PF prepara reação à invasão do Rio Madeira pelo garimpo ilegal

Em conjunto com o Ibama e o Ministério da Defesa, a Polícia Federal se articula para conter o avanço do garimpo ilegal no Rio Madeira. Centenas de balsas de garimpeiros estão reunidas no rio, onde há relatos de que um grande volume de ouro foi encontrado.

Foto postada em: https://jovempan.com.br/noticias/brasil/centenas-de-balsas-de-garimpo-ilegal-atracam-no-rio-madeira-no-amazonas.html

A PF não deu detalhes da operação. Conforme o Estadão informou ontem, garimpeiros já estavam cientes da mobilização policial e, em trocas de mensagens, falaram em reação caso sejam abordados. Para retirar o ouro do fundo do rio, as balsas sugam a terra com mangueiras. A prática causa graves danos ambientais.

A Polícia Federal articula ações para tentar conter o avanço de centenas de balsas de garimpo ilegal que estão reunidas há dias no Rio Madeira, um dos principais da Amazônia, numa região onde teria sido encontrada uma grande quantidade de ouro por embarcações clandestinas. Outros órgãos federais participam dessa operação, como o Ibama e o Ministério da Defesa.

A informação foi confirmada à reportagem pela superintendência da PF no Amazonas e, depois, pelo Ministério da Justiça. “A Polícia Federal acompanha o caso para adoção das medidas cabíveis com a maior brevidade possível.” A PF não dá detalhes sobre a operação, mas o Estadão apurou que um grande contingente de agentes envolvendo policiais, agentes do Ibama e das Forças Armadas foi destacado, dada a dimensão do problema e os riscos de reações violentas. Em ações desse tipo são utilizadas geralmente drones e aparelhos de telefone satelital.

ÍNTEGRA DISPONÍVEL EM:     CORREIO DO POVO 

Nota à Imprensa

Brasília/DF – A Polícia Federal informa que tomou conhecimento das atividades ilícitas que estão ocorrendo no Rio Madeira, no Amazonas, com a presença de várias balsas que estariam promovendo a atividade ilegal de garimpo, e, juntamente com outras instituições, estabelecerá as melhores estratégias para o enfrentamento do problema e interrupção dos danos ambientais.

Coordenação-Geral de Comunicação Social –  DPF – POLÍCIA FEDERAL   

VER MAIS EM: 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*