Plataforma indígena “Maeí” inicia a venda online de Castanha do Brasil

Os interessados em adquirir a Castanha do Brasil produzida por indígenas das etnias Cinta Larga e Paiter-Suruí, do estado de Rondônia, contam agora com uma opção online para a compra do produto.

Por meio da plataforma de e-commerce “Maeí”, é possível adquirir os produtos e recebê-los diretamente em casa. A plataforma é exclusiva para venda de produtos indígenas e possui o aval da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Além da castanha, a plataforma reúne artesanato das etnias Kamayurá e Yawalapiti, do Parque do Xingu, no Mato Grosso, e Kaingang-Kamé-e-Kanhru, de Santa Catarina. A Funai apoia a iniciativa por meio da Coordenação-Geral de Promoção ao Etnodesenvolvimento (CGETNO), que atesta a comercialização de produtos desenvolvidos apenas por indígenas. Há uma certificação digital de originalidade dos itens e a monetização majoritariamente é revertida para os produtores indígenas. A plataforma conta com descrição detalhada dos produtos, informações sobre a etnia, a origem da matéria-prima e a técnica empregada.

A Funai fez o levantamento dos projetos indígenas, entre as cerca de 300 etnias catalogadas pelo órgão com potencial de geração de renda e emprego para as comunidades. A Fundação também responde pela capacitação dos indígenas para empreender e gerir a plataforma.

O projeto é idealizado pelo Instituto Moara, com apoio da Funai e da Cooperativa de Consultores Empresariais (Cbrase). Para acessar a plataforma Maeí, clique aqui.

Assessoria de Comunicação / FUNAI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: