Colocando a História na prática

No final do primeiro semestre recebemos um convite para apresentar em Corrientes, Argentina, um paper sobre as dezenove (19) fortificações coloniais indicadas como “conjunto de bens seriados” para o Patrimônio Mundial.

Resolvemos então, apresentar o lado belo da arquitetura militar colonial por meio de dezenove (19) obras da artista plástica Cristiane Carbone.

As obras, óleo sobre tela, todas do mesmo tamanho (30×40 cm), estão reproduzidas no Capítulo I do livro Fortins, Fortes, Fortalezas … por eles veremos o Brasil edificado.

Para “colocar a História na prática”, resgatamos uma epopeia marítima, revivida 450 anos depois, à qual, sem dúvida, materializou uma frase emblemática do acadêmico Alceu Amoroso Lima (1893/1913): “O maior assombro da nossa história é a unidade nacional”.

A epopeia da esquadra de Estácio de Sá ocorreu, em 1565, entre duas fortificações coloniais, com o mesmo nome santo: Forte de São João, Bertioga/SP, e Fortaleza de São João, Rio de Janeiro/RJ.

Para reviver aquela epopeia que deu origem a fundação da cidade do Rio de Janeiro, a Associação dos Velejadores de Cruzeiro (ABVC), por meio do seu presidente à época, Prof. Dr. Volnys Bernal, aceitou o desafio de organizar e comandar uma esquadra moderna, composta por “cinco caravelas dos nossos dias”. A navegação foi realizada em 2015, 450 anos após a epopeia de Estácio de Sá.

O Prof. Volnys Bernal nos forneceu, recentemente, o “diário de bordo, fotográfico”, com cento e trinta e duas (132) fotos, por ele selecionadas entre os velejadores participantes.

Com o rico material (quadros e fotos) colocado à nossa disposição, produzimos um livro educacional, tipo e-book, que se encontra disponível na plataforma mundial www.academia.edu, na página do autor Elcio Rogerio Secomandi, e/ou no website dedicado exclusivamente ao projeto Educação Patrimonial: Fortes, fortalezas e integração nacional: www.secomandi.com.br/linha-do-tempo.php

O livro digital, de domínio público, tem autoria de Elcio Rogerio Secomandi e dois coautores – Cristiane Carbone e João Jorge Peralta – e será lançado simbolicamente no Congresso Ibero-americano de História – Iº Congreso Iberoamericano de Historia, Genealogía y Cultura – Museos de Corrientes, na cidade de Corrientes, Argentina, no próximo dia 26 (quarta-feira), às 10h45, por meio do portal oficial da Municipalidad de Corrientes, no YouTube (de acesso livre):
https://www.youtube.com/channel/UCQIaXdSQ5qI3AUMItIErjjA

Saudações! Elcio Rogerio Secomandi – ersecomandi@gmail.com

VER MAIS EM:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: