção de Biodiesel’, que conta com recursos da Fapeam e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Segundo a pesquisadora, a opção pela gordura de cupuaçu se deve porque os óleos oriundos das plantas da Amazônia são competitivos nos mercados alimentícios e cosméticos, encarecendo o preço final do biodiesel.

A edição apresenta também uma entrevista feita com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, na qual ele explica que a biodiversidade amazônica é o caminho para um desenvolvimento sustentável. Ele também aborda que o seu grande desafio frente ao ministério é fazer com que todo o conhecimento gerado nas instituições de ensino e pesquisa seja levado à sociedade para promover a inovação.

Versão infantil
A revista Amazonas Faz Ciência vem acompanhada do suplemento Amazonas Faz Ciência Criança, que aborda a temática da energia solar e pesquisas relacionadas a essa alternativa energética. Com a ampliação do número de páginas, o suplemento foi produzido com mais atividades lúdicas e educativas para o público-leitor: crianças de cinco a 10 anos.

A revista é distribuída gratuitamente aos órgãos públicos, escolas, autoridades e formadores de opinião. A publicação também está disponível na versão digital no site da Fapeam, na aba de publicações.

FONTE : http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2012/06/revista-amazonas-faz-ciencia-e-lancada-na-rio20.html

Roraima integra operação Arco de Fogo de combate a crimes ambientais

Roraima agora integra o mapa da operação Arco de Fogo, lançada em 2008 pelo Governo Federal, com intuito principal de combater o desmatamento na região amazônica. Assim como o Pará, Mato Grosso e Acre, desde a semana passada o Estado conta com efetivo para atuar especificamente em ações permanentes de controle a crimes ambientais. Ontem, os últimos agentes que compõem a equipe de sete pessoas enviadas a Roraima se apresentaram na Superintendência Regional da Polícia Federal. Leia mais »