AM – Cheia redesenha novos cenários de habitação, transportes e comportamento

Barcos ancoram entre os veículos em plena rua, casas, árvores e postes  que não ficaram submersos viram pontos de referência e balsas se transformam em abrigos

  • Na marina do Davi, os barcos estão atracando no que era estacionamento
    FOTO: Euzivaldo Queiroz
  • A praia “perene” da Ponta Negra, que ainda não foi concluída, ficou submersa
    FOTO: Euzivaldo Queiroz
  • No bairro da Glória, ruas inteiras ficaram submersas e dão lugar a passarela improvisadas
    FOTO: Ney Mendes Leia mais »

MA – Arquivada reclamação contra ampliação de terra indígena

O ministro Ricardo Lewandowski negou seguimento (arquivou) à Reclamação (RCL) 13769, na qual o Município de Amarante do Maranhão alegou que a sentença proferida pelo Juízo da 20ª Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal, em mandado de segurança impetrado pelo município maranhense, teria desrespeitado a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no processo envolvendo a Terra Indígena Raposa Serra do Sol (PET 3388/RR). Leia mais »

Cimi lança Relatório de Violência Contra os Povos Indígenas

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) lança no próximo dia 13 de junho, às 9h30, no auditório Dom Helder Câmara da CNBB, os dados de 2011 do relatório anual de Violência Contra os Povos Indígenas no Brasil.   Leia mais »

Novo Código Florestal virou um Código Agrário

A aprovação do novo Código Florestal, mesmo com os vetos da presidenta Dilma Rousseff, significa, para a ex-senadora e ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva, a revogação de “mais de 20 anos de esforço de regulação e governança ambiental” no país. “Temos um Código Florestal que não é mais florestal, é um Código Agrário. O que está sendo avaliado é uma caixa de Pandora [caixa que, na mitologia grega, continha todos os males do mundo], com todas as maldades”, criticou. Leia mais »

RR – Embrapa promove evento de olho na Rio+20

Visando à Conferência das Nações Unidas (ONU) que irá discutir sobre Desenvolvimento Sustentável, conhecida como Rio+20, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) local promoverá na segunda-feira, dia 04, em seu auditório, um evento com imprensa sobre a Semana do Meio Ambiente. A Rio+20 reunirá líderes de todo o mundo, no período de 13 a 22 junho, no Rio de Janeiro, para fazer um balanço das últimas duas décadas e discutir novas diretrizes e os estragos feitos no planeta. Leia mais »

Câmara dos Deputados rejeita mudança em política de atenuação do aquecimento global

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável rejeitou na quarta-feira (30) o Projeto de Lei 2499/11, do deputado Chico D’angelo (PT-RJ), que propunha uma nova política brasileira de atenuação do aquecimento global. Como foi rejeitada em caráter conclusivo, a proposta será arquivada, a não ser que haja recurso.

O relator, deputado Irajá Abreu (PSD-TO), defendeu a rejeição. Ele argumentou que o Brasil já tem uma Política Nacional sobre Mudança do Clima (Lei 12.187/09), que já foi regulamentada pelo Executivo e é ainda mais audaciosa do que o projeto em tramitação, porque possui meta clara de redução das emissões.

A lei em vigor determina que o País adote medidas para reduzir entre 36,1% e 38,9% as emissões projetadas até 2020. “Todas as preocupações levantadas pela proposição em exame estão contempladas na lei, que, inclusive, vai além”, disse o relator.

Irajá Abreu avalia que, em vez de aprovar uma nova lei, a Câmara precisa acompanhar de perto a execução da Política Nacional de Mudança do Clima, a partir dos planos setoriais.

FONTE :  ‘Agência Câmara de Notícias

 
 

Carta aberta à presidenta Dilma Rousseff (*)

Está circulando na Internet, principalmente via emails, um texto atribuído a cientistas e que teria sido enviado a Presidência da República do Brasil sobre a questão das mudanças climáticas. A Ecoamazônia reproduz o texto para a análise da cada um. Leia mais »

Rio+20 – Canadá gira; ahora dice que acceder al agua es un derecho humano

En un drástico giro político previo a la cumbre Río+20, Canadá anunció su disposición a reconocer el acceso al agua y al saneamiento como un derecho humano básico.

Se trata de la última deserción en las filas de las pocas pero poderosas naciones de Occidente que se oponen a que el concepto sea incluido en el plan de acción de la Conferencia de las Naciones Unidas sobre el Desarrollo Sostenible, conocida como Río+20, a realizarse del 20 al 22 de este mes en Río de Janeiro. Leia mais »

Rio+20 – Senador defende novo sistema de produção e consumo para evitar catástrofe ambiental

O senador Fernando Collor (PTB-AL), presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), recebeu a Agência Senado e a TV Senado em seu gabinete na tarde da última quarta-feira (30), para uma entrevista sobre a Conferência Rio+ 20. Autor do requerimento para que o Brasil sediasse a conferência, o parlamentar mostrou sem medo suas opiniões, as quais, segundo ele próprio, não seguem o mainstream (corrente central) do debate esperado para a cúpula que pretende reunir dezenas de chefes de Estado e de governo no Rio de Janeiro, este mês. Na opinião dele, é necessário que o mundo encontre uma alternativa para a produção e o consumo que não esteja calcada nos sistemas econômicos já colocados em prática, seja à direita ou à esquerda. Leia mais »

SFB – Comissão de Gestão de Florestas Públicas debate fomento do setor

Os debates sobre a necessidade de uma estratégia de fomento para o setor florestal devem ganhar mais espaço na Comissão de Gestão de Florestas Públicas (CGFLOP), organizada pelo Serviço Florestal Brasileiro, que reuniu-se na quarta-feira, 30, em Brasília (DF).

Os integrantes da Comissão conheceram os resultados de uma oficina sobre fomento florestal realizada pelo Serviço Florestal Brasileiro (SFB) em abril com cerca de 50 representantes do governo, iniciativa privada e sociedade civil que identificou, como principal anseio, a criação de uma política florestal estruturada. Leia mais »

SFB – Prorrogado até 17 de junho prazo para envio de projetos de fomento florestal na Amazônia

Foi adiado para 17 de junho o prazo para envio de projetos de fomento florestal na Amazônia a serem apoiados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento Florestal (FNDF). O Serviço Florestal Brasileiro (SFB), por meio do Fundo, está selecionando projetos que promovam a capacitação em manejo florestal de estudantes de nível técnico e de extensionistas e aprimorem a gestão de negócios de pequena empresas, cooperativas e associações comunitárias do setor florestal na Amazônia. Cerca de R$2 milhões serão destinados para as iniciativas, a serem selecionadas a partir de três chamadas públicas. Leia mais »

Fundo Amazônia tem 30 projetos aprovados

O Fundo Amazônia, criado em 2008 para promover projetos de prevenção e combate ao desmatamento e para conservação e uso sustentável das florestas, apresenta até o momento 30 projetos aprovados. Isso representa R$ 500 milhões em investimentos e R$ 303 milhões em financiamentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), gestor do fundo. Leia mais »

AM – Cheia no rio Negro poderá chegar a 30,27m, em virtude das chuvas

Apesar do rio Negro se encontrar há três dias com a cota estabilizada em 29, 97 metros, o nível das águas poderá subir, dependendo da quantidade de chuvas, registradas nos municípios de Barcelos, São Gabriel da Cachoeira e Santa Isabel do Rio Negro, municípios situados na calha do rio. Leia mais »

Impacto das barragens na Amazônia

Um trabalho publicado na sexta-feira, 25 de maio, Nature Climate Change, uma das revistas científicas mais prestigiosas no mundo na área de mudanças climáticas, mostrou o impacto das barragens e os erros graves nos estudos da ELETROBRÁS, que têm sido usados para promover a ideia de que barragens são limpas. Leia mais »

DF – Índios reclamam da participação do Ministério de Minas e Energia em processo de demarcação de terras

Cerca de 80 lideranças das etnias Kaingang, Guarani e Charrua manifestaram hoje (31) contrariedade a participação do Ministério de Minas e Energia (MME) nos processos de demarcação de terras indígenas. Caso não tenham suas reivindicações atendidas, prometem retornar em grande número a Brasília para invadir prédios públicos, a exemplo do que fizeram no último dia 29 no Ministério da Saúde. Leia mais »