IPAM leva conhecimento e informações científicas para a COP 27

Com o intuito de contribuir para as discussões globais em torno do clima e meio ambiente, o IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) participa entre os dias 6 e 18 de novembro da COP27, Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas, que neste ano ocorre em Sharm El-Sheikh, no Egito.

“Queremos levar todo o conhecimento que acumulamos sobre os desafios de acabar com o desmatamento no Brasil e mostrar que há caminhos para combatê-lo ao substituir as atividades que degradam o meio ambiente por outras sustentáveis”, afirma o diretor-executivo do IPAM, André Guimarães.

Durante a conferência, os países devem definir aspectos centrais para a implementação do Acordo de Paris e falar acerca de seus compromissos com a mitigação das mudanças climáticas. Na agenda proposta pelo IPAM, temas como justiça climática e adaptação do clima, redução dos GEE (Gases de Efeito Estufa), impactos na economia, financiamento para conter o aquecimento global, bem como a retomada do Brasil como protagonista nas discussões a respeito do clima, compõem o quadro de discussões.

Além de participar dos eventos oficiais promovidos pela COP27, o instituto apoia o primeiro pavilhão dedicado apenas às pautas ligadas aos povos tradicionais. Na oportunidade será lançada a nova versão da plataforma SOMAI (Sistema de Observação e Monitoramento da Amazônia Indígena) – uma iniciativa do IPAM, com a colaboração da Coiab (Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira), da Funai (Fundação Nacional do Índio) e da Apib (Articulação dos Povos Indígenas do Brasil); e apoio da WWF (World Wide Fund for Nature), da Embaixada da Noruega, da Usaid (Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional) e da Google.

Ambiente brasileiro

O IPAM ainda é um dos realizadores do Brazil Climate Action Hub, espaço dentro da COP27 para atender à sociedade brasileira que busca debater a agenda climática em suas diversas esferas, e os caminhos para um desenvolvimento sustentável e de baixo carbono.

Organizado junto ao iCS (Instituto Clima e Sociedade) e ao Instituto ClimaInfo, o Brazil Hub terá em sua programação aproximadamente 40 eventos, sempre com a participação direta de representantes do IPAM. Nos debates, serão discutidos a capacidade do Brasil de liderar a transição climática justa e como desenvolver e dar escala a soluções para a crise climática a partir do Sul Global.

Confira a agenda do IPAM durante a COP27:

A programação abaixo poderá sofrer alterações. Para principais atualizações, confira as redes sociais do IPAM.

6 de novembro (domingo)

Debate – O papel da população local para proteger um dos maiores estoques de carbono e biodiversidade: o Cerrado

• Horário: 15h (Egito), 10h (Brasília)
• Local: Pavilhão WWF
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Ane Alencar, Diretora de Ciência do IPAM

Debate: Fazendas e inovadores no centro: soluções para criar sistemas alimentares resilientes para o futuro

• Horário: 15h às 16h (Egito), 10h às 11h (Brasília)
• Local: Pavilhão Food Systems
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Patrícia Pinho, Diretora Adjunta de Ciência do IPAM

8 de novembro (terça-feira)

Evento GGA: Objetivo Global de Adaptação Evento de Adaptação: resultados relevantes para avaliar as necessidades de adaptação (WGII)

• Horário: 13h às 15h (Egito), 8h às 10h (Brasília)
• Local: Pavilhão Food Systems
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Patrícia Pinho, Diretora Adjunta de Ciência do IPAM

9 de novembro (quarta-feira)

Evento WGII: Adaptação humana

• Horário: 9h às 10h15 (Egito), 4h às 5h15 (Brasília)
• Local: Pavilhão Science
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Patrícia Pinho, Diretora Adjunta de Ciência do IPAM

10 de novembro (quinta-feira)

Debate: Caminho Resiliente ao Clima WGII

• Horário: 9h às 10h15 (Egito), 4h às 5h15 (Brasília)
• Local: Pavilhão Science
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Patrícia Pinho, Diretora Adjunta de Ciência do IPAM

11 de novembro (sexta-feira)

Debate: Soluções regenerativas orientadas pelo produtor em todas as geografias e ecossistemas

• Horário: 10h às 11h (Egito), 5h às 6h (Brasília)
• Local: Pavilhão Food Systems
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Richard Smith, Coordenador Regional do IPAM no Mato Grosso

Debate: Rede colaborativa MapBiomas: Séries temporais de cobertura e uso da terra na América do Sul e Indonésia

• Horário: 11h30 às 13h (Egito), 6h30 às 8h (Brasília)
• Local: Salão Osiris
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Ane Alencar, Diretora de Ciência do IPAM

Debate: América Latina e Caribe na encruzilhada das mudanças climáticas e do desenvolvimento sustentável

• Horário: 18h45 às 20h (Egito), 13h45 às 15h (Brasília)
• Local: Pavilhão Science
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Patrícia Pinho, Diretora Adjunta de Ciência do IPAM

Debate: Fundamentos para uma economia verde e agricultura de baixo carbono

• Horário: 15h15 às 16h30 (Egito), 10h15 às 11h30 (Brasília)
• Local: Consórcio da Amazônia Legal
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Eugênio Pantoja, Diretor de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do IPAM

12 de novembro (sábado)

Debate: O papel do financiamento global do clima na proteção das florestas tropicais – como alcançar reduções efetivas de emissões

• Horário: 10h às 11h (Egito), 5h às 6h (Brasília)
• Local: Brazil Climate Hub
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Eugênio Pantoja, Diretor de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do IPAM

Debate: Financiamento climático para maiores ambições na conservação de florestas tropicais

• Horário: 12h30 às 13h30 (Egito), 7h30 às 8h30 (Brasília)
• Local: Brazil Climate Hub
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Gabriela Savian, diretora adjunta de Políticas Públicas do IPAM

Debate: Plenária de encerramento da GLF (Global Landscapes Forum)

• Horário: 18h30 às 19h30 (Egito), 13h30 às 14h30 (Brasília)
• Local: Egypt Hall e British House
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Ludmila Rattis, Pesquisadora do IPAM

14 de novembro (segunda-feira)

Debate: Uso da terra no Brasil: vilão, vítima ou herói da crise climática?

• Horário: 10h às 11h (Egito), 5h às 6h (Brasília)
• Local: Brazil Climate Hub
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Ane Alencar, Diretora de Ciência do IPAM

Debate: Iniciativas Parlamentares e Populares para reduzir as emissões por desmatamento no Brasil

• Horário: 13h30 às 14h30 (Egito), 8h30 às 9h30 (Brasília)
• Local: Brazil Climate Hub
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Gabriela Savian, diretora adjunta de Políticas Públicas do IPAM

Debate: A necessidade de proteção legal externa contra a grilagem de terras

• Horário: 14h45 às 15h30 (Egito), 9h45 às 10h30 (Brasília)
• Local: Brazil Climate Hub
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Ane Alencar, Diretora de Ciência do IPAM

Debate: Painel justiça climática: como geografia e gênero impactam pessoas de forma desigual

• Horário: 11h40 às 12h40 (Egito), 6h40 às 7h40 (Brasília)
• Local: Pavilhão Hub Culture Climate
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Patrícia Pinho, Diretora Adjunta de Ciência do IPAM

15 de novembro (terça-feira)

Debate: Da ciência à ação: Bioeconomia como alternativa para o desenvolvimento sustentável da Amazônia

• Horário: 12h30 às 14h (Egito), 7h30 às 9h (Brasília)
• Local: Brazil Climate Hub
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Patrícia Pinho, Diretora Adjunta de Ciência do IPAM

Debate: Do planejamento à ação: sociedade e política conectados no combate às mudanças climáticas no Brasil

• Horário: 14h15 às 15h30 (Egito), 9h15 às 10h30 (Brasília)
• Local: Brazil Climate Hub
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Eugênio Pantoja, Diretor de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do IPAM

Evento: O Brasil pode ser um líder global em clima novamente? O papel da Amazônia nas emissões líquidas zero do Brasil

• Horário: 16h45 às 18h15 (Egito), 11h45 às 13h15 (Brasília)
• Local: Sala Thutmose
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Ane Alencar, Diretora de Ciência do IPAM

Debate: Catalisar a ação climática corporativa através do Guia de Integridade do Crédito da Floresta Tropical

• Horário: 15h às 16h (Egito), 10h às 11h (Brasília)
• Local: Pavilhão Nature
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Raíssa Guerra, pesquisadora do IPAM

16 de novembro (quarta-feira)

Debate: Ações Conjuntas para estruturação de sistemas jurisdicionais de REDD+

• Horário: 15h25 às 16h15 (Egito), 10h25 às 11h15 (Brasília)
• Local: Consórcio da Amazônia Legal
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Eugênio Pantoja, Diretor de Políticas Públicas e Desenvolvimento Territorial do IPAM

17 de novembro (quinta-feira)

Debate: Apresentação dos sistemas de pecuária em Mato Grosso

• Horário: 14h às 15h (Egito), 9h às 10h (Brasília)
• Local: a definir
• Com transmissão e tradução simultânea
• Participação: Richard Smith, Coordenador Regional do IPAM no Mato Grosso

Por Sara Leal*

PUBLICADO POR: IPAM AMAZÔNIA 

*Jornalista no IPAM, sara.pereira@ipam.org.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: