Rondônia se prepara para combater queimadas após registrar 40 mil focos

Rondônia entra no seu período de clima mais seco e com ele o número de queimadas aumenta. Em 2010 foram registrados no estado cerca de 40 mil queimadas, segundo o coordenador estadual do Centro Especializado de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais de Rondônia (Prevfogo), Roberto Fernandes Abreu. Ainda de acordo com Roberto, esse número caiu pela metade em 2011, quando foram registrados 20 mil incêndios. Leia mais »

Rio+20 – Revista ‘Amazonas Faz Ciência’ é lançada na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável

Revista foi lançada na Rio+20 (Foto: Ricardo Oliveira/Fapeam)Revista sobre pesquisas amazônicas foi lançada na Rio+20 (Foto: Ricardo Oliveira/Fapeam)

Pesquisas amazonenses voltadas para a energia sustentável são divulgadas na revista ‘Amazonas Faz Ciência’ lançada, nesta quarta-feira (13), na Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – Rio +20. A publicação é da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), editada em inglês e português.

Os 193 representantes dos estados-membros da Organização das Nações Unidas (ONU), que estarão debatendo sobre ações e questões voltadas à sustentabilidade do planeta, receberão edições da revista.

De acordo com a diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olívia Simão, essa é uma iniciativa que possibilita a ampla divulgação das pesquisas e dos investimentos na área ambiental no Estado. “Temos uma política muito forte associando o desenvolvimento à sustentabilidade. Na questão da sustentabilidade, enfrentar esse paradigma significa que Ciência, Tecnologia e Inovação são ferramentas fundamentais”, frisou.

Segundo a diretora-presidenta da FAPEAM, o modelo tradicional de desenvolvimento tem danos ambientais que o Amazonas não quer para o Estado. “Somos um Estado com mais de 98% de sua floresta conservada, segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), e queremos nos desenvolver sim e buscar gerar riquezas à nossa população de forma sustentável”, declarou.

Para Maria Olívia, a revista lançada na Rio+20 que a inovação, a ciência, o conhecimento dos recursos naturais e o desenvolvimento de novas tecnologias para gerar emprego e renda são fundamentais.

A ministra de Meio Ambiente, Isabella Teixeira, esteve presente no lançamento da revista e parabenizou o Estado por essa iniciativa de difundir pesquisas científicas na área ambiental. O diretor-presidente da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana, também visitou o stand e disse que “a publicação reforça a diretriz de fazer com que a ciência e a tecnologia sejam voltadas para o homem da floresta, que vive essa realidade e faz uso da biodiversidade amazônica e dos recursos naturais”.

Conteúdo
Com o título ‘A luz que vem da floresta’, a matéria de capa, de autoria do jornalista Luís Mansuêto, apresenta um panorama geral sobre pesquisas que investigam soluções para a produção de energia elétrica a partir dos resíduos florestais e de plantas oleaginosas da Amazônia. Um dos projetos abordados é o desenvolvido pela doutora em Química e pesquisadora da Ufam, Ivoneide Barros, que coordena o projeto ‘Estudo de Aproveitamento do Resíduo da Gordura de Cupuaçu para Produção de Biodiesel’, que conta com recursos da Fapeam e Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Segundo a pesquisadora, a opção pela gordura de cupuaçu se deve porque os óleos oriundos das plantas da Amazônia são competitivos nos mercados alimentícios e cosméticos, encarecendo o preço final do biodiesel.

A edição apresenta também uma entrevista feita com o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antonio Raupp, na qual ele explica que a biodiversidade amazônica é o caminho para um desenvolvimento sustentável. Ele também aborda que o seu grande desafio frente ao ministério é fazer com que todo o conhecimento gerado nas instituições de ensino e pesquisa seja levado à sociedade para promover a inovação.

Versão infantil
A revista Amazonas Faz Ciência vem acompanhada do suplemento Amazonas Faz Ciência Criança, que aborda a temática da energia solar e pesquisas relacionadas a essa alternativa energética. Com a ampliação do número de páginas, o suplemento foi produzido com mais atividades lúdicas e educativas para o público-leitor: crianças de cinco a 10 anos.

A revista é distribuída gratuitamente aos órgãos públicos, escolas, autoridades e formadores de opinião. A publicação também está disponível na versão digital no site da Fapeam, na aba de publicações.

FONTE : http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2012/06/revista-amazonas-faz-ciencia-e-lancada-na-rio20.html

Roraima integra operação Arco de Fogo de combate a crimes ambientais

Roraima agora integra o mapa da operação Arco de Fogo, lançada em 2008 pelo Governo Federal, com intuito principal de combater o desmatamento na região amazônica. Assim como o Pará, Mato Grosso e Acre, desde a semana passada o Estado conta com efetivo para atuar especificamente em ações permanentes de controle a crimes ambientais. Ontem, os últimos agentes que compõem a equipe de sete pessoas enviadas a Roraima se apresentaram na Superintendência Regional da Polícia Federal. Leia mais »

Povos indígenas querem discutir modelo de desenvolvimento na Rio+20

Consultor técnico da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB) para o Acampamento Terra Livre, que acontecerá na Cúpula dos Povos durante a Rio+20, Carlos Alberto Teixeira Nery, do povo Piratapuia, diz que a violação dos direitos indígenas, em consequência do atual modelo desenvolvimentista, da crise do capitalismo, da economia verde e seus impactos, é um dos principais temas de interesse dessas populações durante a Conferência da ONU. Presidente da Associação das Comunidades Indígenas do Médio Rio Negro, de Santa Isabel do Rio Negro, no Amazonas, Nery diz, nesta entrevista à Clima e Floresta, que os povos indígenas têm se reunido e preparado para o evento, mesmo que não tenham participação direta na programação oficial. Leia mais »

RR – COIAB e IPAM discutem ações de enfrentamento às mudanças climáticas

Segundo os últimos relatórios do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), a ciência do clima vem comprovando que é inevitável algum grau de mudança climática global. Assim como os cientistas, os povos indígenas também vêm constatando as mudanças no clima e os impactos para as floresta e a biodiversidade que refletem em mudança em seu modo de vida tradicional. 

Nesse contexto, o desenvolvimento de Bases para um Plano Indígena de Enfrentamento às Mudanças Climáticas que contemple a visão dos povos indígenas, juntamente com uma projeção científica dos impactos e ações de adaptação em suas regiões, possibilita uma discussão mais aprofundada sobre como eles se adaptariam ou já vem se adaptando às mudanças climáticas. Leia mais »

FUNAI – Usinas são irreversíveis

Para a Fundação Nacional do Índio (Funai), a construção de usinas hidrelétricas é um caminho inevitável e necessário para garantir a geração de energia elétrica do país. “A verdade é que não tem como deixarmos de fazer hidrelétricas na Amazônia. O que temos que discutir é quais são as tecnologias que iremos usar para ter o menor impacto ambiental possível, além de ter um sistema de compensação eficiente”, diz Aloysio Guapindaia, diretor do departamento de promoção ao desenvolvimento sustentável da Funai. Leia mais »

PA – Fim de repasse para os índios gera tensão em Belo Monte

As tensões indígenas que envolvem a construção da hidrelétrica de Belo Monte podem entrar numa fase mais aguda. O acirramento de ânimos dos milhares de índios que habitam o entorno de Altamira (PA) deve-se, basicamente, ao fim de uma “mesada” que as aldeias da região vinham recebendo da empresa Norte Energia, consórcio responsável pela construção da usina no rio Xingu. Leia mais »

Código Florestal – Ministro do STF nega pedido de bancada ruralista

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou ontem (12) pedido de parlamentares para suspender os efeitos da Medida Provisória (MP) 571, que alterou o novo Código Florestal. Cinco deputados da bancada ruralista acionaram o STF no dia 6 de junho alegando que a presidenta Dilma Rousseff interferiu no processo legislativo ao editar a norma. Leia mais »

Rio+20 – Integração da Amazônia requer soluções geradas na própria região, diz pesquisador

O diretor do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Adalberto Val, disse que não existe um modelo único para o desenvolvimento sustentável da região. Ele participa hoje (13) da sessão Ciência, Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia: Uma Perspectiva Brasileira, que será promovida pela Academia Brasileira de Ciências (ABC) no fórum sobre desenvolvimento sustentável que ocorre até o próximo dia 15 na Pontifícia Universidade Católica do Rio (PUC/RJ). O evento é preparatório à Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, que começa hoje e vai até o dia 22. Leia mais »

PA – Demarcação da Fronteira Norte é tema de exposição e livro no Centur

Exposição “Fronteira Norte – Demarcando e Aproximando a Amazônia” comemora os 80 anos da 1ª Comissão Brasileira Demarcadora de Limites (Foto: Divulgação)
Exposição “Fronteira Norte – Demarcando e Aproximando a Amazônia” comemora os 80 anos
da 1ª Comissão Brasileira Demarcadora de Limites (Foto: Divulgação)

Uma exposição que marca os 80 anos da 1ª Comissão Brasileira Demarcadora de Limites será realizada no próximo sábado (16), na Biblioteca Pública Arthur Vianna, em Belém. “Fronteira do Norte- Demarcando e Aproximando a Amazônia” terá vernissage (uma exposição de quadros) às 19h, no Hall da biblioteca do estado. Leia mais »

Cimi – Mais de 500 índios foram mortos desde 2003 no Brasil

Levantamento feito pelo Conselho Indigenista Missionário (Cimi), órgão vinculado à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), indica que desde 2003 mais de 500 índios foram assassinados no país. Somente no ano passado foram 51 casos, o equivalente à morte de um indígena por semana. Em relação ao ano anterior, houve redução no número de índios assassinados – haviam sido 60 casos em 2010. Leia mais »

RR – Movimentos pedem retirada de fazendeiros

Representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), Movimento de Luta pela Terra (MLT) e Central dos Assentados de Roraima (CAR) realizaram, na tarde de ontem, 12, uma mobilização em frente ao Instituto de Terras e Colonização Roraima (Iteraima) para repudiar o cancelamento de uma reunião marcada com os movimentos e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Leia mais »

Conferência pauta uso sustentável da biodiversidade

Embora a totalidade das metas estabelecidas na Eco92 – ciclo de conferências relacionadas sustentabilidade do planeta realizado em 1992 no Rio de Janeiro – não tenha sido cumprida, a secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Samyra Crespo, considera positivo o fato de a conferência ter colocado em pauta nacional as discussões sobre a conservação e uso sustentável da biodiversidade e as mudanças climáticas nos últimos anos. Ela lembra que antes de 1992 nem ONGs e nem cidadãos comuns davam opinião sobre políticas públicas voltadas para o meio ambiente. Leia mais »

Diretora da Funai alerta para retrocesso e inconstitucionalidade da PEC 215

Índios querem apoio de órgãos internacionais no decorrer do ciclo de conferências Rio+20 para impedir o avanço da tramitação da PEC 215. Depois de avançar no processo de reconhecimento dos direitos indígenas nas últimas duas décadas, o Brasil pode enfrentar um novo retrocesso nessa área caso seja homologada a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 215, de 28 de março de 2000, que transfere da União para o Congresso Nacional a responsabilidade de aprovar e ratificar a demarcação de terras indígenas. Essa é a avaliação da diretora de Proteção Territorial da Funai, Maria Auxiliadora de Sá Leão. Leia mais »

Rio+20 terá eventos paralelos e simultâneos

A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, terá três momentos distintos e alguns deles ocorrerão paralelamente. Nos primeiros dias, de 13 a 15 de junho, a capital fluminense sediará a 3ª Reunião do Comitê Preparatório, quando técnicos de todos os países se reunirão para elaborar os esboços dos documentos que serão examinados pelos presidentes e primeiros-ministros. Leia mais »