SESAI Mais Saúde Indígena realiza atendimentos, exames e doa óculos no Alto Xingu

A Ação SESAI Mais Saúde Indígena, em parceria com a ONG Xingu + Catu, realizou, entre os dias 2 e 6 de maio, 377 atendimentos clínicos em crianças, idosos e pacientes crônicos, além de 125 exames de ultrassom.

Foto: SESAI

O diferencial dessa ação foi deslocar os profissionais de saúde para as aldeias, ou seja, o indígena não necessitou sair do seu lar. Para chegar até as aldeias Kamaiurá, Waurá, Yawlapiti, Kalapalo, Matipu, Saidão, Aweti e Polo Base Leonardo Villas Boas, no Alto Xingu, o caminho foi longo. Os profissionais pegaram balsa, barco, carro e andaram a pé, mas o esforço foi recompensado com agradecimentos.

Foto: SESAI

“Fico muito agradecido com a vinda das equipes nas aldeias. Para nós, facilita o atendimento das pessoas que não têm condições de sair para se tratar. Ter esse tipo de ação, de vir nas nossas aldeias, é muito bom”, destacou o professor da aldeia Saidão, Waranako Aweti.

Foto: SESAI

A ação conseguiu atender às pessoas com dificuldade de locomoção e à demanda que ficou reprimida por causa dos últimos anos com a pandemia: a do atendimento com médicos especialistas.

Foto: SESAI

“As ações com os parceiros pôde levar atendimentos de pediatria, geriatria, oftalmologia que vieram resolver grandes questões represadas nos últimos anos”, destacou o coordenador do Distrito Sanitário Especial Indígena Xingu, Quintanilha da Silva.

Além da oferta de médicos especialistas, a ação contou com exames de média complexidade como ultrassom e retinógrafo para avaliar o fundo de olho. Outro destaque no atendimento aos indígenas foi a parceria com a ONG Renovatio para a realização de exames oftalmológicos e produção e doação de óculos de grau e de sol.

Foto: SESAI

Os indígenas realizaram exame de vista com auto refrator, refração e acuidade visual. Matuá Yawlapiti foi uma dessas pessoas que passou pelo atendimento oftalmológico e já voltou para casa com óculos novos. “Eu tinha dificuldade para enxergar e estava difícil para trabalhar e fazer as coisas em casa. Agora estou enxergando melhor e estou feliz de ter recebido os óculos”. Nesta ação, 118 indígenas foram atendidos pelo oftalmologista, 92 receberam óculos de grau e 50 receberam óculos de sol.

Vale destacar que a ação só foi um sucesso graças a integração dos profissionais do DSEI com os voluntários da ONG Xingu + Catu. “O trabalho de conjunção com a equipe profissional que atende em área com o profissional que veio de fora foi muito legal e proveitoso. Tem aprendizado de ambos os lados. O médico que vem de fora não vem só para ensinar, ao contrário, ele aprende muito”, destacou o fundador da ONG Xingu + Catu, Fábio Atuí.

Texto: Patrícia Rodrigues/Nucom-SESAI

PUBLICADO POR:   SAÚDE INDÍGENA – MINISTÉRIO DA SAÚDE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: