Documento sobre saúde indígena é aprovado por representantes de etnias

Após 20 anos sem atualização, foram aprovadas as propostas para a Política Nacional de Atenção à Saúde dos Povos Indígenas. Cerca de 2 mil indígenas se reuniram em Brasília e aprovaram documento com 258 propostas e 64 moções, que deve ser publicado em dezembro.  

Postada em: SESAI

A Conferência Nacional da Saúde Indígena começou a ser construída em 2018. Desde então, foram realizadas 302 conferências locais nos 34 distritos sanitários indígenas.

O presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye’Kuana, Júnior Yanomami, destacou que a 6ª Conferência atualiza as demandas e a situação da saúde dos povos originários do Brasil 20 anos após o último encontro nacional.

Uma das moções aprovadas na 6ª Conferência foi um apelo ao Congresso Nacional para que reponha o corte de quase 60% no orçamento de 2023 da Secretaria Especial de Saúde Indígena. Para Júnior Yanomami, que representa 30 mil indígenas de Roraima e do Amazonas espalhados por 368 comunidades, o corte dificulta o atendimento à saúde dos Yanomami que, segundo ele, tem se deteriorado.

Presente no encerramento da Conferência, o senador Humberto Costa, integrante da área da Saúde do governo de transição, prometeu recompor o orçamento voltado para a saúde dessa população em 2023.

PUBLICADO POR: RADIOAGÊNCIA NACIONAL 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: