Brasil e Estados Unidos anunciam grupo de trabalho para combate ao desmatamento ilegal

Durante a Cúpula das Américas, os ministros Joaquim Leite (MMA) e Anderson Torres (MJSP) se reuniram com o enviado especial americano para o Clima, John Kerry

Foto: Antonio Iaccovazo/MMA

Na Cúpula das Américas, Brasil e Estados Unidos anunciaram um esforço bilateral de resposta rápida com o objetivo de alcançar resultados imediatos no combate aos crimes nacionais e internacionais de tráfico de animais silvestres, mineração ilegal e comércio ilegal de madeira, bem como bloquear o uso dos sistemas financeiro e comercial internacionais associados a atividades ilegais com produtos florestais.

Na Cúpula das Américas, Brasil e Estados Unidos anunciaram um esforço bilateral de resposta rápida com o objetivo de alcançar resultados imediatos para reverter o desmatamento na Amazônia brasileira e em outros biomas, reconhecendo que tal objetivo exigirá cumprimento estrito da legislação e mais transparência, e que os êxitos alcançados como resultado dos esforços nacionais podem ser ampliados por meio de maior cooperação.

O novo grupo de trabalho bilateral sobre cumprimento da legislação e combate ao desmatamento ilegal será presidido pelo Ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, e pelo Enviado Presidencial Especial para o Clima dos Estados Unidos, John Kerry.

Esse grupo de trabalho tem como objetivo contribuir para uma redução importante e quantificável do desmatamento ilegal na Amazônia Legal a cada ano*, bem como para reduções significativas do desmatamento ilegal em outros biomas, a fim de alcançar a meta de desmatamento ilegal zero em 2028.

Com o intuito de atingir os objetivos acima indicados, esse grupo de trabalho dará especial atenção ao combate ao crime nacional e internacional de tráfico de animais silvestres, mineração ilegal e comércio ilegal de madeira, bem como desestimulará o uso do sistema financeiro internacional associado a atividades ilegais com produtos florestais. O grupo de trabalho desenvolverá e acompanhará indicadores de progresso relacionados à implementação das atividades de fiscalização e à incidência de crimes associados aos recursos naturais.

* Redução de 15% ao ano, em relação aos níveis do ano anterior, de 2022 a 2024, de 40% abaixo dos níveis do ano anterior, em 2025 e 2026, e de 50% abaixo dos níveis do ano anterior, em 2027, e zero em 2028.

Para mais informações sobre o grupo de trabalho, clique aqui.

ASCOM MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: