Começa neste domingo, no Egito, a COP 27, Cúpula do Clima da ONU

O foco do Brasil no encontro será a produção de energia limpa

Começa neste domingo, dia 6 de novembro, a 27ª edição da Cúpula do Clima da ONU, Organização das Nações Unidas. A COP 27 vai ser realizada na cidade de Sharm El Sheikh, no Egito. A expectativa é reunir mais de 90 chefes de Estado e representantes de 190 países.

A Cúpula do Clima da ONU é realizada todos os anos desde 1992. A primeira edição aconteceu na cidade do Rio de Janeiro. Durante o evento, os chefes de Estado de todo o mundo articulam acordos e políticas internacionais para combater o aquecimento global causado, principalmente, pela emissão de gases de efeito-estufa na atmosfera. O aumento da temperatura média do planeta é apontado pela Ciência como uma ameaça ao equilíbrio ambiental que sustenta toda a vida na Terra.

Em nível internacional, os debates na Cúpula do Clima deste ano devem focar em ações concretas dos países, para que haja o cumprimento das promessas para reduzir a emissão de gases de efeito-estufa. A conferência também deve aprofundar as discussões sobre a criação de um fundo de 100 bilhões de dólares por ano, mantido pelos países que mais emitem carbono, para financiar as consequências do aquecimento global nas nações mais vulneráveis.

Neste ano, o pavilhão do Brasil na COP 27 vai sediar o seminário “Energia, Indústria, Agro e Investimentos verdes” — conduzido pelo Ministério do Meio Ambiente e por representantes dos setores produtivos. O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, confirmou presença e deve ser o representante oficial do governo brasileiro. Em entrevista recente à Voz do Brasil, ele destacou que o principal foco do país na Cúpula do Clima da ONU vai ser a produção de energia limpa.

A participação brasileira na COP 27 também vai ter a presença do presidente eleito Luís Inácio Lula da Silva— que foi convidado para a conferência pelo anfitrião, o presidente do Egito Abdel Fattah. Lula fará parte da comitiva do governo do Estado do Pará, que integra o Consórcio de Governadores da Amazônia Legal. A ex-ministra e deputada federal eleita Marina Silva, da Rede; e a senadora Simone Tebet, do MDB; devem acompanhar o presidente eleito no evento da ONU.

PUBLICADO POR: RADIOAGÊNCIA NACIONAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: