Brasil, Guiana e Suriname darão primeiros passos para aliança energética

Os chefes de Estado do Brasil, Guiana e Suriname vão dar os primeiros passos nesta semana para construir uma infraestrutura que compartilhe melhor a energia e os recursos naturais dos países vizinhos na América do Sul.

O presidente Jair Bolsonaro deve chegar ao Suriname nesta quinta-feira e viajará na sexta-feira com o presidente do Suriname para a Guiana, onde os três planejam discutir projetos, incluindo novas estradas, pontes e projetos de energia que podem remodelar a economia da região.

A visita é a primeira viagem oficial de Bolsonaro à Guiana e ao Suriname e um reconhecimento da bonança compartilhada de petróleo e gás dos três países.

Entre os tópicos de discussão: uma estrada de 1.500 quilômetros do Estado de Roraima, no norte do Brasil, para um potencial porto de águas profundas na Guiana; e uma ponte de 1,2 quilômetro sobre um rio que separa a Guiana do Suriname.

Os links de transmissão elétrica e de comunicação por fibra ótica também são contemplados como parte de um corredor de energia entre as nações.

A interconexão proposta envolveria cerca de 800 milhões de dólares em projetos. As primeiras peças estavam programadas para começar em 2020 e foram adiadas em parte pela pandemia de coronavírus.

Os projetos devem ser financiados com investimento privado por meio de concessões governamentais, segundo a Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústria.

ÍNTEGRA DISPONÍVEL EM:    DEFESANET

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: