Pará: iniciativa oferece atendimento médico a indígenas e ribeirinhos

Atendimento por telemedicina ganhou força após início da pandemia

Indígenas e ribeirinhos contam com acesso à saúde sem sair de suas comunidades. A iniciativa atende nesta primeira etapa cerca de 500 indígenas e 1000 ribeirinhos que moram na região das Reservas Extrativistas Rio Iriri, Rio Xingu e Riozinho do Anfrísio, em Altamira, no Pará.

Hoje, essas comunidades já contam com postos de saúde e pontos de internet. De acordo com Marcelo Salazar, um dos coordenadores do projeto ligado à ONG Saúde em Harmonia, a instalação desses pontos foi fundamental para a comunicação entre os profissionais de medicina e os pacientes.

Marcelo Salazar explica ainda que a ideia de atender a população por meio da telemedicina ganhou força após o início da pandemia. Permite que indígenas e os ribeirinhos evitem se deslocar das comunidades.

A iniciativa é uma parceria entre associações de moradores das Reservas da Terra do Meio, Instituto Sócio-Ambiental, Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Pará e a organização norte-americana Saúde em Harmonia.

Publicado em 21/10/2021 – 14:46 Por Kariane Costa – Repórter da Rádio Nacional – Brasília – Edição: Leila Santos/ Renata Batista – RADIOAGÊNCIA NACIONAL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*