Povo Macuxi denuncia garimpo ilegal na Terra Indígena Raposa Serra do Sol

O tema que irei fazer uma reflexão hoje é sobre o nosso território, que atualmente vem sendo ameaçado pelos garimpeiros que adentram a Terra Indígena Raposa do Sol, em Normandia, em Roraima. Minha região sofre consequências dos não-índios no garimpo, maiores até que a pandemia de Covid-19.

A fotografia é do autor Janderson Henrique Macuxi. Postada em: Amazônia Real

O garimpo iniciou no ano de 2018. Desde então faço um acompanhamento e mapeamento da situação na Serra do Atola. No início estava assim como na foto abaixo.

Garimpo ilegal no território Raposa Serra do Sol (Foto de Janderson Henrique Macuxi/Amazônia Real)

O povo Macuxi tem denunciado, mas nenhum resultado é positivo, e clama junto com a natureza que está sendo destruída.

Há na região do garimpo ilegal aproximadamente 1.220 pessoas trabalhando sem nenhuma proteção básica à saúde. Há crianças e jovens que deixam de estudar influenciados por alguns trocados, dizendo que não há outra opção de trabalho.

Quando vi aquela cena de pessoas trabalhando no solzão, fiquei triste.

Até a Lei está sendo quebrada, a Constituição de 1988. As palavras, as lutas das lideranças tradicionais estão sendo desvalorizadas pelos próprios parentes, que não respeitam mais.

Por Janderson Henrique Macuxi Publicado em: 07/06/2021 às 18:29

ÍNTEGRA DISPONÍVEL EM:  AMAZÔNIA REAL  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*