FAB realiza resgate de cinco sobreviventes no norte do Pará

A aeronave PT-MES realizou um pouso forçado em área de selva e cinco passageiros foram resgatados com vida

Foto: 7°/8°GAv

O Sétimo Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (7º/8º GAV) – Esquadrão Harpia, sediado na Base Aérea de Manaus (BAMN), resgatou, no dia 10/09, cinco sobreviventes. A aeronave Cessna 208B Grand Caravan, matrícula PT-MES, havia decolado de Oriximiná-PA, transportando a Equipe Multidisciplinar de Saúde Indígena do Polo Base Oriximiná, e seguia para Aldeia Ayaramã.

O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), Organização da Força Aérea Brasileira (FAB), responsável pela coordenação de missões aéreas, acionou o Esquadrão minutos após o Centro Aeronáutico de Coordenação de Salvamento Amazônico (ARCC-AZ) receber o pedido de socorro realizado pela copiloto da aeronave, via rádio.

Por volta das 11h30 (horário local) do último sábado, a aeronave Grand Caravan foi obrigada a realizar um pouso forçado em área de selva, a cerca de 150 quilômetros de Santarém-PA.

O 7º/8º GAv chegou ao local do acidente poucas horas depois, vindo a resgatar as vítimas próximo ao pôr-do-sol. Cinco passageiros sobreviveram ao acidente, o piloto, no entanto, não resistiu aos ferimentos e foi a óbito no local.  A área era de difícil acesso, permitindo apenas a extração com o uso do guincho da aeronave. Os sobreviventes, já a bordo, foram levados até a Aldeia Ayaramã, onde foram melhor assistidos.

Os sobreviventes do PT-MES foram levados de volta a Santarém em outro avião da companhia, já a tripulação pernoitou na aldeia indígena, fazendo a guarda do FAB 8914 Black Hawk. A tripulação da aeronave, composta por 7 militares, continuou a missão no dia seguinte, efetuando o resgate do corpo do piloto, falecido no local.

O Tenente Pedro Henrique Dias Lisboa, Comandante da aeronave, relatou seu sentimento ao participar do resgate: “Ao sermos acionados, não sabíamos exatamente qual seria a missão, mas quando soubemos que era um acidente aeronáutico, a única certeza que tivemos foi de que ajudaríamos alguém que estava em uma situação difícil. Ao final de tudo, ver os cinco sobreviventes bem e junto aos seus familiares, o sentimento foi de missão cumprida! Selva!”

O Tenente-Coronel Michelson Abrahão Assis, Comandante do 7º/8º GAv, destacou o alto grau de profissionalismo da tripulação. “É motivo de muito orgulho presenciar o sucesso da missão a qual pôde dar o retorno esperado à sociedade brasileira. É para isso que nos dedicamos 24 horas por dia, 365 dias do ano”, concluiu.

Força Aérea Brasileira realiza resgate no Pará.pdf

NOTA PESAR – DSEI GUATOC – 11-09-22.pdf (websiteseguro.com) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: