FAB transporta profissionais de saúde e vacinas para o Amazonas, na Operação Gota

De julho a outubro a ação atendeu 107 comunidades, 3.532 pessoas foram vacinadas e 6.093 vacinas aplicadas

A Força Aérea Brasileira (FAB) integra a Operação Gota que visa controlar e manter a eliminação ou erradicação de doenças imunopreveníveis em todo o território brasileiro, contribuindo para a qualidade de vida da população. A intenção é, por meio das aeronaves da FAB, promover o transporte de profissionais de saúde e de vacinas até comunidades de difícil acesso no sudoeste amazonense.

De julho a outubro deste ano a Operação Gota atendeu 107 comunidades, 3.532 pessoas foram vacinadas e 6.093 vacinas aplicadas.

Missões no Amazonas

O Sétimo Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (7º/8º GAV) – Esquadrão Harpia, sediado na Base Aérea de Manaus (BAMN), participou da Operação Gota Médio Solimões, no período de 4 a 23 de outubro. Os voos, realizados com o helicóptero H-60L Black Hawk, saíram a partir dos municípios de Eirunepé (AM) e Carauari (AM), e atenderam também os municípios de Envira (AM) e Itamarati (AM). Devido à impossibilidade de acesso fluvial em virtude do baixo nível dos rios, tornando-os inavegáveis, a ação conjunta do Ministério da Saúde e do Ministério da Defesa é fundamental para levar a presença do Estado nessas comunidades.

Neste período, 25 comunidades ribeirinhas e 35 tribos indígenas foram atendidas, totalizando 2.631 pessoas atendidas e 3.131 vacinas aplicadas.

Caracterizada por ser uma região com meteorologia instável e locais de pouso com  complexidade, essa operação só foi possível devido o transporte de vacinadores, subordinados ao Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI), e de materiais utilizados para a vacinação, por meio de helicópteros da FAB.  Foram atendidos os municípios de Eirunepé, Carauari, Itamarati e Envira, além das comunidades indígenas de diversas etnias, como por exemplo, Kunamari, Kulina, Deni, Katukina e Kocama.

O Capitão Aviador Hideyuki Simplicio Kitayama participou como comandante da aeronave e falou sobre a sensação de fazer parte deste tipo de missão. “O sentimento é de extrema satisfação profissional e pessoal. Estamos ajudando a levar esperança aos brasileiros que vivem em uma das regiões mais remotas do País”, relatou.

Durante o mês de setembro, aconteceu a Operação Gota Médio Rio Purus, quando 1.910 vacinas foram aplicadas e 47 comunidades atendidas. E, entre julho e agosto, ocorreu a Operação Gota Oriximiná, com 1.052 vacinas aplicadas, 901 pessoas vacinadas e, 128 pessoas transportadas. Todas as missões também foram realizadas pelo Esquadrão Harpia.

Integração

Este tipo de apoio, por parte da FAB, em comunidades isoladas, iniciou-se em 1993, após a notificação de surtos de sarampo em populações indígenas nas regiões do Rio Purus, Juruá e Solimões. Desde então, consolidou-se a realização da multivacinação anual, atendendo ao calendário básico do Programa Nacional de Imunização (PNI).

Fotos: Capitão Kitayama  e Tenente Beltramini / 7/8°GAV

Fonte: 7º/8º GAV, por Tenente Beltramini
Edição: Agência Força Aérea – Revisão: Major Oliveira Lima
PUBLICADO POR:   FORÇA AÉREA BRASILEIRA – FAB    

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*