Incra pede anulação da compra de fazenda por estrangeiro na Amazônia

A Amazônia é um dos lugares mais cobiçados devido a sua biodiversidade, fauna e também pelos minérios ainda pouco explorados em seu solo devido a conservação do meio ambiente deste bioma brasileiro.

A procura por terras no estado do Amazonas tem sido recorrente. Por conta disso, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o INCRA, solicitou a anulação da compra de mais de 150 mil hectares feita por uma empresa europeia,. Localizada entre os municípios de Pauini e Boca do Acre, no Amazonas, além de Manuel Urbano, no Acre, a Fazenda Novo Macapá, que era da empresa brasileira Batisflor, foi comprada pela empresa AgroCórtex, um grupo controlado por europeus segundo o Incra.

A legislação brasileira impõe algumas restrições para aquisições de terra por pessoas, ou empresas estrangeiras O instituto denuncia que as empresas não apresentaram requerimento para aquisição, ou arrendamento, aluguel de terras, projeto de exploração do imóvel rural e outros documentos necessários para concluírem a transação que foi feita há mais de anos.

O senador do Amazonas, Plínio Valério (PSDB), diz que recebeu as denúncias sobre essa aquisição de terras amazonenses. E também o pedido de CPI para investigar ONGs que possam estar fazendo compras ilegais de terras na região.

Acompanhe na reportagem de Victor Litaiff.

PUBLICADO POR: RADIOAGÊNCIA NACIONAL EBC – Incra pede anulação da compra de fazenda por estrangeiro na Amazônia | Radioagência Nacional (ebc.com.br)  

Relacionada:

Estrangeiros compram área gigantesca na Amazônia e dão o nome de Fazenda Novo Macapá – Diário do Amapá – Compromisso com a Notícia (diariodoamapa.com.br)

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: