PF e Ibama realizam operação de combate ao garimpo ilegal dentro de unidade de conservação federal

A extração de ouro era feita em 67 hectares da Unidade de Conservação de Desenvolvimento Sustentável Riozinho do Anfrísio.

Foto: Polícia Federal DPF

Altamira/PA – Uma fiscalização ambiental da Polícia Federal e do Ibama flagrou uma extensa região de garimpo ilegal no município de Altamira, em área da União, nesta segunda-feira (19/09).

A extração de ouro era feita em 67 hectares da Unidade de Conservação de Desenvolvimento Sustentável Riozinho do Anfrísio. A fiscalização faz parte da Operação Guardiões do Bioma, coordenada e executada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP).

Por meio de imagens de satélites, foi constatado o aumento da atividade garimpeira. Três agentes do Ibama e três policiais federais – mais os pilotos dos dois helicópteros – realizaram incursões na área visando identificar os locais de extração ilegal de ouro.

Foram inutilizadas uma escavadeira hidráulica e três motores estacionários. A inutilização foi feita para que os equipamentos não fossem reutilizados na prática do crime ambiental, uma vez que era inviável retirá-los do local. Além disso, um tapete de garimpo foi apreendido para perícia.

A Unidade de Conservação Riozinho do Anfrísio é localizada na terra do meio e integra um importante mosaico na proteção ambiental da Amazônia. A exploração de minérios é monopólio da União e sua exploração depende de autorização.

Os envolvidos podem responder criminalmente por garimpo ilegal, por executar pesquisa, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença, ou em desacordo com a obtida, com pena de detenção, de seis meses a um ano, e multa.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará – DPF – POLÍCIA FEDERAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: