Operação resulta na detenção de garimpeiros e destruição de materiais

Ação realizada na quarta-feira, 12 de julho, durante a Operação Ágata Fronteira Norte demonstrou a operacionalidade das Forças Armadas, refletindo o estado de prontidão constante, para enfrentar e combater atividades ilegais em Roraima.

Foto: CMA EB

Evidenciando o compromisso contínuo na repressão e combate a ilícitos na Terra Indígena Yanomami (TIY), a ação realizada em em Waikás, na região do Uraricoera, que resultou na detenção de onze garimpeiros também oportunizou a destruição de materiais utilizados nos delitos ambientais.

Foram reunidos e destruídos sete barracões, seis reservatórios de diesel com capacidade de armazenar 50 litros, quatro motores, seis botijões de gás e três freezers. Além disso, foram apreendidos dois rádios comunicadores, uma arma de caça, 250g de mercúrio, três balanças de precisão e aproximadamente 25,5 gramas de ouro.

As apreensões destacam a continuidade da operação e o impacto na interrupção das atividades ilegais, bem como na redução dos danos ambientais causados ​​pelo garimpo ilegal.

O emprego das Forças Armadas ocorreu em apoio à Polícia Federal, destacando a importância da interoperabilidade entre as instituições de segurança para combater delitos na TIY. Os oito homens e três mulheres ligados ao garimpo ilegal foram conduzidos até a capital Boa Vista, com o auxílio das aeronaves militares.

A ação reafirma o comprometimento das autoridades em manter esforços constantes para coibir atividades legais e proteger o território indígena e faz parte do trabalho conjunto entre Forças Armadas, agências e Órgãos de Segurança Pública (OSP), dando continuidade às ações repressivas de combate a ilícitos na TIY.

PUBLICADO POR: COMANDO MILITAR DA AMAZÔNIA  CMA EB – Operação resulta na detenção de garimpeiros e destruição de materiais (eb.mil.br) (VER GALERIA DE FOTOS)

Relacionadas:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *