Governo Lula destrava política de ‘zero demarcações’ de Bolsonaro e reconhecerá 13 terras indígenas no Brasil

MANAUS – Em seus primeiros dias de mandato, Lula (PT) fará 13 demarcações de Terras Indígenas (TI). O número é significativo já que o seu antecessor, Jair Bolsonaro (PL), não demarcou terra alguma e estabeleceu uma política de “zero demarcações” em seus quatro anos de governo. As terras estão com documentação para homologação concluídas. As áreas ficam nas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sul.

As áreas que serão homologadas são: Aldeia Velha (Pataxó), em Porto Seguro (BA), com 1.997 hectares. Kariri-Xocó, em São Brás, Porto Real do Colégio (AL), 4.694 hectares. Potiguara de Monte-Mor (Potiguara), em Marcação, Rio Tinto (PB), com 7.530 hectares. Xukuru-Kariri, em Palmeira dos Índios (AL), com 7.020 hectares. Tremembé da Barra do Mundaú (indígenas Tremembé), em Itapipoca (CE), com 3.511 hectares. Morro dos Cavalos (Guarani), em Palhoça (SC), com 1.983 hectares.

Também fazem parte as terras de: Rio dos Índios (kaingang), em Vicente Dutra (RS), com 711.701 hectares. Toldo Imbu (kaingang), em Abelardo Luz (SC), com 1.960 hectares. Cacique Fontoura (karajá), em Luciara, São Félix do Araguaia (MT), com 32.304 hectares. Arara do Rio Amônia (Arara), em Marechal Thaumaturgo (AC), com 20.534 hectares. Rio Gregório (Katukina), em Tarauacá (AC), com 187.120 hectares. Uneiuxi (Maku e Tukano), em Santa Isabel do Rio Negro (AM), com 551.983 hectares e Acapuri de Cima (Kokama), em Fonte Boa (AM), com 18.393 hectares.

Mencius Melo – Da Agência Amazônia

TEXTO NA ÍNTEGRA DISPONÍVEL EM:  Governo Lula destrava política de ‘zero demarcações’ de Bolsonaro e reconhecerá 13 terras indígenas no Brasil – Agência Amazônia (aamazonia.com.br)

Republicação gratuita, desde que citada a fonte. AGÊNCIA CENARIUM – Copyright © AGÊNCIA CENARIUM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: