Toras de madeira retiradas ilegalmente de terra indígena são apreendidas pelo Ibama

Operação faz parte do Plano Amazônia 2021/2022 que visa inibir crimes ambientais e preservar a Amazônia Legal

– Foto: Ibama

Uma operação realizada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai) resultou na apreensão de 1.630m³ de madeira em toras que foram retiradas ilegalmente da Terra Indígena Kaxarari, além de veículos e maquinários. A fiscalização ocorreu durante o mês de agosto nas regiões oeste de Rondônia e sul do Amazonas.

Postada em: IBAMA

O combate ao desmatamento faz parte do Plano Amazônia 2021/2022, que tem como objetivo inibir ilícitos ambientais e realizar ações de preservação da Amazônia Legal. A operação foi coordenada pelo Grupo de Combate ao Desmatamento na Amazônia (GCDA) e contou com apoio da Polícia da Rodoviária Federal, da Força Nacional e do Exército Brasileiro.

Parte da madeira apreendida foi doada para a Secretaria Municipal de Educação de Porto Velho (RO) e poderá ser utilizada em construções, edificações, pontes, e outras finalidades. Os infratores ainda não foram encontrados e o caso segue sob investigação para apuração dos responsáveis.

O valor da multa é de R$ 5 mil por hectare ou fração para quem “destruir ou danificar florestas ou qualquer tipo de vegetação nativa ou de espécies nativas plantadas, objeto de especial preservação, sem autorização ou licença da autoridade ambiental competente”, conforme prevê o art. 50 do Decreto 6514/2008.

A proteção das terras indígenas e a preservação dos seus recursos ambientais é uma condição determinada pelo art. 231 da Constituição Federal. O Ibama, o Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ministério da Defesa e Ministério da Justiça e Segurança Pública seguem integrando forças no combate ao desmatamento e aos ilícitos ambientais.

Assessoria de Comunicação do Ibama – Manaus (31/08/2021)

PUBLICADO POR:   IBAMA  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*