El País: Indígenas isolados no AC entram em risco de extinção com avanço de projeto na Câmara

Texto do PL 490, aprovado em comissão, permite o contato com indígenas isolados caso haja “utilidade pública”

Indígena isolado no alto curso do rio Humaitá, no Acre, fotografado em 2016 de um helicóptero. FOTO: RICARDO STUCKERT -Postada em: Contilnet

Os indígenas que vivem em tribos isoladas, dentro e fora do Acre, correm risco de extinção. Essa foi a pauta de uma reportagem especial do El País. A reportagem traz duras reflexões sobre o cenário político e como o PL 490 que, de acordo com a publicação, pode permitir que empreendedores privados façam o contato com os índios isolados.

“No Brasil existem aproximadamente 114 grupos indígenas que desconhecem o jogo político em Brasília. Em suas aldeias, localizadas nas profundezas da Amazônia Legal, não chegaram notícias da aprovação do Projeto de Lei 490/2007 pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara nesta terça-feira (o texto-base foi sancionado semana passada)”, diz um trecho da publicação.

A publicação afirma que, para estes 114 grupos indígenas isolados — que por vontade própria não ter contato com a sociedade há séculos, mas vivem pressionados pelo avanço de madeireiras, garimpeiros e pelo agronegócio — “a aprovação do projeto pode significar sua extinção”.

O texto agora vai para o plenário da Câmara, onde precisa ser aprovado antes de ir para o Senado. Para ler a reportagem completa, CLIQUE AQUI.

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

PUBLICADO POR:   CONTILNET NOTÍCIAS 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*