Força-tarefa inicia entrega de mais de 22 toneladas de alimentos a indígenas Yanomami

Uma força-tarefa do Governo Federal iniciou nesta sexta-feira (10) a distribuição de cerca de 22,5 toneladas de alimentos a comunidades que vivem na Terra Indígena Yanomami, em Roraima. Serão 1.003 cestas básicas entregues a famílias indígenas em situação de vulnerabilidade social. Os alimentos foram adquiridos com recursos da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Postada em: Saúde Indígena MS

Tendo em vista a dificuldade de locomoção e acesso às áreas indígenas, o transporte dos alimentos requer uma logística de distribuição com roteiros aéreos e terrestres, envolvendo a organização e mobilização dos esforços de diferentes órgãos. Um avião de grande porte da Força Aérea Brasileira (FAB) transportará as cestas da capital Boa Vista para a região de Surucucu. Desse ponto, os itens serão levados até as aldeias por helicópteros do Exército Brasileiro.

A ação contemplará comunidades indígenas das regiões de Parima, Kayanaú, Parafuri, Xitei, Hakoma, Homoxi, Haxiu e Surucucu. Participam também da força-tarefa o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), o Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) e da Polícia Federal, e o Ministério da Defesa, por meio do Exército.

DSEI Yanomami 

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Yanomami é responsável por levar a prestação de assistência primária de saúde a 28 mil indígenas, de cinco grupos indígenas distintos: Yanomami, Sanumã, Ninan, Yawari/Xamathari, Ye´kuana, distribuídos em 366 aldeias.

O DSEI Yanomami é composto por uma Casa de Saúde Indígena (CASAI), 37 Polos Base, 78 Unidades Básicas de Saúde Indígena (UBSI) e 823 profissionais. Destes, 260 são indígenas.

Nos últimos três anos, o Distrito Yanomami recebeu do Governo Federal mais de R$ 261 milhões para aquisição de bens, insumos, medicamentos, contratação de recursos humanos, entre outros.

Plano Emergencial 

Como forma de intensificar as ações de saúde na região oeste do Estado de Roraima, o DSEI Yanomami, com apoio da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI) do Ministério da Saúde, está executando o Plano de Ação Emergencial para Enfrentamento da Malária, Desnutrição Infantil e Mortalidade Infantil, na Região de Surucucu, Kayanau, Parafuri, Hakoma, Haxiu, Xitei, Homoxi.

O plano está dividido por metas e etapas de execução, que incluem ações imediatas, de médio e longo prazo, tendo como objetivo reforçar o atendimento de saúde da população local e contou com a colaboração do Conselho Distrital e lideranças indígenas. Como parte das ações a serem adotadas, o Distrito Sanitário Especial Indígena Yanomami já enviou profissionais de saúde, medicamentos e insumos para a região de Surucucu.

Neste momento, os profissionais estão realizando testes de malária, ações de educação e saúde com a população, busca ativa de casos em toda população local e tratamento supervisionado (TDO) para os casos positivos.

PUBLICADO POR:   SAÚDE INDÍGENA – MINISTÉRIO DA SAÚDE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: