Polícia Federal desmobiliza garimpo que ameaçava torres de energia elétrica

Atividade ilegal poderia interromper maior linha de transmissão do mundo

Foto postada em: Polícia Federal DPF

Marabá/PA – A Polícia Federal desmobilizou nesta sexta-feira-feira (2/9) um garimpo ilegal próximo à linha de transmissão Xingu-Rio, que leva energia ao Sudeste do país, durante a deflagração da Operação Saturnos.

Cerca de 60 agentes da PF, Polícia Rodoviária Federal, IBAMA, e ICMBio participaram da ação na zona rural de Curionópolis.

Foto postada em: Polícia Federal DPF

A investigação teve início a partir de informação da empresa Xingu-Rio, que durante a fiscalização das 4.448 torres percebeu que a extração de ouro se aproximava da linha de transmissão.

Durante a ação, a PF inutilizou três pás carregadeiras – incluindo a que estava mais próxima da linha de transmissão – cumprindo mandado de busca e apreensão em uma propriedade particular estimada em 300 hectares de área de extração.  A área fica a 10 quilômetros de Serra Pelada.

Há dois dias foram fechados 11 garimpos na região do Cristalino, em Canaã dos Carajás, com inutilização de oito pás carregadeiras.

O dono da área flagrada hoje, um grande empresário pecuarista, não tem permissão de lavra garimpeira, emitida pela Agência Nacional de Mineração. Ele pode responder por usurpação de bens da união e crime ambiental, além da autuação do Ibama.

Foto postada em: Polícia Federal DPF

A linha de transmissão Xingu-rio é a maior do mundo, beneficiando cerca de 20 milhões de pessoas. Leva energia gerada em Belo Monte, desde Anapu, no Pará, até Paracambi, no Rio de Janeiro.

O nome da operação, Saturnus, vem do deus romano protetor da terra, que garante a fertilização. As investigações continuam em andamento.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará – DPF – POLÍCIA FEDERAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: