Engenharia do Exército apoia reforma em pista de pouso na fronteira com a Colômbia

Desde o dia 5 de julho, a 21ª Companhia de Engenharia de Construção (21ª Cia E Cnst) trabalha para restabelecer as condições de uso da pista de pouso do 7° Pelotão Especial de Fronteira (7° PEF), sediado em Tunuí Cachoeira, na região amazônica conhecida como Cabeça do Cachorro.

A ação faz parte da Operação Tunuí 2. Com uso interrompido em razão das erosões, a pista foi construída em revestimento primário e mede 860 m de extensão e 40 m de largura.

A ação faz parte da Operação Tunuí 2 -Postada em: DefesaNet

O emprego da 21ª Cia E Cnst contribuirá para a atuação do Comando de Fronteira Rio Negro e 5º Batalhão de Infantaria de Selva (CFRN/5º BIS) na faixa de fronteira, bem como para a melhoria das condições de vida dos militares, seus familiares e indígenas que habitam na região.

Postada em: DefesaNet

PUBLICADO POR:    DEFESANET

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*