Ações de Saúde no DSEI Yanomami

O Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Yanomami foi o primeiro DSEI criado no âmbito da saúde indígena, conforme Portaria Interministerial dos Ministérios da Saúde e da Justiça nº 316, de 11 de abril de 1991. A sede está localizada na cidade de Boa Vista – RR e abrange uma área de 9.664.975 hectares, incluindo-se regiões dos estados de Roraima e Amazonas, na fronteira com a Venezuela. 

Terra Indígena Yanomami (Amazonas – Roraima) – Fronteira com a Venezuela – Google Maps

O DSEI Yanomami é composto por uma Casa de Saúde Indígena (CASAI), 37 Polos Base e 78 Unidades Básicas de Saúde Indígena (UBSI) que assistem 27.723 mil indígenas, distribuídos em 366 aldeias, habitadas por cinco grupos indígenas distintos: Sanumã, Ninan, Yawari/Xamathari, Ye´kuana e Yanomami, o mais numeroso. 

Para executar suas ações, o DSEI Yanomami conta com 807 profissionais. Destes, 260 são indígenas. Esses profissionais de saúde enfrentam as dificuldades logísticas e climáticas peculiares dessa região tendo em vista que 95% do acesso às aldeias só pode ser realizado por meio de aeronaves. As Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena (EMSI) do Distrito prestam seus serviços tanto nas Unidades Básicas de Saúde (UBSI) quanto em aldeias, em meio à selva amazônica. Em muitos casos, é necessário ainda percorrer vários quilômetros a pé para que os indígenas sejam localizados. O aspecto seminômade de parte dessa população é um dos fatores que dificulta o acesso dos profissionais de saúde que precisam de mais esforços para levar atendimento às crianças, adultos e idosos. 

De acordo com o Plano Distrital de Saúde Indígena do DSEI Yanomami, as principais doenças e agravos que ainda ocorrem na população são desnutrição infantil, doenças do trato respiratório superior, doenças de veiculação hídrica e malária com destaque também para outras doenças, a exemplo da tungíase, tuberculose e da oncocercose, que historicamente fazem parte do perfil epidemiológico do DSEI.  Destaca-se ainda a entrada de indígenas que habitam o território da Venezuela na fronteira e que, por vezes, já chegam ao território brasileiro com sérios agravos relacionados à desnutrição e malária.  

Trata-se, no entanto, de problemas que, conforme farta documentação existente, são comuns, há décadas, aos indígenas Yanomami brasileiros e venezuelanos. Por isso, têm sido objetivo constante da atual coordenação distrital e da SESAI a busca das soluções que se fazem necessárias naquilo que lhes cabe como competência.  

Para isso, ações como: testagem em massa para investigação epidemiológica da malária e diagnóstico precoce, busca ativa dos casos positivos, ações educativas com o apoio de intérpretes indígenas, distribuição de mosquiteiros impregnados com inseticidas de longa duração (MILD) do Ministério da Saúde, borrifações nas xaponas (casas de palha), fumacê com nebulização espacial na área externa das aldeias, entre outras.  

Em relação às ações de combate à desnutrição, o DSEI realiza a suplementação profilática com ferro e ácido fólico para todas as gestantes e crianças indígenas, a distribuição de suplementação profilática de doses de vitamina A para crianças de 06 a 59 meses de idade, entrega de sachês de suplementos alimentar para crianças com déficit nutricional e capacitação de profissionais da EMSI sobre a Atenção ao Pré-Natal.  

Por conta dessas particularidades e dificuldades, o DSEI Yanomami é o Distrito que mais recebeu investimentos do governo federal nos últimos três anos, somando-se mais de R$ 216 milhões para aquisição de bens, insumos, medicamentos, contratação de recursos humanos, entre outros.  

O Distrito reconhece que existem áreas que são afetadas por conflitos o que têm feito com que haja algumas interrupções de entrada das Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena para atendimento em alguns pontos. Dos 37 Polos Base do DSEI, dois encontram-se temporariamente fechados, Kataroa e Lahaka. No entanto, apesar das equipes não poderem estar de modo permanente nessas áreas, a assistência vem ocorrendo, por meio de missões pontuais que ocorrem com apoio de órgãos como a Força Nacional e Funai. Além disso, busca-se o diálogo com as comunidades indígenas para que possam colaborar para o atendimento de saúde que lhes é garantido por Lei. Em 2020 e 2021 foram mais de 1,2 milhão de atendimentos realizados pelas equipes do DSEI, sendo mais de 582 mil em 2020, e mais 620 mil em 2021, até outubro.  

Desde o início da pandemia, o Distrito Yanomami priorizou as ações de controle da infecção pela covid-19, realizando busca ativa entre outras iniciativas para proteção dos seus mais de 28 mil indígenas, que resultaram em mais de 2 mil curas, apesar dos 22 óbitos, até o dia 12 de novembro de 2021. Além disso, a vacinação também foi objeto da dedicação dos profissionais das Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena e já atingiu 85% dos seus indígenas com a primeira dose e 70% com a segunda dose.  

 AÇÕES DO DSEI YANOMAMI 

As ações do DSEI Yanomami são perenes e se dão de forma permanente, seja via atendimento em UBSI ou nas comunidades. 

Mas, excepcionalmente, em alguns Polos, por questões de segurança relacionadas à integridade física das equipes, alguns profissionais de saúde do DSEI Yanomami tiveram que interromper temporariamente o atendimento. O DSEI vem dialogando com a comunidade e estabelecendo parceria com a Força Nacional e a FUNAI para que as equipes possam retomar suas rotinas de atendimentos.  

Abaixo, destacam-se polos onde ocorreram conflitos e as medidas adotadas para minimizar os problemas relativos aos atendimentos.  

 Polo Base Kataroa  

Foi fechado no dia 07 de outubro deste ano em razão da falta de segurança para os profissionais. Distrito tem atuado com ações pontuais.  

Polo Base Lahaka  

Foi fechado em agosto de 2020 em razão da falta de segurança para os profissionais. Distrito tem atuado com ações pontuais.  

Polo Base Parima 

Abril – uma equipe composta por técnicos de enfermagem, agente de combate a endemias e agente indígena de saúde cumpriu escala e realizou 394 atendimentos. 

Maio –  uma equipe composta por agentes de combate a endemias, agente indígena de saúde e técnicos de enfermagem cumpriu escala e realizou 960 atendimentos. 

Junho – uma equipe composta por técnicos de enfermagem e agente de combate a endemias, agente indígena de saúde, auxiliar de saúde bucal e cirurgião dentista cumpriu escala e realizou 994 atendimentos. 

Julho – uma equipe composta por agente de combate a endemias, agente indígena de saúde, auxiliar em saúde bucal, cirurgião dentista, enfermeiro e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 1.094 atendimentos. 

Agosto – uma equipe composta por agente indígena da saúde, enfermeiro, agente de combate a endemias e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 633 atendimentos. 

Setembro – uma equipe composta por enfermeiro, agente de combate a endemias e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 237 atendimentos. 

Outubro – uma equipe composta por médico, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnica de saneamento, agente de endemias e farmacêutica foi enviada para a reabertura do polo. Foram levados insumos para abastecer cinco comunidades da região. A equipe ficará em área por 30 dias para realizar atendimentos e, após esse período, será substituída por outra equipe que também cumprirá 30 dias de escala. A quantidade de atendimentos ainda está sendo contabilizada.  

Polo Base Surucucu 

Abril – uma equipe composta por enfermeiro, médico clínico e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 2.112 atendimentos. 

Maio –  uma equipe composta por enfermeiro, médico clínico e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 1.389 atendimentos. 

Junho – uma equipe composta por assistente social, enfermeiro, médico clínico e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 1.629 atendimentos. 

Julho – uma equipe composta por agente de combate a endemias, enfermeiro, médico clínico e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 2.116 atendimentos. 

Agosto – uma equipe composta por agente indígena da saúde, médico clínico e técnico de enfermagem cumpriu escala e realizou 1.648 atendimentos. 

Setembro – uma equipe composta por enfermeiro, agente de combate a endemias, técnico de enfermagem e profissionais do Programa Brasileiro de Eliminação da Oncocercose cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias. 

Outubro – uma equipe composta por enfermeiro, técnicos de enfermagem, médico e farmacêutica foi enviada para realizar atendimento e cumprir escala pelo período de 30 dias.   

Polo Base Paapiu 

Setembro uma equipe composta por enfermeiro, técnicos de enfermagem e profissionais do Programa Brasileiro de Eliminação da Oncocercose cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias.   

UBSI Uxiú 

Setembro uma equipe composta por técnicos de enfermagem cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias.   

UBSI Kayanau 

Setembro uma equipe composta por enfermeiros, técnicos de enfermagem e agente de combate a endemias cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias.  

UBSI Alto Catrimani  

Setembro uma equipe composta por médico e técnicos de enfermagem cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias.  

Polo Base Baixo Mucajaí 

Setembro uma equipe composta por enfermeiro e técnicos de enfermagem cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias. 

UBSI Alto Mucajaí 

Setembro uma equipe composta por técnicos de enfermagem cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias. 

UBSI Pewaú  

Setembro uma equipe composta por enfermeiro, técnicos de enfermagem e agente de combate a endemias cumpriu escala, permanecendo em área por 30 dias.   

Polo Base Xaruna 

Outubro uma equipe composta por enfermeiro, técnicos de enfermagem, médico e farmacêutica foi enviada para realizar atendimento. 

Polo Base Hewethe-ú  

Outubro uma equipe composta por enfermeiro, técnicos de enfermagem, médico e farmacêutica foi enviada para realizar atendimento. 

Polo Base Palimiú

Outubro em 05 de outubro de 2021, o DSEI Yanomami retomou o atendimento de rotina no Polo Base Palimiú, com apoio da Força Nacional e Funai sendo possível o atendimento de 780 indígenas.  

AÇÕES DE DESNUTRIÇÃO INFANTIL NO DSEI  

Por meio de parceria com a UNICEF, foi iniciado em 2018 estudo sobre os determinantes sociais da desnutrição de crianças indígenas menores de 5 anos, em aldeias atendidas pelo DSEI Yanomami. 

  • O desenvolvimento do estudo visava fornecer subsídios para o planejamento e direcionamento de ações que impactem no fortalecimento da assistência à saúde da criança Yanomami, contribuindo à redução de óbitos evitáveis. O relatório final ficou pronto no ano de 2020 e está subsidiando novas intervenções. As medidas incluem:  
  • Distribuição da suplementação profilática com ferro e ácido fólico para todas as gestantes e crianças indígenas (dentro da faixa etária indicada) como parte do Programa Nacional de Suplementação de Ferro. 
  • Distribuição de suplementação profilática de doses de vitamina A para crianças de 06 a 59 meses de idade visando prevenir a carência, a xeroftalmia e a cegueira de origem nutricional, como parte do Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A (PNSVA). 
  • Disponibilização de 40 kits pedagógicos para multiplicação da Estratégia de Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância sendo que novos multiplicadores da estratégia do DSEI Yanomami foram capacitados no 1º semestre 2021.  
  • No 2º semestre de 2021, o DSEI Yanomami recebeu 10.000 sachês de suplementos alimentar para crianças com déficit nutricional que estão na faixa etária de 6 meses a 4a 11m e 29d. Os sachês fazem parte da Estratégia de Fortificação da Alimentação Infantil com vitaminas e minerais em pó (NutriSUS). Composto com 15 vitaminas e minerais, o produto possui também ferro microencapsulado.  
  • Distribuição de Material de apoio às EMSI com “Discos de Avaliação do Estado Nutricional” de crianças menores de 5 anos. Tem como objetivo possibilitar a avaliação do estado nutricional segundo os indicadores de peso para idade e estatura para idade, em tempo oportuno. 
  • Treinamento prático na Atenção ao Pré-Natal, parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). O DSEI Yanomami contou com a capacitação de 25 profissionais para qualificação da atenção ao pré-natal; 

AÇÕES DE COMBATE À MALÁRIA  

A redução dos casos de malária é uma das metas pactuadas no Plano Distrital de Saúde Indígena (PDSI) Yanomami. Assim, destacam-se:

  • Ações estratégicas de combate ao mosquito transmissor da malária estão sendo intensificadas no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Yanomami. 
  • O Distrito elaborou o Plano de Ação de Controle Emergencial da Malária que está sendo executado em dez Polos Bases onde a investigação epidemiológica apontou como locais de maior incidência da doença. O Plano prevê estratégias de combate ao mosquito transmissor da doença e ações de prevenção nas comunidades da Terra Indígena Yanomami. 
  • O DSEI Yanomami vem realizando testagem da população para identificar onde há focos de transmissão. Desde 2019, estão sendo realizadas testagem em massa e já foram coletadas mais de 100 mil lâminas de amostras de sangue para investigação epidemiológica da malária e diagnóstico precoce. Além da busca ativa dos casos positivos, as equipes têm levado orientação sobre prevenção e ações educativas com o apoio de intérpretes indígenas. 
  • Além disso, estão sendo distribuídos mosquiteiros Impregnados com Inseticidas de Longa Duração (MILD). Aproximadamente 1,6 mil mosquiteiros impregnados foram instalados em aldeias somente neste ano. Estes equipamentos protegem contra insetos diversos que transmitem também outras doenças como dengue e febre amarela. 
  • Os agentes de combate às endemias estão realizando borrifações nas xaponas (casas de palha), fumacê com nebulização espacial na área externa das aldeias e dreno de poças de água parada que podem se tornar criadouros do mosquito transmissor.  
  • O DSEI contratou neste ano mais seis agentes e um farmacêutico para reforçar a equipe de 48 profissionais que atuam no controle de doenças tropicais.  
  • Os Agentes Indígenas de Saúde (AIS) estão sendo capacitados para realizar testes de malária em suas aldeias para identificar rapidamente a doença. Através do exame laboratorial de gota espessa, com o auxílio de um microscópio, é possível identificar, entre os quatro tipos de malária, qual infectou o paciente. Já foram realizados mais de 75 mil testes para a doença diretamente nas aldeias e o DSEI Yanomami mantém testes rápidos e lâminas para o exame de gota espessa em estoque para monitoramento da malária.  

MEDICAÇÃO E INSUMOS 

Vale enfatizar que, sempre que os Polos são fechados por motivo de segurança da integridade física dos profissionais, esses postos passam a ficar com deficiência de atendimento e dispensação de medicamentos, pois necessitam de rotina e supervisão por parte de um profissional de saúde. Informa-se que, sempre que a equipe de saúde atua em missões extras ou passa a atuar após a reabertura, os profissionais levam os insumos e medicamentos necessários para a atuação em área.

AÇÕES DA SESAI EM APOIO AO DSEI YANOMAMI 

A coordenação do DSEI Yanomami é realizada por uma autoridade sanitária local que também atua como ordenador de despesas. No entanto, a fim de colaborar com as equipes locais, foram realizadas visitas técnicas por equipes da SESAI tanto no território quanto na sede do Distrito. As equipes foram compostas por médicos, enfermeiros, nutricionistas, biólogo, engenheiros, especialistas em saúde pública e outros profissionais visando tanto ao apoio a questões administrativas quanto de saúde e saneamento. 

Desta forma, ressalta-se que a gestão atual da SESAI vem adotando procedimentos, de forma permanente, com a finalidade de apoiar a comunidade Yanomami, incluindo-se ainda a disponibilização de recursos para aquisição de bens, insumos, contratação de profissionais e apoio às Equipes Multidisciplinares (EMSI) que hoje se encontram lotadas em território indígena. 

 AÇÕES CONTRA A COVID-19 

Em janeiro de 2020, mesmo antes da Organização Mundial da Saúde (OMS) decretar a Emergência de Saúde Pública de Importância Internacional (ESPII), a SESAI produziu uma série de documentos técnicos para que os povos indígenas, gestores e colaboradores pudessem adotar medidas que ajudassem prevenir e tratar a infecção pelo Coronavírus. 

A secretaria produziu portarias, informes técnicos, relatórios, recomendações, protocolos de manejos clínicos, boletins epidemiológicos e elaborou o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana em Povos Indígenas para os 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI). 

Além disso, a secretaria reforçou a comunicação orientando comunidades indígenas, gestores e colaboradores em todo o país. 

A criação de uma Equipe de Resposta Rápida (ERR), em abril de 2020, nos mesmos moldes do que aconteceu nos outros 33 distritos, foi outro passo importante para o combate à pandemia. Composta por enfermeiros e técnicos de enfermagem, a equipe de Resposta Rápida do Distrito permaneceu pronta para entrar em território sempre que necessário a fim de atender à população, reforçando assim o trabalho das equipes multidisciplinares que, durante a pandemia atendeu tanto os casos de covid-19 quanto das demais necessidades rotineiras existentes. 

 Foi instituído pela SESAI um Comitê Nacional de Crise que incluiu o Comitê de Crise Central (no âmbito da SESAI) e o Comitês de Crise Distritais (no âmbito dos 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas), sendo esses compostos usuários, trabalhadores e gestores. Identifica-se, assim, que as ações da SESAI foram e permanecem sendo efetivadas com plena participação do controle social. 

 Até o dia 26 de outubro, o DSEI-Y imunizou 85% dos indígenas com mais de 18 anos, inscritos no Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SASISUS) e especificidades da ADPF 709, e 70% com a segunda dose. Em outubro de 2021, iniciou-se a vacinação dos jovens com idade entre 12 e 17 anos. 

INSUMOS ENVIADOS VIA MINISTÉRIO DA SAÚDE PARA ENFRENTAMENTO DA COVID-19 

Anualmente, o Ministério da Saúde (MS) envia aos Distritos Sanitários Especiais Indígenas insumos como forma de complementar seus estoques e insumos que são adquiridos exclusivamente pelo MS. Em 2020, o quantitativo de insumos enviados ao DSEI Yanomami foi de 2.920.482. Um aumento de aproximadamente 34%, em relação a 2019. Até 15/10/2021, foram distribuídos para o DSEI um total de 2.363.957 insumos de saúde. Somados os dois anos a distribuição alcançou o quantitativo de mais de 5 milhões de unidades de insumos.   

EPI PARA ENFRENTAMENTO DA COVID-19 

Em relação aos Equipamentos de Proteção Individual para o enfrentamento da COVID-19, do quantitativo total de insumos distribuídos ao DSEI informados acima, no ano de 2020, foram distribuídos o quantitativo de 164.475 unidades de EPI, e em 2021 o quantitativo de 53.750 unidades.   

EQUIPE VOLANTE, AÇÕES INTERMINISTERIAIS E APOIO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO 

A equipe volante da SESAI é integrada por profissionais de saúde para atuarem, pontualmente e por tempo determinado, nos Distritos Sanitários Especiais Indígenas a fim de reforçar as ações das Equipes Multidisciplinares de Saúde Indígena. A equipe volante atuou especificamente nos agravos mais importantes da região Yanomami, com foco no combate à Desnutrição Infantil, Doenças Diarreicas, Malária, Tuberculose, Covid-19 e acompanhamento de Crescimento e Desenvolvimento da criança, objetivando melhorar os indicadores de saúde e atender a demanda reprimida. 

No ano de 2021, a SESAI enviou duas missões de reforço de atendimento especializado por meio de sua Equipe Volante de Saúde composta por médico clínico geral, pediatra, enfermeiros e técnicos de enfermagem, para apoiar os profissionais de saúde do distrito que atuam em área indígena. 

No decorrer de 2020, o Ministério da Saúde e Ministério da Defesa realizaram missões interministeriais de combate à covid-19. As missões também tinham o objetivo de levar atendimento especializado à população indígena que vive nas aldeias. Além de clínicos gerais, as ações contaram com médicos infectologistas, pediatras e ginecologistas. Isso foi necessário porque, além de combater a covid-19, era necessário prover atendimento especializado à população uma vez que os hospitais de referência nos estados e municípios passavam por dificuldades. Dessa forma, tanto o apoio logístico quanto de profissionais de saúde mostrou-se relevante e de fundamental importância.  

 Cronograma das Ações da SESAI em Apoio ao DSEI em 2020  

  • 29 de junho a 06 de julho – Ação Interministerial denominada Operação Roraima I realizada pelos Ministério da Saúde/SESAI, Ministério da Defesa, Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e Ministério da Justiça/FUNAI, ocorrida entre os dias 29/06 e 06/07/2020. Foram realizados atendimentos nas comunidades Yanomami, Auaris, Waicás, Surucucu e Maturucá (Raposa Serra do Sol). O Ministério da Saúde encaminhou medicamentos e EPI para suporte dos profissionais de saúde que atuam naquela região. Somando-se os atendimentos médicos, odontológicos, testagem para a Covid -19 e imunizações, totalizaram-se 3.514 atendimentos. A Ação realizou 1.233 testagens, com 327 indígenas positivados para covid-19. 
  • 19 a 26 de outubro de 2020 – Ação Interministerial denominada Operação Roraima II, realizada pelos Ministério da Saúde/SESAI e Ministério da Defesa, ocorrida entre os dias 19 a 26 de outubro de 2020 no Estado de Roraima. O Ministério da Saúde encaminhou medicamentos e EPI. O resultado desta Ação de combate à pandemia totalizou 2.609 indígenas atendidos. 
  • 15 a 21 de novembro de 2020 – Visita técnica de engenheiro eletricista à Casa de Saúde Indígena (CASAI) Yanomami para levantamento arquitetônico da edificação para projeto de reforma.  
  • 22 a 28 de novembro de 2020 – Visita técnica de caráter administrativo visando dar apoio ao DSEI e levantar as principais dificuldades de gestão existentes. 

Cronograma das Ações da SESAI em Apoio ao DSEI em 2021  

  • 01 a 05 de fevereiro de 2021 – Visita técnica visando levantar informações sobre o Plano Nacional de Imunização e investigação de relatos sobre possíveis óbitos.   
  • 21 a 28 de fevereiro de 2021 – Visita técnica de engenheiro civil e sanitarista a fim de realizar capacitação da equipe volante em saneamento e avaliar/monitorar a qualidade da água com foco no combate à malária e à desnutrição infantil nas abrangências do DSEI Yanomami. 
  • 01 a 07 de março de 2021 – Ação Interministerial de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional de Apoio à Vacinação e Atenção à Saúde, denominada Operação Roraima III. 
  • 02 a 06 de março de 2021: a Equipe Volante composta por duas médicas, três enfermeiros e uma técnica de enfermagem, realizou atendimentos nos Polos Base Surucucu e Waputha. Foram realizados durante a missão um total de 1.036 atendimentos e procedimentos.  
  • 15 a 19 de março de 2021 – Visita técnica de biólogo a fim de realizar capacitação técnica em qualidade da água e resíduos sólidos para os responsáveis técnicos do DSEI Yanomami e DSEI Leste de Roraima. 
  • 05 a 06 de abril de 2021 – Visita técnica do Secretário Especial de Saúde Indígena ao Distrito Sanitário Especial Indígena Yanomami. 
  • 19 a 30 de abril de 2021 – Visita técnica operacional para avaliar a situação de funcionamento das Unidades Gestoras, prestar assistência técnica aos Distritos e sugerir ações de melhoria. 
  • 26 de abril a 01 de maio de 2021 – Visita técnica de engenheiro civil a fim de dar apoio técnico ao SESANI do DSEI Yanomami para elaboração de projetos básicos e termos de referências para aquisições e contratações. 
  • 25 de abril a 08 de maio 2021 – Apoio do Ministério da Defesa à vacinação contra a Covid-19.  
  • 29 a 30 de maio 2021 – Visita técnica a fim de avaliar a situação de funcionamento das Unidades Gestoras, prestar assistência técnica aos Distritos e sugerir ações de melhoria.   
  • 14 e 20 de junho de 2021: Envio da Equipe Volante de Saúde da SESAI para atendimentos na região do Polo Base Auaris, especificamente nas aldeias Caixa D’água, Grabi, Polipe, Laranjeira, Porto Velho, Piscicultura, Trairão, Kiripasipu, Ye’Kwana Novo, Kululu, Koronau, Kulipopu, Hokolassimu, Katana, Momoipu, Porape, Koraimatiu, kalisse, Serra e Namuhu. Foram realizados durante a missão um total de 5.405 atendimentos e procedimentos. 
  • 20 a 24 de setembro de 2021 – Visita Técnica para verificação da atuação do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) no DSEI e revisão dos planos de enfrentamento à malária, tungíase e desnutrição. 
  • 06 a 12 de outubro de 2021 – Visita Técnica a fim de colaborar na reorganização da atenção à saúde no DSEI, planejamento das ações voltadas ao saneamento e execução do Plano de Ação Integrado para o enfrentamento da desnutrição, malária e tungíase.  

CONTROLE SOCIAL 

A SESAI, conforme legislação vigente, garante a participação de indígenas na formulação, no acompanhamento e na avaliação das políticas públicas de saúde. Eles são responsáveis por debater e apresentar propostas para o fortalecimento da saúde indígena. Esse trabalho é realizado por meio do controle social. 

A SESAI prestou apoio direto ao controle social do DSEI Yanomami enviando Servidores para acompanhar reuniões dos Conselheiros Locais de Saúde Indígena (CLSI) e ouvir a comunidade para buscar a solução dos problemas nas áreas de saneamento, edificações e atenção à saúde indígena. Destacam-se assim as seguintes reuniões:  

  • Conselho Local de Saúde Indígena (CLSI) – Maturacá – 20 a 23/07/2021; 
  • Conselho Local de Saúde Indígena (CLSI) – Auaris/Sanuma – 05 e 06/08/2021; 
  • Conselho Local de Saúde Indígena (CLSI) – Auaris/ Ye’Kuana – 07 e 08/08/2021; 
  • Conselho Local de Saúde Indígena (CLSI) – Olomai/Sanuma – 10 e 11/08/2021.

 INVESTIMENTOS 

O governo federal destinou ao DSEI Yanomami nos últimos 3 anos mais de R$ 136,5 milhões de reais. Foram R$ 80,2 milhões em ações de saúde e saneamento e R$ 56,3 milhões em recursos humanos, configurando-se assim como o DSEI que recebeu mais recursos neste período.

Merecem destaque nesses investimentos, alguns pontos importantes:  

  • R$ 8,3 milhões se destinaram à compra de insumos, equipamentos e materiais médicos hospitalares para o Distrito. 
  • Atenta às questões de desnutrição e vigilância alimentar, a SESAI autorizou o fornecimento de alimentação para os pacientes indígenas nos polos do Distrito, melhorando a condição de saúde desses pacientes. Destaca-se, no entanto, que cabe ao distrito/SESAI realizar vigilância alimentar e não segurança alimentar. 
  • Em 2020, foram destinados mais de R$ 28 milhões para contratação de fretamento de aeronaves de asa fixa e móvel. Em 2021, até a presente data, mais de R$ 29 milhões já foram investidos. 

VÍDEOS DE AÇÕES DO DSEI YANOMAMI 

  1. DSEI YANOMAMI – SAÚDE INDÍGENA EM 1 MINUTO
    youtube.com/watch?v=DgMwsk5PDjs 
  2. SECRETÁRIO ROBSON SANTOS VISITA DSEI YANOMAMI 
    https://www.youtube.com/watch?v=k-Cn5kpGwMs 
  3. MINISTÉRIO DA SAÚDE ATENDE MAIS DE 26 MIL INDÍGENAS ATRAVÉS DO DSEI YANOMAMI  https://www.youtube.com/watch?v=z-LvFfYiyUk 
  4.  MISSÃO YANOMAMI – RAPOSA SERRA DO SOL
    https://www.youtube.com/watch?v=SE4m7RwzuZQ 
  5. BALANÇO MISSÃO YANOMAMI
    https://www.youtube.com/watch?v=WgNZhPCkRgc 
  6. BALANÇO MISSÃO YANOMAMI – SERRA RAPOSA DO SOL 
    https://www.youtube.com/watch?v=u-1WNhtjSXI 
  7. APOIO DO EXÉRCITO NA REMOÇÃO AÉREA DE PACIENTE NO DSEI YANOMAMI https://www.youtube.com/watch?v=Ons7l97Ti2M 
  8. YANOMAMIS AGRADECEM ATENDIMENTO DA EQUIPE DE SAÚDE DA SESAI E MINISTÉRIO DA DEFESA  https://www.youtube.com/watch?v=4-470wLaJ8A 
  9. SECRETÁRIO DA SESAI APRESENTA PRÓXIMAS AÇÕES NO DSEI LESTE RORAIMA E YANOMAMI https://www.youtube.com/watch?v=0bs__ixjn3Y 
  10. DSEI YANOMAMI: ESCLARECIMENTOS SOBRE AS DOSES ENVIADAS AOS INDÍGENAS https://www.youtube.com/watch?v=ixyo-I7L7pM
  11. DSEI YANOMAMI REALIZA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 E AÇÕES DE PREVENÇÃO À MALÁRIA  https://www.youtube.com/watch?v=Y12gKmL3Y8U 
  12. PRESIDENTE DO CONDISI YANOMAMI APOIA AÇÃO DE SAÚDE DA SESAI https://www.youtube.com/watch?v=rswVHZnLMpg
  13. AÇÃO DE REFORÇO EM SAÚDE INICIA NO DSEI YANOMAMI –https://www.youtube.com/watch?v=ahThQVNy0iA 
  14. GIRO NOS DSEI’S: DSEI YANOMAMI REALIZA CAMPANHA CONTRA A MALÁRIA https://www.youtube.com/watch?v=y997IdQE_RQ
  15. CAMINHOS NA FLORESTA – ATENDIMENTO AO POVO YANOMAMI https://www.youtube.com/watch?v=J2qDvbhoRnk
  16. SECRETÁRIO DA SESAI VISITA DSEI YANOMAMI E DSEI LESTE RORAIMA https://www.youtube.com/watch?v=fLvQ4DJW5rE
  17. DSEI YANOMAMI: CAMPANHA DE COMBATE À MALÁRIA CONTINUA FIRME E FORTE https://www.youtube.com/watch?v=kENS3i2U01M
  18. ALA YANOMAMI NA CASAI DO DSEI ALTO RIO NEGRO
    https://www.youtube.com/watch?v=5HIfSAixBzg 
  19. SECRETÁRIO FALA SOBRE O OCORRIDO NA TERRA YANOMAMI https://www.youtube.com/watch?v=cJnOR7h6RMg 
  20. DSEI YANOMAMI REALIZA AÇÕES DE COMBATE À MALÁRIA https://www.youtube.com/watch?v=Xv552-qpeas 
  21. DSEI YANOMAMI TERMINA O MVPI COM 19 COMUNIDADES ASSISTIDAS https://www.youtube.com/watch?v=3VyA2fGAKuQ 
  22. DSEI YANOMAMI REALIZA ATENDIMENTO A INDÍGENAS DA ALDEIA PALIMIÚ https://www.youtube.com/watch?v=IV2iZdDf9vA 
  23. SECRETÁRIO ESCLARECE SOBRE NOTÍCIAS NO DSEI YANOMAMI https://www.youtube.com/watch?v=xTKnjYR-brw 
  24. COMBATE À MALÁRIA CONTINUA NA TERRA INDÍGENA YANOMAMIhttps://www.youtube.com/watch?v=3QG5PGgd7OE 
  25. DSEI YANOMAMI É O PRIMEIRO A RECEBER CAPACITAÇÃO PARA OS CUIDADOS PRÉ NATAIS https://www.youtube.com/watch?v=-QXrPVXfzoo 
  26. DSEI YANOMAMI TRABALHA INTENSAMENTE PELO COMBATE À MALÁRIA https://www.youtube.com/watch?v=HMO7Ej91YHY 
  27. CONSELHEIRO INDÍGENA YANOMAMI APROVA AÇÃO INTENSIVA DE SAÚDE DA SESAI NA REGIÃO DE AUARIS https://www.youtube.com/watch?v=9OxL7YN1d4I 
  28. SESAI INICIA DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS PARA PACIENTES NOS POLOS BASE DO DSEI YANOMAMI  https://www.youtube.com/watch?v=-da9Y-a9JGs 
  29. DSEI YANOMAMI TRABALHA PARA EXTINGUIR A ONCOCERCOSE https://www.youtube.com/watch?v=E0DaHueZ0s8 
  30. SESAI REFORÇA AÇÃO DO DSEI YANOMAMI NO COMBATE A TUNGÍASE https://www.youtube.com/watch?v=9tF73wG67CY 
  31. PROFISSIONAIS DO DSEI YANOMAMI RESGATAM CRIANÇA DA DESNUTRIÇÃO https://www.youtube.com/watch?v=zZmge7wvb7E 
  32. DSEI YANOMAMI RECEBE MATERIAL PARA CAPACITAÇÃO EM DOENÇAS NA INFÂNCIA https://www.youtube.com/watch?v=l-Lg5iVCBkY
  33. DSEI YANOMAMI COMBATE A MALÁRIA NOS POLOS BASE AUARIS E ALTO CATRIMANI https://www.youtube.com/watch?v=VSmKG7iDflM 
  34. CRIANÇAS SANUMA, DSEI YANOMAMI, CANTANDO O HINO NACIONAL BRASILEIRO https://www.youtube.com/watch?v=74yrfkzjuoE
  35. REMOÇÃO AÉREA FAZ PARTE DA ROTINA DO DSEI YANOMAMI https://www.youtube.com/watch?v=2hbp41iMDjA 
  36. DSEI YANOMAMI INICIA A CAPACITAÇÃO DE AIS E AISAN
    https://www.youtube.com/watch?v=eJyjaDt_aYE 
  37. DSEI YANOMAMI REALIZA TREINAMENTO DE BORRIFAÇÃO DE INSETICIDAS https://www.youtube.com/watch?v=_CeNNs5J9xo 
  38. REUNIÃO DE ALINHAMENTO DO DISTRITO YANOMAMI
    https://www.youtube.com/watch?v=pIY1_DGClE8 
  39. DSEI YANOMAMI REALIZA CAPACITAÇÃO DE ENTOMOLOGIA MÉDICAhttps://www.youtube.com/watch?v=1DNomfybYCc 
  40. DSEI YANOMAMI ENVIA EQUIPE PARA APOIO NO POLO BASE HAKOMA https://www.youtube.com/watch?v=8d-gf-VEvdc 
  41. DSEI YANOMAMI PROMOVE CURSO PARA ATENÇÃO INTEGRADA À SAÚDE DAS CRIANÇAS INDÍGENAS https://www.youtube.com/watch?v=fL78_mz7LYU 
  42. DSEI YANOMAMI INTENSIFICA AÇÃO DE COMBATE À MALÁRIA https://www.youtube.com/watch?v=F9aOLVmYNjk 
  43. DSEI YANOMAMI BUSCA CASOS DE TRACOMA E MALÁRIA https://www.youtube.com/watch?v=ZKp6nqdQJWw
  44. DSEI YANOMAMI REALIZA AÇÃO DE PREVENÇÃO AO SUICÍDIO https://www.youtube.com/watch?v=2Dmn7GTuXD4
  45.  45.   DSEI YANOMAMI REABRE POLO BASE PALIMIÚ  https://www.youtube.com/watch?v=3Yr74FVEQvo 
  46. DSEI YANOMAMI ACOLHE NOVOS COLABORADORES AIS  https://www.youtube.com/watch?v=6Efn_s5AYV4 
  47. DSEI YANOMAMI RETOMA ATIVIDADES NO POLO BASE PARIMA  https://www.youtube.com/watch?v=FR6xuaa7vxE 
  48. NUTRISUS VAI MELHORAR ALIMENTAÇÃO DE 4 MIL CRIANÇAS INDÍGENAS  https://www.youtube.com/watch?v=HFq2qBAQTmc 
  49. DSEI YANOMAMI REALIZA AÇÕES DE COMBATE À MALÁRIA NO POLO BASE PARIMA  https://www.youtube.com/watch?v=YURe1SIMNco 
  50. DSEI YANOMAMI REALIZA AÇÕES DE COMBATE À MALÁRIA NA REGIÃO DO BALAWAÚ  https://www.youtube.com/watch?v=CvxdzkazgJg    

PUBLICADO POR:  MINISTÉRIO DA SAÚDE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*