Comitiva do Governo Federal acompanha entrega de alimentos na Terra Indígena Yanomami

A presidente da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), Joenia Wapichana, visitou na quinta-feira (16) a Terra Indígena Yanomami para acompanhar a distribuição periódica de cestas de alimentos às comunidades locais. A iniciativa é uma das medidas do Governo Federal para o enfrentamento da crise humanitária na região. A ministra dos Povos Indígenas, Sonia Guajajara, e o secretário de Saúde Indígena, Weibe Tapeba, também estiveram presentes.

Foto: Lohana Chaves – FUNAI

A entrega das cestas conta com equipes da Funai e ocorre mediante um contrato emergencial de horas de voo que subsidia as atividades de apoio logístico à distribuição no território. Ao longo do ano, serão realizadas mais de 20.000 horas de voos para a entrega de alimentos na região. A assinatura do contrato emergencial foi celebrada em março deste ano.

A Terra Indígena Yanomami abrange uma área de 9,5 milhões de hectares, onde vivem mais de 30 mil indígenas em 384 comunidades dos povos Yanomami e Ye’Kwana. Em grande parte do território, o acesso só é possível por via aérea ou fluvial.

Durante a agenda, os representantes do Governo Federal também dialogaram com as lideranças para avaliar e ajustar as ações em curso no intuito de melhor atender as necessidades específicas da localidade, garantindo, assim, a dignidade e o bem-estar dos povos indígenas.

Além da entrega de alimentos, a Funai, o Ministério dos Povos Indígenas (MPI) e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) atuam para restabelecer a autonomia alimentar, a saúde e a proteção dos indígenas no território. As iniciativas integram um esforço conjunto do Governo Federal para assegurar que as necessidades dos povos indígenas sejam atendidas, sob o comando da Casa de Governo, localizada em Boa Vista (RR).

Diversos órgãos trabalham de forma integrada nas ações voltadas ao território Yanomami, entre eles, a Funai, o MPI; o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, da Família e Combate à Fome (MDS); a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab); o Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) e a Casa Civil.

Saúde Indígena

A agenda também incluiu uma visita ao Polo Base do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Yanomami, em Auaris. A obra está sendo viabilizada por meio de parceria entre a Sesai e a organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF), com apoio da Funai.

“É importante essa estrutura física para garantir melhores condições de atendimento de saúde aos povos do território Yanomami que aguardam por isso há muito tempo. A Funai vai continuar nessa parceria e nesse apoio porque, é dessa forma, trabalhando coletivamente, que nós vamos avançando e resgatando a dignidade de quem vive na TI Yanomami”, ressaltou a presidente da Funai, Joenia Wapichana, sobre o Polo Base.

De acordo com a ministra Sonia Guajajara, as agendas no território buscam acompanhar de perto a recuperação da dignidade dos povos indígenas. “É o nosso compromisso que estamos reafirmando para dar maior agilidade à conclusão dessas obras e garantir essa adequação e atendimento de qualidade no território Yanomami”, destacou.

O secretário Weibe Tapeba ressaltou a importância de parcerias para a entrega de obras como as do novo Polo Base. “A parceria com o Médicos Sem Fronteiras é fundamental para que a gente consiga entregar esse equipamento importante para a região”, assinalou.

Assessoria de Comunicação / Funai – Comitiva do Governo Federal acompanha entrega de alimentos na Terra Indígena Yanomami — Fundação Nacional dos Povos Indígenas (www.gov.br) – (ver galeria de fotos) 

Relacionadas: