Indigenista e jornalista inglês estão desaparecidos há mais de 24 horas no Amazonas

A União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja) e o Observatório dos Direitos Humanos dos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato (OPI) informaram nesta segunda-feira (6) que o indigenista Bruno Araújo Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips, correspondente do jornal The Guardian e de outros veículos internacionais no Brasil, estão desaparecidos há mais de 24 horas no estado do Amazonas. Eles faziam o trajeto entre a comunidade ribeirinha São Rafael e a cidade de Atalaia do Norte.

Terra Indígena Vale do Javari – GOOGLE MAPS

Segundo a nota das entidades, a dupla chegou à localidade do Lago do Jaburu, onde o jornalista britânico faria entrevista marcada com indígenas, às 19h25 da última sexta-feira (3). Eles iniciaram o retorno para Atalaia do Norte, ponto de partida original da viagem, no domingo (5), mas fizeram uma parada na comunidade de São Rafael, onde encontrariam uma liderança comunitária.

As entidades dizem que o último registro da dupla foi feito na comunidade São Rafael, por volta das 6h de domingo. A previsão de chegada em Atalaia do Norte, distante cerca de duas horas, era por volta de 8h e 9h da manhã, o que não ocorreu.

A Univaja enviou uma equipe de busca que partiu de Atalaia do Norte às 14h, com o objetivo de cobrir o mesmo trajeto que Pereira e Phillips iriam percorrer, mas não encontraram vestígios da dupla. Ali receberam a informação de que a última vez que os dois foram vistos foi em um barco na comunidade de São Gabriel, próxima a São Rafael.

Por Sul 21 –  sul21@sul21.com.br
ÍNTEGRA DISPONÍVEL EM:  SUL 21  

Relacionadas:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: