Operação Sorriso leva atendimento às comunidades ribeirinhas da Amazônia Ocidental

Militares e voluntários atuam embarcados no Navio de Assistência Hospitalar “Carlos Chagas”

Foto postada em: Marinha do Brasil

Em novembro de 2022, a Marinha do Brasil recebeu uma das maiores organizações médicas voluntárias do mundo, com sede em 60 países e mais de seis mil voluntários cadastrados, chamada de “Operação Sorriso”. Os voluntários embarcaram na cidade de Parintins (AM), no dia 13, no Navio de Assistência Hospitalar (NasH) Carlos Chagas (U-19), que já encontrava-se em operação de Assistência Hospitalar na região. Ao todo, 59 militares participam da ação.

A “Operação Sorriso” foi dividida em duas fases. A primeira, realizada até o dia 21 de novembro, teve como objetivo realizar o mapeamento e a identificação dos pacientes que necessitavam da cirurgia de correção de lábio leporino ou fenda palatina. Até o dia 18, foram realizados 21 atendimentos no município de Barreirinha e nas comunidades adjacentes do município, em Pedras e Cametá do Ramos. Na segunda fase serão realizadas as cirurgias em localidades que possuam infraestrutura hospitalar adequada.

A equipe multidisciplinar de voluntários é composta por cinco profissionais da área da saúde (cirurgia plástica, odontologia, enfermagem, psicologia e fonoaudiologia) e por quatro diretores de planejamento do projeto. “Nós temos uma parceria de muitos anos com a Marinha e agora surgiu o convite para embarcarmos nos Navios de Assistência Hospitalar porque temos nessa região pacientes com essas condições que nunca receberam atendimento. Um dos nossos objetivos é capacitar os profissionais da área da saúde da Marinha para identificar os pacientes e os encaminharem para a gente. Pretendemos realizar missões como essa em outros polos e a Marinha, na próxima fase da operação, pode nos prestar um apoio importantíssimo levando os pacientes para os centros cirúrgicos”, explicou Cristina Murachco, Diretora Executiva da Operação Sorriso.

Giorlanda dos Santos, mãe de uma criança com fissura labial, destaca que a parceria da Marinha do Brasil com a Operação Sorriso “traz de longe recursos que não têm aqui na região para ajudar as crianças que não têm condições de fazer cirurgia particular”, destacando a importância das ações de assistência hospitalar em sua região.

Operação Sorriso realiza triagem de criança com fissura labial – Imagem: 3SG-AD Isabela Magalhães/Marinha do Brasil

Sobre a Operação Sorriso

Fundada em 1982, a organização realiza atendimentos e cirurgias gratuitas para crianças e adultos com fissuras faciais. Atuando desde 1997 no Brasil, o projeto já realizou 79 missões e foram atendidas mais de 12 mil famílias e operadas 5.739 pessoas.

Foto postada em: Marinha do Brasil

23/11/2022 – Por Capitão-Tenente (RM2-T) Gisleine Alves Assunção e Guarda-Marinha (RM2-T) André Luiz Bezerra da Costa Soares – Manaus, AM

Acesse o flickr com fotografias do NAsH “Carlos Chagas”

Agência Marinha de Notícias – MARINHA DO BRASIL                                           

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: