Simpósio Amazônico de Etnobotânica pauta a relação entre seres humanos e natureza na Amazônia

Entre os dias 01 e 03 de dezembro, será realizado o “Simpósio Amazônico de Etnobotânica”. O evento é promovido pela sociedade brasileira de botânica (núcleo de etnobotânica) junto com a sociedade brasileira de etnobiologia e etnoecologia. Nesta edição, está sendo organizado pela Universidade Estadual do Amapá e pela Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará e mais outras dez instituições da região amazônica.

Os encontros reunirão a comunidade acadêmica e representantes de populações tradicionais e indígenas da Amazônia brasileira e de outras regiões que atuam em estudos sobre a interação entre pessoas e plantas. Este é o primeiro simpósio do tipo organizado, no formato virtual, devido a pandemia, apesar de ser um desejo das sociedades científicas há anos. Segundo o prof. Dr. Bernardo Tomchinsky, da Faculdade de Biologia da Unifesspa, a organização encontrou dificuldade logística para realizar o evento de forma presencial em momentos anteriores, tendo assim escolhido o formato virtual.

“Temos grandes expectativas, pois está sendo organizado por instituições amazônicas. Serão apresentados trabalhos realizados na região, preferencialmente por amazônidas, e irá oportunizar a maior interação entre pesquisadores da região”, afirma o professor sobre as expectativas da coordenação do evento. O evento é aberto, gratuito, terá emissão de certificado para os participantes e terá em sua estrutura palestras, mesas-redondas, minicursos e apresentação de trabalhos científicos.

O professor destacou, ainda, a importância e necessidade do simpósio para a comunidade acadêmica e para a sociedade.  “A etnobotânica faz o estudo das interações entre seres humanos e meio ambiente. Por isso, a região amazônica é uma das mais relevantes se tratando deste amplo campo. Entretanto, tradicionalmente, muitas das pesquisas realizadas na região foram feitas por pesquisadores estrangeiros ou de fora. A grande dimensão da amazônica dificulta a interação entre pesquisadores instalados e que atuam na região, por isso este evento é uma importante oportunidade de conhecer as pessoas que estudam a região e atuam na região”, disse.

Estão programadas palestras e mesas-redondas com pesquisadores que têm atuado na região, com a presença de representantes de povos e comunidades tradicionais, além de espaço para jovens pesquisadores apresentarem seus trabalhos mais recentes.  O evento é, especialmente, destinado para pessoas que atuam com botânica, biodiversidade e povos e comunidades tradicionais na região amazônica. Para mais informações, acesse: https://www.even3.com.br/saetno21/  

 Texto e informações do Portal https://unifesspa.edu.br/ 

PUBLICADO POR:   UFRR – UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*