Projeto piloto cria biofábricas no meio das florestas do Pará

Objetivo das fábricas é agregar valores aos insumos para estimular a economia entre as comunidades

Postada em: EBC Rádios

O Brasil Rural conversou com Ismael Nobre, doutor em dimensões humanas dos recursos naturais, especializado em desenvolvimento sustentável, questões ambientais e biodiversidade.

Ele é o co-líder da Iniciativa Terceira Via Amazônica e do Projeto Amazônia 4.0, iniciativa que cria biofábricas da cadeia do cacau e do cupuaçu com objetivo de agregar valores à bioeconomia dos produtos extraídos da floresta.

Segundo Ismael a importância desse projeto é que as cooperativas passem a ser empresários, com mais negócios e com mais membros envolvidos.

A partir dessa perspectiva, foi feito um estudo para montar um protótipo que é uma biofábrica que transforma a riqueza biológica em riqueza econômica.

Inicialmente esse projeto será colocado em prática no estado do Pará com 4 comunidades iniciais nesse primeiro ano.

O cacau que a gente começou a estudar, está sendo nossa primeira demonstração desses princípios de usar a tecnologia. Enquanto o cacau é vendido como commodities, como matéria-prima ele tem o menor valor, entre R$ 10 a 12 o kg da amêndoa. Ao transformar essas amêndoas em chocolate fino, passa a valer R$ 300,00 o kg”, explica .

Ouça a entrevista completa no player acima.

PUBLICADO POR:  EBC  RÁDIOS 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*