Em Rondônia, Funai apoia produção de banana da etnia Paiter Suruí

A Fundação Nacional do Índio (Funai) continua a prestar apoio logístico para o escoamento da produção de banana de produtores indígenas da etnia Paiter Suruí, no estado de Rondônia. Com início em junho, a colheita do fruto se estendeu pela primeira quinzena do mês com o suporte de um caminhão da unidade da Funai em Cacoal (RO), que atua no transporte da produção entre as aldeias e a cidade rondoniense, a cerca de 60 quilômetros da Terra Indígena Sete de Setembro.

Funai presta apoio logístico para o escoamento da produção de banana de produtores indígenas da etnia Paiter Suruí. Foto: Divulgação/Funai

Conforme relata o coordenador regional da Funai, Sidcley José Sotele, a produção de banana realizada pelas comunidades Paiter Suruí varia de 300 a 400 toneladas anuais. “Como a safra é colhida praticamente durante o ano todo, o apoio da Coordenação Regional Cacoal é contínuo, desde que a comunidade solicite um caminhão para o transporte das aldeias para a cidade. No período chuvoso os Suruí produzem mais. No período da seca se produz menos, mas mesmo assim há produção”, detalha Sotele.

Suporte da Funai

Em fevereiro, a CR Cacoal havia realizado o transporte de mudas de espécies nativas para o projeto de Sistema Agroflorestal (SAF) da Terra Indígena Sete de Setembro. Por meio do projeto, os produtores indígenas cultivam castanha-da-Amazônia, cupuaçu, camu-camu e freijó (madeira) em pequenas plantações numa área total de 12 hectares. No mês de maio, a CR Ji-Paraná havia cedido um caminhão para que produtores da etnia Arara escoassem 1,5 toneladas de banana entre a Terra Indígena Igarapé Lourdes e a cidade de Ji-Paraná (RO), a 70 quilômetros de distância.

Assessoria de Comunicação / FUNAI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: