Exército apoia combate a crimes ambientais em terra indígena no Pará

São Félix do Xingu (PA) – O Comando Conjunto Norte, formado pelo Comando Militar do Norte, 9º Distrito Naval e Comando Aéreo Norte, participou de ação contra dois postos de combustível.

Crédito: 23ª Brigada de Infantaria de Selva

A ação ocorreu no dia 28 de julho em apoio a agências que possuíam indícios de que os postos estariam abastecendo infratores ambientais, principalmente os envolvidos com garimpo ilegal, na área da Vila Renascer, próximo à Base da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), no interior da Terra Indígena Apyterewa.

Na oportunidade, foram apreendidos 500 litros de gasolina, 300 litros de óleo diesel, um gerador, 334 litros de óleos lubrificantes, uma balança de precisão e uma pequena quantidade de ouro, o que corroborou com a suspeita de ligação com a atividade garimpeira ilegal. Ainda, uma multa foi aplicada ao proprietário no valor de R$ 110.500,00.

Os militares do 50º Batalhão de Infantaria de Selva apoiaram os agentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), da Polícia Federal (PF) e da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP).

A missão ocorreu no contexto da Operação Samaúma, iniciada no dia 28 de junho do corrente ano, por meio de decreto presidencial, o qual permitiu o emprego das Forças Armadas na garantia da lei e da ordem para o combate aos crimes ambientais.

Fonte: 23ª Brigada de Infantaria de Selva

PUBLICADO POR:   EXÉRCITO BRASILEIRO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*