PF atua para evitar conflito em área indígena

Ação foi realizada na região em que nove garimpeiros teriam sido feitos reféns

Foto postada em: Polícia Federal DPF

Altamira/PA. No dia 21/05, a Polícia Federal foi noticiada pelo Ministério Público Federal (Procuradoria da República de Altamira), sobre possível conflito entre indígenas Kayapós, na Terra Indígena Baú – estado do Pará.

Chegou a informação de que indígenas, da terra conhecida como Baú, contrários às atividades de mineração ilegal, teriam realizado, no dia 18/05, a captura de nove garimpeiros na área garimpagem denominada “Pista Velha”.

Essa ação incitou uma reação incisiva e contrária por parte dos indígenas dissidentes do aldeamento Baú, que realizam atividades de mineração ilegal de ouro em outro garimpo, conhecido como “Pista Nova”, juntamente com alguns garimpeiros invasores.

Com essa situação de iminente crise e de conflito âmbito dos indígenas Kayapós, a Polícia Federal elaborou um plano de ação urgente, para o gerenciamento imediato da crise em curso, com a previsão de uma ação coordenada de retirada, via aérea, dos garimpeiros capturados.

Além disso, a PF buscou uma resolução pacífica de conflitos com os indígenas do aldeamento Baú (que estavam prestes a entrar em conflito armado com os indígenas e garimpeiros do garimpo “Pista Nova”). A Polícia Federal ainda adotou procedimentos de polícia judiciária cabíveis e adequados ao caso apresentado.

A ação contou com o apoio Operação Guardiões do Bioma, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, da Funai, da Força Nacional de Segurança Pública, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), e do ICMBio (apoio aéreo, logístico e informacional).

Ao adentrar no garimpo Pista Velha, a Polícia Federal confirmou a informação de que os garimpeiros haviam sido retirados do local, já dia 21/05.

Foram realizadas tratativas com a liderança do aldeamento Baú, juntamente com a Funai, no sentido de que o conflito, entre os próprios Kayapós, não seria a solução adequada para resolver os problemas locais.

Após longa tentativa de convencimento, a liderança da área Baú se comprometeu a deixar o local nesta segunda-feira, 23/05, e não realizar ações de ataque contra a comunidade indígena dissidente e garimpeira.

A liderança indígena, por sua vez, solicitou ajuda da Polícia Federal e da Funai para a retirada dos garimpeiros da Terra Indígena do Baú, que estão principalmente no garimpo “Pista Nova”, e para a mudança do local dos indígenas dissidentes. Caso contrário, há risco de que novos conflitos possam ocorrer.

No local, foram colhidas informações que serão objeto de investigação para a adoção das medidas de polícia judiciária cabíveis, especialmente a responsabilização criminal de possíveis infratores. A PF informa que irá adotar outras ações de combate à mineração ilegal na Terra Indígena do Baú, para proteção dos indígenas que ali estão.

Coordenação Geral de Comunicação Social da Polícia Federal – DPF – POLÍCIA FEDERAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: